Speedy pior do que nunca em 2009

É. A coisa está feia para a Telefônica. Todo mundo já deve estar sabendo que a Anatel [Agência Nacional de Telecomunicações] bloqueou as vendas do Speedy em todo o Brasil e isso está gerando muita polêmica pela rede e fora dela. Hoje, o pedido, feito na Terça, para liberação das vendas foi negada e a Telefônica irá continuar sem vender Speedy até que um plano decente, inteligente e funcional seja apresentado para a Anatel.

O assunto é extenso e tem dezenas de altos e baixos. Me pergunto se isso era a única coisa que a Anatel poderia fazer? Tudo bem que a melhor maneira de pressionar uma empresa do porte da Telefonica é mexendo na conta bancária da mesma. Mas essa proibição não prejudica gente demais além da própria Telefonica?

A Anatel não está apenas proibindo a Telefonica de lucrar, mas impedindo o acesso a Internet aos brasileiros. Afinal, a Telefônica é a única que consegue ceder banda larga a muitas partes do Brasil que a concorrência não chega. Hoje de manhã também já li notícias pela internet a respeito da preocupação com demissões em massa se a proibição não cair logo, afinal, o setor de vendas do Speedy é monstruosamente grande. E o Brasil precisa de mais brasileiros demitidos né? Aqui está chovendo empregos…

Claro que também não tem como deixar a situação como estava. O Speedy nunca esteve tão ruim. A conexão vem de aproximadamente 1 ano para cá ficando cada vez pior. A internet tem quedas constantes, jogos online tem cada vez mais lags porque a conexão não fica estável, os downloads caem no meio, páginas de sites mais pesados levam anos para abrir, vídeos não carregam e por aí vai.

A internet avança e exige mais banda cada vez mais. Sites ficam mais pesados porque estão evoluindo. Jogos pedem mais conexão para uma melhor experiêcia. Vídeos exigem maiores carregamentos porque a resolução deles vem melhorando. Tudo isso é uma evolução natural da internet no mundo. A Telefonica precisa entender isso e parar de distribuir banda larga como se fosse algo a ser regulado. Precisa investir no setor, precisa melhorar os equipamentos e melhorar seu suporte técnico.

Achei ridículo a desculpa que o presidente da empresa deu a Anatel na terça dizendo que a sobrecarga da reda não era culpa dela ou de novos clientes, mas das pessoas que usavam a internet. Os assinantes, que pagam pelo serviço, é que estão usando demais pelo que pagam, segundo a Telefonica. Que coisa mais ridícula. É como eu disse, a internet hoje em dia precisa de mais banda, não são os usários dela que usam abusivamente, sem mencionar que o serviço é vendo como acesso 24 horas por dia. Não há limite, não há mais cota de consumo (o que eu achava um absurdo quando existia), não tem essa de que os clientes sobrecarregam a rede. A rede deve, obrigatoriamente, aguentar todo mundo online. É simples.

Ainda assim acredito que a Anatel foi um pouco infeliz com a decisão de barrar a venda do Speedy. Além de causar mal a mais gente além da Telefõnica. A melhor decisão seria obrigar a Telefônica a ceder descontos a todos os assinantes, novos e antigos, nas mensalidades atuais, até que a rede esteja 100% estável. Não prejudicaria o setor de vendas, os clientes atuais do serviço que vem sofrendo com a instabilidade e precariedade do Speedy estariam pagando algo mais justo e a Telefônica continuaria sentido no bolso a decisão da Anatel.

É frustante depois de tantos anos usando banda larga, sentir como nos tempos de internet discada, com páginas levando 10 minutos pra carregarem e downloads levando horas para serem concluidos. Sem falar que jogar no X360 com lag porque a conexão não fica estável nem por 5 minutos.

É deprimente chegar a conclusão que o Brasil está longe de um serviço decente de banda larga.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
More from Thiago Machuca

Lá nos EUA: Birds of Prey em DVD

Birds of Prey, mais conhecido no Brasil como Aves de Rapina, foi...
Read More