Conversa de Mangá: Naruto 534 e 535 – Adeus, Ino-Shika-Chou

Naruto: Capítulo 534 e 535 foram disponibilizados dia 06 e 13 de abril, respectivamente: Adeus, Ino-Shika-Chou / A Persuação de Iruka”.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu os capítulos 534 e 535 de Naruto. Atualmente acompanho o mangá pelo site Manga Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a StrawHat Scans tem a tradução em Português! 😉

Naruto 534 e 535

Adeus, Ino-Shika-Chou / A Persuação de Iruka

CdM Duplo, mas com dois capítulos bem distintos da história neste ponto em particular desta saga de Guerra. Primeiro vou começar com a conclusão da luta do Asuma contra Shikamaru, ino e Chouji. E volto a afirmar, quando o Kishimoto trabalha com seus personagens lá do começo do mangá, tudo tem um sabor mais prazeiroso. Gostei do desfecho e dos golpes e da ação desse finzinho de luta. Chouji amadurecendo no meio da luta foi algo muito maneiro de se ver. Ainda que o golpe supremo dele não tenha me empolgado muito. Acho que depois de ver o pai do Chouji ali gigantão, meio que perdeu a surpresa ao ver o filho também gigantão. Lembro que quando Chouji mostrou suas asas de borboleta lá na fase criança, a surpesa foi muito maior com certeza.

Ninguém parece que se preocupou também com ele ter dispertado a habilidade sem as pílulas que induzem isso, que quase o matou quando criança. Gozado que só o Chouji tem isso? Porque se é uma habilidade tão fantástica assim, por que o pai dele não usa também? Achei meio apelação do Kishimoto concluir essa parte da história com o Chouji com asas enormes dizendo que iria colocar fim na batalha. Confiança demais na minha opinião. Ok, que seria muito impressionante se o personagem conseguisse, mas acharia bem sem graça se dentro tantos ninjas fortes ali no campo de batalha, fosse o Chouji que desse cabo de todos os inimigos ali.

E deu tempo até da Ino e do Shikamaru usarem habilidades incomuns. A Ino, por exemplo, controlou dois Zetsus de uma só fez contra o Asuma. Como é que rola isso? A mente dela fica em dois lugares ao mesmo tempo? Achei meio bizarro não explicar como é que pode algo assim. Já o Shikamaru usou a própria arma do Asuma combinada com seu jutsu das sombras para prender o mestre. Boa habilidade, e conveniente em batalhas.

Por fim, gostei do papinho final do Asuma. Não disse nada importante, mas era isso mesmo. Ela não deveria dizer mesmo. Kishimoto montou muito bem essa batalha, ainda que tenha enrolado pra caramba com ela, ao mutiliar em outras batalhas menores. O capítulo termina com Naruto dando uma de espertinho, mas já vou falar disso no próximo parágrafo.

O que me prendeu nesse último capítulo lançado foi a imprevisibilidade dele. Não sabia o que ia rolar a todo momento. Iruka vai convencer o Naruto? Naruto vai para a batalha? Vai rolar uma batalha ali mesmo no templo dentro da cachoeira? Bee mais se meter no meio? A narrativa do capítulo foi muito bem moldada para que o leitor realmente não adivinhasse o que iria rolar. E eu já não sabia para que lado torcer. Naruto entra na guerra? Significa que as batalhas dos secundáriso vão diminuir. Naruto fora da guerra preso?  Seria melhor para o momento da saga? Li numa indecisão danada para saber o que eu faria se fosse o roteirista da história (tenho essa hábito de ler as coisas imaginando como eu conduziria a história).

E um pequeno detalhe do autor que julgo como um erro. Mas os personagens da Folha que estão ali para proteger o Naruto, estão todos com as bandanas da aliança shinobi para a guerra. O Naruto não sabe o que é isso, e como é que não reconheceu que todos ali estavam com bandanas diferentes da vila da Folha? Detalhes assim são essenciais para um ninja não? Tirando esse detalhe, gostei do Iruka nesse episódio, apesar de achar uma baita sacanagem a forma como o Kishimoto usa ele. O Iruka parece que é o único ninja da elenco principal da Folha que não tem habilidade alguma. Não tem um golpe original, um jutso bacana e sempre pareceu ser bem fraco. Só serve como professor de crianças mesmo? Sacanagem Kishimoto! Podia ter deixado rolar uma troca de golpes entre ele e o Naruto. Nada sério, podia usar como pretexto um treinamento ou sei lá. Ainda que o Naruto já estivesse esperto com toda a situação. O mesmo para o pai do Shino, que só serviu de enfeite ali.

A cena que Naruto sai da cachoeira e vê a guerra ficou muito show também. Fiquei animado com a reação dele. Acho que nesse momento já pensei que ele não ia conseguir ser contido de forma alguma. Na mentira do animal, até achei que ele ia cair, burrinho como é as vezes. Mas depois da cachoeira não dava mais para tirar o personagem de cena. Apesar de por um pouco, quando o Iruka tenta prende-lo na barreira, achei que ao menos iriam enrolar o Naruto por mais um pouco.

No fim, fiquei bastante satisfeito com o final do capítulo. Com a carta do Iruka e a injeção de ânimo na saga e também no próprio Naruto ao ler das palavras de seu sensei, que é mais como um irmãozão mesmo. Ficou muito bom a conclusão desse capítulo! E Naruto vai para a guerra! Agora a coisa vai esquentar! Acho que nesta saga, Naruto não vai ao resgate, aqui no fim das contas, ele é quem será resgatado…

modelo-squareCurtiu esse texto? Gostou do site?

Então dê aquela força seguindo e curtindo a nossa página no Facebook! — Quer mais interação? Temos um grupo (ainda pequeno) para leitores por lá, o Clube Secreto. Fica aí o convite! Quer ver o site crescer? Talvez você possa contribuir com isso se tornando um apoiador do site lá no Apoie.se.

Tags from the story
, , , ,
More from Thiago Machuca

Um pedaço de bolo para este final de Domingo?

Vai um bolinho pra esse domingo? Estes bolos que os fãs criam...
Read More