Conversa de Mangá: Katekyo Hitman Reborn 313 e 314 – Nii-chan / Por Quem Luto

Katekyo Hitman Reborn!: Capítulo 313 e 314 foram disponibilizados dias 04 e 11 de Novembro, respectivamente: “Nii-chan / Por Quem Luto”.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu o capítulo 313 e 314 de KHR!. Atualmente acompanho o mangá pelo site Mangá Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, o site Vongola7 tem a tradução em Português. 😉

Katekyo Hitman Reborn! 313 e 314

Nii-chan / Por Quem Luto

Bem, não posso fazer muita coisa a não ser perdir desculpas por não ter feito o CdM do Reborn na semana passada ou no começo desta semana. Foram raríssimas as vezes na qual tive que falta com o compromisso de escrever um CdM aqui no blog. A última vez se não me engano foi no começo do ano quando deixei passar um Naruto. Infelizmente sofre de uma terrível falta de tempo para tudo na vida, então vez ou outra, acaba tendo que deixar algo para “fazer depois” e na semana passada, fatalmente a bola da vez teve que ser o CdM semanal de Reborn. E olha que foi um capítulo que terminou de forma muito enigmática, mas já vou falar sobre isso neste CdM duplo. Alias, como uma forma de compensar o atraso da semana passada, o Conversa de Mangá deste mangá está sendo feito e publicado antes mesmo de Naruto e Bleach e é o meu primeiro desta semana, já que de One Piece quem fez foi a Dakini. Por sinal, a Dakini agora tem autoridade para participar desta coluna exatamente por isso, para me ajudar a não atrasar mais os CdMs.

Mas chance de jogar conversa fora e vamos ao que interessa. Como os capítulos se acumularam e tem muito assunto para comentar e discutir, vou fazer uma breve divisão de assuntos. Quem quiser ler apenas os desta semana, pode pular o que for do capítulo anterior de forma mais fácil e prática desta forma.

Conclusão da Luta Lambo Vs. Rauji!

Caramba e não é que o Lambo acabou ganhando a batalha! Deste que começamos a especular sobre quem ganharia, nunca ouve realmente um consenso sobre quem ganharia ou se daria empate novamente. E Lambo, encurralado e totalmente em desvantagem virou o jogo. Não acho que a batalha ficou realmente perfeita. Muita gente por aqui queria ver o Lambo de 20 anos, mas eu gostei bastante de ver o Lambo de 10 anos revelando um pouco de seu orgulho e dos sentimentos na qual tem pela turma do Tsuna e principalmente pelo Tsuna, na qual o considera praticamente um irmão. Bacana mesmo ver esse lado do Lambo.

Quanto a batalha, acho que faltou um pouco mais de ação. O Rauji levantou uma montanha gigantesca atrás de si e não consegue manipular rochas de forma mais prática para um combate? Muitos aqui nem devem conhecer, mas a personagem Terra das HQs e até mesmo do desenho Jovens Titãs, manipulava pedras e rochas de forma muito mais eficiente. Se Rauji estava caindo, não era apenas uma questão de aumentar a plataforma? Tudo bem que na hora ele foi surpreendido e tal, mas não é este o velho clichê do vilão superestimando o herói? Pow! Também achei um pouco surreal os chifres do Lambo reunirem minerais, moldarem ferros e ainda arremessá-los meio que mentalmente contra o inimigo, ainda mais dois pregões gigantescos. Tudo bem que Katekyo as vezes funciona na base dos exageros. Os golpes são mosntruosos, os inimigos item, e até mesmo certos fatos. Faz parte do charme e do universo do mangá, ainda assim, foi uma surpresa a luta acabar como acabou.

E tocando as últimas trocas de palavras entre Rauji e Lambo. É meio óbvio que eles ainda irão se ver e ser amigos. Ah, hilário o Lambo criança aparecer no final da luta (mega conveniente diga-se de passagem) comendo um milho! Gostei do humor da cena. Uma coisa que não mostrou depois da batalha foi o que se sucedeu com o elmo do trovão? Ao contrário do anel do trovão que ficava no cabelão do Lambo, onde é que isso vai ficar guardado? Ou será que a autora preparou alguma coisa compacta para esse tipo de situação?

2º Flashback!

Já o segundo flashback eu achei meio desinteressante. Alias esse negócio de contar toda a história da família Vongola e da família Shimon em sua origem não foi tão bem bolado assim pela autora do mangá. Está óbvio para o leitor que tudo não passa de um mal entendido. Ela não irá revelar no final das contas que o Primo é um canalha traidor.  Ela passa essa histórinha em pedaços e depois mostra todos aqueles personagens da geração atual dizendo “não é possível”, “ohhh”, “como pode?”. Fala sério! Os personagens deveriam reagir conforme o leitor. Quem sabe contar uma história sabe que quando o personagem fica surpreso com algo, este mesmo sentimento deve ser repassado para o leitor, quando o personagem fica nervoso e apela, o leitor também precisa desse sentimento de “isso, vai pro pau!”, quando ele vai se declarar para seu verdadeiro amor, o leitor fica “coragem amigo, é agora!”. E a Amano nem sempre consegue isso, principalmente nestes flashbacks. A gente fica “putz, não é óbvio que eles são amigos e que algo ou alguém interferiu nisso, pra que estas reações exageradas?”. Ok, tudo bem que só porque sabemos, não significa que os personagens sabem. Eles não estão vendo as coisas como a gente, mas boa é aquela história onde personagem de fantasia consegue deixar o leitor na mesma sintonia de seus sentimentos. E estes flashbacks não conseguem isso na minha opinião.

Ainda que seja interessante ver a reação de Giotto indignado com a injustiça do mundo e o próprio Shimon propondo que ele chefie um grupo de vigilantes que equilibre um pouco essa balança. O que me interessa mesmo é sabe o que aconteceu com a relação de ambos e como tudo terminou e quem estava por trás de tudo. Por sinal, tenho um palpite quanto a isso, mas falo disso daqui a pouco.

Yamamoto e… Byakuran?

Uau, juro que mesmo que tenha se passado tantos dias que li este capítulo e mesmo que tenha passado horas refletindo e tentando advinhar como a autora irá explicar isso, realmente não consegui consolidar teoria alguma. O que diabos Byakuran está fazendo vivo? Sua existência não havia sido apagada? Há algo muito maior e sinistro neste mangá mexendo os personagens vilões como marionetes? Uma coisa ficou óbvia ao menos: Byakuran irá curar 110% o Yamamoto!

Fico feliz pelo personagem acabar se recuperando sem sequela alguma, mas ao mesmo tempo fico chateado por tirar a dramaticidade da situação e até mesmo por usar o velho recurso dos mangás de quase matar determinar personagem e depois algo “sobrenatural” lhe acontecer e ele ficar totalmente recuperado de suas feridas. Não é à toa que com isso, Yamamoto vai acabar indo para a ilha e encarar o seu rival na Shimon. Vai ainda fazer aquela velha entrada chocante, naquele momento que ninguém esperava e que tudo parecia perdido. Vão vendo.

Mas realmente não sei se o que apareceu ali é realmente O Byakuran da saga do futuro, se é algo como o Ghost, quem o mandou, ou porque recuperou os ferimentos do Yamamoto. Não acredito também que seja alguma coisa de possessão ou algo desse nível de acontecimento. Alias, o retorno do Yamamoto não irá tirar um pouco das razões pela qual o Tsuna entrou em guerra com a Shimon? Tudo bem que ainda tem a Chrome, mas tudo isso começou com o ataque ao Yamamoto.

Julie e Enma, a revelação da cobra!

Olha só, o Julie parece que é um pouco mais do que achávamos que realmente era. Uns capítulos atrás já havia ficado meio suspeito a forma como Julie trata todos ali da Shimon, mas depois desse capítulo e dos quadros onde ele explicitamente engana o Enma, não resta mais dúvidas que ele está armando alguma coisa e a verdadeira cobra traira ali é ele mesmo. Não me surpreenderia se ela fosse de outra família da mafia infiltrado na Shimon para manipular tudo isso. Alias nem ficaria surpreso se algum antepassado dele tivesse causado essa confusão toda com o Vongola Primo, na própria família Vongola tinha aquele guardião da névoa que também não era nem um pouco confiável.

Também gostei da provocação barata do Julie em relação ao Rauji e com o Kaoro, dizendo que ele não precisava lutar por ter feito o que fez. E um pouco enigmático algumas das conversas ali. Quem entrou em contato? Com quem Julie anda falando? Eu não tenho palpite algum. E vocês?

E como é bom ouvir falar do pai do Tsuna novamente. Achei que a participação dele na batalha dos anéis mexeu muito com a qualidade do mangá, dando um nível bem superior. Adoraria vê-lo novamente para ajudar a Vongola e ao Tsuna e amigos. Ele meio que sumiu depois de tudo e mesmo com todos os acontecimentos do futuro, não se ouviu mais falar nele.


Tsuna, Gokudera, Lambo e uma nova localização!

Admito que estou um pouco impressionado com a criatividade da autora em relação a dimensões da Ilha onde está rolando as batalhas. Na batalha dos anéis, basicamente se usou a escola do Tsuna, mas aqui já tivemos um ringue de boxe com plantas, a luta numa caverna de cristais e agora uma velha cidade abandonada que se parece muito com a locação onde o Vongola Primo está nos flashbacks (e isso é afirmado pela Shitt P). Não estamos apenas vendo lutas no meio do mato e nas árvores. A toda uma idéia e concepção de batalhas em arenas pré-imaginadas. Ponto positivo para isso.

E temos um pouco de descontração antes das coisas esquentarem novamente. Tsuna e Gokudera conversando seriamente, o que nem sempre é fácil, já que o Gokudera está sempre esquentado e gritando com todo mundo. Até que os dois combinam quando estão sozinhos. São amigos de peito. Claro que o Lambo surge para dar mais um pouco de humor. Conseguiu, já que ri dele engasgando e falando em doce quando devia mentir, mas com a piadinha do telefone ocupado e com Gokudera amarrando ele como uma bolsa. Rá! Três piadas basicamente uma atrás da outra. Impossível não der nem um sorriso de alegria.

Shitt P e o equipamento Vongola de Gokudera!

Quanto ao final do capítulo desta semana, não acho que ele tenha conseguido o mesmo tipo de impacto que o da semana anterior. Admito que estou curioso para ver se vai rolar alguma história relacionada a Shitt P, pois ela é uma personagem bem esquisita e adoraria saber como ela ficou assim. E é impressão minha ou o Gokudera ia dizer outra coisa relacionado ao seu orgulho antes da moça lhe interromper? Até porque acho que o garoto amadureceu um pouco desde o começo da série. Essa coisa de morrer pelo 10º não rola mais. Ele ainda tem a ambição de ser o braço direito do Tsuna, mas será que é este mesmo o seu orgulho? Sei não. Fiquei com a impressão que ia sair outra coisa dali.

Quanto ao seu equipamento, um tanto nostálgico não acham? Ainda que admita que gostava muito do conjunto de box vongola do Gokudera, com diferentes tipos de chamas, aqueles anéis de proteção e o lança-chamas. O sistema C.A.I. era muito louco, bem melhor que o tal “smoking bomb”. Nunca curti o fato do Gokudera do mangá fumar. São garotos, muito anormal e de mal gosto uma das primeiras aparições dele na série quando ele envia um monte de cigarro na boca para acender múltiplas bombas. Pra mim fazia mais sentido no animê, quando elas possuiam um sistema de ativação automático, e depois veio so rocket-bomb e tal. Mas acender dinamites com cigarro? Bléh.

Não dá pra saber se o que está na boca dele é um cigarro, mas mesmo que seja, acho que esse sistema deve funcionar de forma bem diferente do antigo smoking bomb. Alias, um detalhe, a autora realmente criou uma forma de tirar os animais das batalhas da saga. Eles eram tão bacanas no futuro e agora todos ganharam pequenas armaduras. Mas eles nem lutam, só são ativados para se transformarem. Bem que podia deixar rolar um pouco batalhas com eles.

E é isso galera! Agora é aguardar até a próxima semana! E espero não atrasar mais o Reborn. Aprendi uma lição esta semana. Melhor mesmo não deixar para fazer o CdM dele na segunda. Tem mesmo que sair bem antes disso. Valeu!

modelo-squareCurtiu esse texto? Gostou do site?

Então dê aquela força seguindo e curtindo a nossa página no Facebook! — Quer mais interação? Temos um grupo (ainda pequeno) para leitores por lá, o Clube Secreto. Fica aí o convite! Quer ver o site crescer? Talvez você possa contribuir com isso se tornando um apoiador do site lá no Apoie.se.

More from Thiago Machuca

E3 2009: DJ Hero vai virar nova mania? [X360 & PS3]

Foi revelado algumas semanas atrás o novíssimo game musical DJ Hero que...
Read More