Conversa de Mangá: One Piece 601 – O Início de uma Aventura em um Novo Mundo

One Piece: Capítulo 601 foi disponibilizado dia 21 de Outubro: “O Início de uma Aventura em um Novo Mundo“.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu o capítulo 601 de One Piece. Atualmente acompanho o mangá pelo site Mangá Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a StrawHat Scans tem a tradução em Português. 😉

One Piece 601

O Início de uma Aventura em um Novo Mundo

Ah.. Há tanto a comentar esta semana, alias quando é que não há assunto de sobra em One Piece para ficarmos dias e mais dias (geralmente até o começo da próxima semana) discutindo? Mas a primeira coisa que notei de bacana no capítulo desta semana, e não estou certo se foi intencional foi em relação ao título do mesmo, não sei se vocês notaram. Não vou escrever a versão em Japonês porque nem sei como se escreve em Japonês num teclado de PC, mas em inglês o capítulo se chama “Romance Dawn for the New World”, a MangaStream ainda na tradução reforçou o “Romance Dawn”. Sabem por que? Porque é uma referência ao primeiro capítulo do mangá, lançado em 1997: “Romance Dawn: The Dawn of Adventure”. Quer saber como este capítulo ficou em português na versão oficial da Conrad? Rá! Eu mostro (bonus track desta edição do CdM)! Fui na minha estante de coleções e tirei do saco plástico o primeiro volume de One Piece no Brasil, olhem só:

Não sei se vocês vão curtir isso, mas eu adorei abrir esse volume novamente, só para ler “Palavras do Autor” no final do volume, e vocês podem ler numa das fotos acima. Sei que não ficaram perfeitas, mas já é de madrugada e a minha iluminação aqui onde estou não está ajudando. Notem que aqui no Brasil o primeiro capítulo se chama exatamente “Romance Dawn: O Amanhecer de uma aventura”! O próprio volume é intitulado “Romance Dawn”. Então linda mesmo a homenagem do Oda para os fãs ao nomear este capítulo atual da forma que ele fez. Também tirei umas fotinhos de quatro páginas do mangá 1, a com a primeira aparição do Zoro e a que Ruffy ganha a cicatriz na bochecha. Show! Repare como Oda evoluiu e muito nos quadros do mangá, saindo do quadrado básico para estes lindo painéis que ele faz atualmente. E o traço era muuuuito feio. Nem se compara com agora. Mas chega de nostalgia. Continuando…

O ritmo do capítulo em si não foi muito veloz, o que não é uma coisa ruim na minha opinião. Tem certos momentos que é sensacional saborear com calma e essa invasão da Marinha no local onde o falso-Mugiwara está ficou muito bacana e divertida. Dá para ser animada num episódio inteiro do animê, alias no final quero comentar uma coisa sobre o animê e a saga Marinford. Gostei do momento meio descontraido com o Ruffy se perguntando como é que haviam descoberto ele e tal, apesar da falta de noção, esse momento não ficou tão forçado como achei com as cenas do Chopper, nas verdade o próprio Ruffy parecia estar estranhando tudo, enquanto  Chopper estava levando as coisas de forma natural demais.

E o falso-Mugiwara não era de nada mesmo, acho que foi uma boa sacada colocando o Sentoumaru dando uma bolacha no cara, e o Oda ainda fez o quadro ser engraçado ao desenhar o pirata vigarista com os olhos arregalados, “beição” e meio que ficando pequeninho. Rá! A princípio parece forçado isso, meio que desenho animado, mas é este o tipo de humor que One Piece sempre teve e sendo o tal Demalo Black um pirata sem força alguma, seria desnecessário uma cena mais madura com ele sendo derrotado. Para isso, tivemos outros dois momentos ótimos no capítulo, com dois pacifistas sendo detonados por completo pelo trio parada dura da história.

Alias é impossível não sentir uma certa nostalgia dessa sensação de overpower do grupo. Havia muito disso no começo do mangá, onde o Usopp vivia chamando o Zoro e o Ruffy de “monstros”. Lembro daquele trecho em Whiskey Peak, onde o Zoro e o Ruffy brigam e o Mr. 5 e a Miss Valentine chegam pra enfrentar ambos e eles dão um socão que manda a dupla para longe. Sempre gostei destes momentos, porque de certo forma eram sempre dosados com inimigos ainda mais fortes à frente. Adorei então eles terem detonados dois pacifistas assim de nocaute. Não me preocupe de terem ficados fortes demais, porque se for pensar, o grupo chegou a derrotar um pacifista antes de serem separados pelo verdadeiro Kuma, mas na época estavam todos machucados e cansados devido a batalha contra Moria, então estavam mesmo em desvantagem. Mas acredito que se no lugar dos pacifistas fosse o verdadeiro Kuma, não seria tão fácil assim vencer o perigo. Sentoumaru acabou não lutando, e eu queria ver um golpe do Ruffy contra o cara.

Falando ainda em Sentoumaru, ele comenta no capítulo que agora é um oficial da Marinha, o que descarta aquela minha suspeita de que ele tivesse um alto cargo dentro da organização. Mas se “agora” ele é da Marinha, o que ele era antes? Somente ajudante do Dr. Vegapunk? Achei estranho isso, mas adorei a cara dele quando viu o golpe de haki do Ruffy.

Só para terminar, queria comentar um pouco sobre o animê, queria ver a opinião de vocês quanto a saga de Marinford, porque não me recordo se foi aqui ou em algum canto da internet que estava passeando e li alguns comentários de gente meio descontente com a versão animada da saga. Fiquei meio sem entender, porque na verdade eu estou achando o máximo o que os produtores estão fazendo no animê. Capitulos extendidos, piadas improvisadas, angulos de golpes sensacionais. Será que não passa a mesma emoção do mangá? Pode ser que não passe, mas realmente acho que há pontos fabulosos na versão animada, como o episódio do Oz (Oars) Junior, ou a chegada do Ruffy & Cia na batalha, assim como os diálogos dele com o Barba Branca. Tudo me agradou. Acho que o problema é que talvez não tenha o mesmo impacto em termos visuais e sonoros de, por exemplo, quando foi realizado a cena em que Pain destroi Konoha no animê. Falta aquele fator que deixa algo “épico”? Fica difícil dizer, porque eu leio o mangá, então não dá para ficar surpreso, é uma sensação bem diferente de quando vi Water 7 anos atrás, pois na época, não tinha a tradução do mangá na net, apenas o animê, e tinha toda essa tensão da saga. Marinford não é sobre tensão (não até onde foi exibida), mas é mais ação. Quero só ver quando as coisas começarem a ficar tensas, como o animê irá se sair. Mas e aí, o que vocês estão achando?

E rixa de Sanji e Zoro parece estar melhor do que antes. Sanji falando por palavras e não sentenças com Zoro foi a maior tiração, assim como Zoro tirando com o fato dele ter sido o primeiro a chegar ao arquipélago. Realmente a química entre os personagens não foi nem um pouco afetada pelo “crescimento” do grupo. E para o pessoal que estava achando no começo que o Zoro estava meio parecido com o Mihwak, eu já não compartilho da mesma opinião, não enxergo uma mudança tão agressiva assim.

Duas coisas rápidas, no fim, os piratas falsos e o resto dos coadjuvantes que se uniram aos caras só prestaram mesmo para serem surrados. Claro que serviram bem para a história, contrastando a nova fase e criando essa situação onde o grupo pudesse aparecer e ser revelado. E quanto ao Brooke, nada a dizer realmente, ele está indo para o Sunny, achei mesmo que dali não ia sair mais nada de especial além do que rolou na semana passada. Mas agora que todo o grupo apareceu, Brooke contou ao mundo que Ruffy está vivo, assim como Sentoumaru viu Ruffy, Sanji e Zoro, espero que deem uma atualizado nos cartazes do bando.

Alias, a fuga do Ruffy ainda não rolou, na próxima semana ainda pode rolar um novo confronto com o Sentoumaru. Porém uma coisa que não tem como evitar é ler a última página do capítulo e ver o Ruffy gritando que quer ser o Rei dos Piratas e não abrir um sorrisão no rosto por conta disso, ainda mais se você acompanha a série por tantos anos. Quanto tempo faz que isso não acontece no mangá. Putz!

modelo-squareCurtiu esse texto? Gostou do site?

Então dê aquela força seguindo e curtindo a nossa página no Facebook! — Quer mais interação? Temos um grupo (ainda pequeno) para leitores por lá, o Clube Secreto. Fica aí o convite! Quer ver o site crescer? Talvez você possa contribuir com isso se tornando um apoiador do site lá no Apoie.se.

Tags from the story
, ,
More from Thiago Machuca