Conversa de Mangá: Bleach 419 – Deicide 21 (Transcendent God Rock)

Bleach: Capítulo 419 foi disponibilizado dia 01º de Setembro: “Deicide 21 [Transcendent God Rock]”.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu o capítulo 419 de Bleach. Atualmente acompanho o mangá pelo site Mangá Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a StrawHat Scans tem a tradução em Português. 😉

Bleach 419

Deicide 21 [Transcendent God Rock]

Antes de começar o conversa de mangá de Bleach desta seman, quero aproveitar a oportunidade para abordar um assunto que rolou nos comentários do CdM da semana anterior. Alguns leitores estavam comentando algo como “porque tanta gente fica reclamando a respeito do título dos capítulos? afinal, o capítulo em si não vai mudar em nada se tem títulos iguais ou não”. Achei interessante o argumento e resolvi comentar oficialmente aqui no post, apesar de que também deixei minha opinião nos comentários lá. Obviamente tudo isso é porque estamos a 21 semanas com “Deicide” como títulos dos capítulos de Bleach e até eu já reclamei algumas vezes por aqui do motivo do autor do mangá não mudar.

Mangá é um tipo de quadrinhos bem diferente e acompanhar um mangá através de volumes encadernados, como os lançados pela Panini e JBC e companhar eles semanalmente, como os japoneses acompanham são experiências totalmente diferente. Por semana, há limitadas páginas para degustar e apreciar, requer uma maior atenção e tem toda aquela história de ficar na expectativa para o capítulo da próxima semana. É como acompanhar uma série como 24 Horas ou Lost (agora concluidas), você fica preso dentro deste universo. Ainda no exemplo, no caso de séries, tem-se 44 minutos para a história seguir, enquanto num mangá, a leitura pode ir de 2 a 10 minutos (é sério, já teve capítulo de Bleach que não durou nem 3 minutos).  É da naturaza deles serem curtinhos, afinal, como vocês sabem, eles são lançados em almanaques enormes lá fora, com centenas de páginas e outros mangás num blocão de leitura. Enfim, aonde quero chegar.

Nomes em capítulos de mangás são importantes na minha opinião, pois eles dão ao leitor a idéia principal do capítulo semanal, que como é curtinho, nem sempre fica claro, qual foi a intenção do autor ao ler aqueles 16/17 páginas semanais.  Num encadernado, dá para perceber a estrutura e o foco do volume, é algo bem claro, entretanto num capítulo semanal, o título do capítulo é o responsável por isso. No final, é claro que os eventos ou a história não mudam só por que o capítulo não tem nome ou fica se repetindo, mas para alguns, como eu, a essencia do capítulo semanal, está no nome, na idéia na qual o autor que que pesquemos naquelas poucas páginas semanais. Isso de entender o foque do capítulo deveria vir com a leitura normal? Com certeza em outras mídias e até tipos de quadrinhos sim, mas nos mangás, acho interessante essa preocupação que alguns autores como o de Naruto e One Piece, tem para com os nomes dos capítulos. Bleach também tem muitos títulos legais se você for olhar a cronologia, e talvez seja isso que o pessoal sente falta. Enfim, aí está o meu ponto de vista. Você pode discordar ou concordar é claro.

Esta semana o Deicide se repetiu, porém ganhamos uma espécie de subtítulo, “Transcendent God Rock” a ver o capítulo em si, com outros olhos. A idéia do Tite nesta semana, era, além de dar a continuidade ao confronto épico entre o protagonista principal da série e do vilão supremo, era mostra essa questão de até onde ambos evoluiram e “transcenderam” por assim dizer. Ichigo venceu a barreira Hollow/Shinigami que sempre foi um obstáculo para ele, Aizen se tornou isso que ele espera que seja, os poderes de ambos estão anos luz de qualquer outro personagem atual da série. Essa idéia, repassada pelo título do capítulo semanal, mostra qual a finalidade da história esta semana. Até onde os personagens vão continuar elevando seu poder?

Claro que tudo que Aizen diz sobre Ichigo pode ser uma interpretação errada do vilão e o Kubo esteja fazendo isso para nos surpreender depois. Semana passada alguém comentou nos comentários se a corrente no braço de Ichigo não tem alguma finalidade ainda não revelada, como suprimir a sua reiatsu, permitindo este estágio absurdo de poder (e eu gostei desta questão levantada, bem interessante). E pelo visto, nem mesmo Aizen tem o controle sobre o seu poder, pois pelo que dá a entender não foi ele que causou essa nova transformação, e sim o hougyoku que fez. Quem garante assim, que Aizen não vai continuar evoluindo.

Só reclamo de um detalhe, o Tite fez tanto barulho sobre a habilidade da espada de Aizen, sobre a hipnose perfeita, que Ichigo não poderia ver a liberação da shikai, que só ele poderia derrotar o vilão por conta disso e no final, Aizen virou o que quase todo vilão desta saga se tornou, um Hollow (não literalmente claro, estou me referindo a forma). Não tivemos ele tentando libertar a sua espada para enganar Ichigo, não vimos nem ao menos a sua bankai. Claro que ele ainda pode fazer tudo isso, mas são habilidades que não parecem meio irrelevantes devido a sua “transcendência”? Acho que ele vai recorrer à isso quando se tocar que não pode vencer Ichigo com as habilidades do hougyoku, mas seria meio irônico se fizesse assim.

Quanto aos momentos do capítulo, achei legal o traço novo de Aizen, bem melhor que a borboleta. Ficou realmente um ser medonho e apavorante, os tentáculos, a face negra, os dentes saltados como se fosse uma caveira e até mesmo a espada integrada ao braço. Não é à toa que Tite Kubo é muito elogiado por sua obra quando analisamos os desenhos, o autor manda bem mesmo nesse quesito. Já Ichigo teve uns quadros neste capítulo em que a face de Ichigo me lembrou um pouco do Urahara sem aquele chapéu, por causa do cabelo, quando isso for animado e ganhar cor, com certeza não dará essa sensação, alias bem que a Jump deveria o Kubo colocar um página colorida com o novo visual do Ichigo.

Semana que vem veremos o Getsuga Tenshou em sua versão final. Nem imagino o motivo de tamanho suspense. Tem que ser algo muito bem bolado para me surpreender, pois se sair apenas um faixa de luz (preta ou não) da espada do Ichigo, só que em tamanho gigante e machucar o Aizen, vou achar meio xarope. Ainda acho que Aizen não se dará por vencido e o tal hougyoku vai continuar interferindo com o vilão até a coisa ficar meio complicada pro Ichigo, porque até o momento, o personagem parece meio calmo, o que é bem incomum para sua personalidade (ainda não sei se gosto disso). No fim, não ficaria surpreso se o hougyoku interferisse na sanidade de Aizen, como se fosse um veneno, afinal, não faz sentido existir algo assim que só traga benefícios ao usuário. Tudo que se faz em excesso faz mal, e Aizen começa a forçar o poder da esfera bizarra.

modelo-squareCurtiu esse texto? Gostou do site?

Então dê aquela força seguindo e curtindo a nossa página no Facebook! — Quer mais interação? Temos um grupo (ainda pequeno) para leitores por lá, o Clube Secreto. Fica aí o convite! Quer ver o site crescer? Talvez você possa contribuir com isso se tornando um apoiador do site lá no Apoie.se.

Tags from the story
,
More from Thiago Machuca

Okami 2 só se Okami 1 vender mais…

Opa opa! Depois de 2 dias de folga de Internet, estou de...
Read More