Conversa de Mangá: One Piece 597 – 3D2Y

One Piece: Capítulo 597 foi disponibilizado dia 25 de Agosto: “3D2Y”.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu o capítulo 597 de One Piece. Atualmente acompanho o mangá pelo site Mangá Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a StrawHat Scans tem a tradução em Português. 😉

One Piece 597

3D2Y

Um capítulo que vai ficar na história do mangá sem sombra de dúvida, Oda deixou praticamente três eventos de vital importância para a série para acontecer nas páginas deste único capítulo: A quebra do orgulho de Zoro em face do treino com Mihawk, a explicação do Haki que era algo que todo mundo a mais de ano espera do autor do mangá, e o “salto-temporal” que a série provavelmente vai ter. Não é pouca coisa e o mais impressionante é como o argumento feito para todos estes detalhes acabam fazendo com que os leitores concordem que era hora disso acontecer mesmo. Começo pelo Zoro.

Oda encaixou bonito uma desculpa para a quebra do orgulho do espadachim, a única forma de fortalecer Zoro seria mesmo o seu treinamento com Mihawk. Adorei a surpresa que o mangá passa quando mostra todos os babuinos derrotados pelo Zoro, que anda todo estribuxado faz um bom tempo, não vejo a hora de vê-lo totalmente recuperado. Sei que disse alguns CdMs atrás que não queria que Mihawk e Zoro se encontrassem, que isso estragou toda aquele clima de “rival” que ambos tinham e blá blá blá, mas fiquei convencido com a idéia do Oda, que para o Zoro os companheiros e a jornada pelo One Piece é mais importante do que derrotar Mihawk, que alias não é bem o tipo “vilão” da série e por isso nem levo a sério quando o mesmo diz que o Zoro que sua cabeça. Não mesmo que Zoro vencesse, ele não mataria Mihawk.

Isso também não significa que um novo confronto entre os dois espadachins não possa acontecer ou até mesmo que Zoro vá ficar no mesmo nível de Mihawk, senão a jornada pelo Novo Mundo não deve ter graça. Alias quem garante que Mihawk continua mesmo sendo o espadachim mais forte do mundo? A Tashigi desde a saga de Longtown menciona sobre as espadas sagradas ou sei lá, e sei que a gigantona do Mihawk é uma destas, mas e as outras? Deve sim ter mais espadachins fortes na lita de Oda para o Zoro, mesmo que Mihawk acabe virando um “conhecido”, mais do que um rival.

Enfim, acho que nesse ponto, vai ter fã radical que é contra a mudança e tem quem vai aceitar de boa. Eu vou aceitar porque o Oda não é um autor de fazer sacanagem, mostrando que preza muito a sua obra e criou também um boa circunstância para quebrar a premissa do orgulho de Zoro. Menciono “orgulho” porque o sonho e desejo de Zoro não é derrotar o Mihawk, mas se tornar o maior espadachim do mundo, o Mihawk era apenas uma pedra no caminho deste sonho, que continua intacto na minha opinião.

Agora Ruffy e Haki. Ótimo ver o Haki finalmente destrinchado e dividido em suas categorias e como funciona realmente. Até então era uma habilidade implícita, que tinhamos um certo entendimento, mas nada realmente oficial quanto ao funcionamento. Gostei bastante da explicação dada pelo Oda e das divições entre presenção, espírito de luta e intimidação. E pelo que dá aentender, até mesmo pelo que aconteceu com o Coby alguns capítulos atrás, é uma habilidade que precisa ser “despertada” na pessoa. Que o Ruffy tem a “intimidação”, o que chamamos de Haki do Rei já sabemos, mas quero só ver qual ele tem maior tendência e se ele realmente vai aprender todos. Acho que o haki de sentir a presença do inimigo um pouco chato, imagine o Ruffy lutando da mesma forma que os habitantes de Skypiea (mantra, rá boa Oda!)? Não, o legal é a surpresa da luta, então se o protagonista sentir a presença do perigo, perde um pouco a graça. Acho que ele pode aprender um pouquinho apenas, mas não deve ser o seu forte. Agora o Haki de luta é primordial para o confronto contra o Akainu e todos os monstros de Akuma no Mi que deva ter no novo mundo!

Também me pergunto se os outros integrantes da tripulação vão aprender algum tipo de Haki durante estes dois anos de treinamento. Seria interessante por exemplo, ver Usopp despertando o Haki, já que o mesmo pode ser integrado em armas, o que cairia muito bem com o estilo de luta do Usopp e aumentaria bem mais o seu poder de fogo. Zoro é outro que poderia ter i Haki da presença, o que é bem útil à um espadachim, sem mencionar que o Zoro meio que funciona como um vice-capitão, o segundo em comando em termos de força, então seria útil ele ter o haki para os momentos em que o Ruffy não dar conta do recado. Sanji talvez fosse legal ter o Haki de luta, já que o negócio dele é o confronto corpo-a-corpo. Enfim ainda é cedo para tirar conclusões, mas acharia muito sacana se apenas o Ruffy aprendesse a usar Haki e todo mundo acaba-se novamente ficando dependente do capitão em termos de nível de força, mesmo que cada um tenha uma habilidade e função dentro da tribulação.

Outra coisa que podemos cogitar é o fato do Ruffy passar a usar algum tipo de arma, caso o que eu mencionei com o Usopp acima não role. Goku de Dragon Ball tinha um bastão na sua fase criança, e Oda já disse várias vezes ser influênciado pelo mestre Akira Toriyama. Seria legal ver Ruffy com alguma arma, apesar de não imaginar o que combine com sua personalidade. Mas não acho assim tão sem sentido a utilização de uma arma, afinal o próprio Barba Branca tinha uma, mesmo sendo mosntruosamente forte.

Uma pena que pelo andar da carruagem, provavelmente não veremos o treinamento e com é possível fortalecer o Haki. Lembro de quando o Kakashi foi ensinar o chackra de elemento da natureza para o Naruto e o quanto foi legal esse momento do mangá, e realmente queria ver como é que funciona um treinamente com Haki.

E por isso chegamos no último ponto importante do capítulo desta semana, a pausa de 4 semanas e o provável salto temporal de 2 anos na cronologia do mangá. Segundo algumas informações por aí, até mesmo o nome vai mudar, passando a ser chamado de “One Piece: The New World”. Mas como esse é um bom momento para cogitar e soltar rumores não oficiais, ainda não acredito nisso. Mas seria legal algo assim no animê, nos mesmos moldes que rolou com Naruto para Naruto Shippuden. Mas um detalhe, será que o animê vai aproveitar a oportunidade para extender um pouco a história nesse ponto, criando assim alguns fillers para se distanciar do mangá, que querendo ou não, está bem colado com o mangá já faz um bom tempo (tando que a narrativa ficou mais lenta na animação).

Gostaria de uns três meses de episódios no animês, contando um pouco de histórias paralelas dos nakamas e do Ruffy, antes do salto temporal. Seria bom para dar tempo ao mangá respirar e veriamos um pouco mais do que o Oda não vai mostrar, a única coisa que não pode acontecer é o que aconteceu com o Naruto, que ficou quase 3 anos em fillers com histórias sem sentido e sem propósito. Anos de filler não dá, porém alguns meses eu toparia sem problema algum.

Mais algumas coisinhas em relação ao mangá, aproveitando que não haverá CdM de One Piece pelas próximas 4 semanas. Aparentemente o One Piece, ou a ilha final do mangá não é tão mole assim de se conquistar. Oda vai pular dois anos da história, o que significa que os Supernovas não vão conquistar o grande objetivo de Ruffy, apesar de que obviamente, eles irão crescer dentro do Novo Mundo. Só fiquei meio descontente com algumas das histórias que ficaram sem fim em relação aos Supernovas. E a ilha dos raios? E aquele tiozinho que saiu correndo pelo ar lá na ilha dos javalis (preguiça de ir procurar o nome)? Eram pontas que eu queria ver o desfecho. Será que o Oda prentende mostrar tudo isso posteriormente com um flashback?

Também ficamos sem resposta quanto ao Buggy e a nova organização da Marinha. Quanto o mangá retornar o clima será totalmente renovado, o mundo de One Piece como conhecemos provalmente não será mais o mesmo. Agora sim faz sentido Oda ter movido tantas peças do quebra-cabeça nos últimos meses para que ocorresse este salto de 2 anos. Inicialmente era contra isso, mas com tudo que o autor planejou e reestruturou, acabei ficando super curioso para ver as transformações na série. Pra mim One Piece não precisaria disso, porém, já que vai rolar, aparentemente será em grande estilo.

E o traço da tripulação? Vai mudar? São dois anos, será o suficiente para dar uma mexidinha no traço? Naruto mudou quando teve isso. Personagens como Ruffy, Sanji e Usopp poderia ganhar uma reforma no visual, já outros como Robin, Franky e Brooke não. Nami também já deu sua “crescida” ao longo dos anos, então não acho que vá mudar. Já pensou se o Zoro adota um bigodinho igual o do Mihawk? XD

Mais uma coisa. Ninguém mais vai entrar na tripulação do Ruffy. Depois de tudo que os principais vão passar, não acho que Oda vá encaixar mais tripulantes lá no novo mundo. Nem mesmo a Hancok ou Jinbei devem entrar na tripulação. Não faz mais sentido a inclusão de novos personagens. Mas eu gostaria que a Vivi voltasse, mesmo que ache impossível. Com dois anos, seria fácil para ela sair de Alabasta, mas ela não saberia o tempo ou local, já que não estava presente nos últimos eventos. O que me deixa para falar da tatuagem. Todos gostaram dela? Sinceramente achei meio sem noção. Ruffy não precisava necessariamente fazer uma tatuagem. Bastaria pintar o braço com uma tinta solúvel. Não é a mesma coisa da Tatoo do Ace, que tinha um significado (acho). Oda não vai ficar meio irritado em ter que desenhar ela permanentemente agora? Ruffy é o protagonista, Ace aparecia apenas uma vez ou outra no mangá.

Ahh, comentei demais. Agora passo a bola para vocês!

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Tags from the story
, ,
More from Thiago Machuca

As portas do inferno se abriram no trailer de história de Agony

O Madmind Studios revelou um novo trailer para o jogo de horror...
Read More