Conversa de Mangá: Bleach 458 – End of All Bonds

Bleach: Capítulo 458 foi disponibilizado dia 27 de julho: “End of All Bonds”.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu o capítulo 458 de Bleach. Atualmente acompanho o mangá pelo site Mangá Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a BleachProject tem a tradução em Português. 😉

CdM Leitores? Se nada mais me atrasar, terei novidades até a próxima semana!

Bleach 458
End of All Bonds

 Digam o que quiserem, mas esta semana eu fiquei tremendamente satisfeito com o capítulo de Bleach. Tive aflição, fiquei tenso, agonizei, fiquei surpreso até mesmo com os fatos que sabia que aconteceriam e torci para que as cartas fossem mostradas. O Tite Kubo fez um excelente capítulo para um mangá que usa quadros gigantes e arrasta na narrativa. O capítulo conseguiu deixar um nó na cabeça do leitor a cada reviravolta proposta. Você sabe. A gente comentou dezenas de vezes por aqui a possibilidade disso acontecer, mas o autor soube colocar surpresa e expectativa dentro de um momento em que todos sabiam que algo aconteceria.

Acho que a grande sacana é que esta semana tudo aconteceu ao mesmo tempo. Ginjou foi perfurado, ele é amigo ou inimigo? Ishida chegou, ele é amigo ou inimigo? Tsukishima está fazendo pressão. Ichigo está sozinho. O êxtase do momento coloca tudo num clímax onde o menor acontecimento muda todos os eventos futuros. É um capítulo chave da saga. Adorei a dúvida levantada em torno do Ginjou. Já havia colocado aqui no CdM a questão de que ele poderia sim ser um vilão da saga, mas o momento em que ele trai o Ichigo neste capítulo, num excelente quadro de página inteira que me fez soltar um “Rá!”, ainda deixa a dúvida se o Ginjou está fazendo isso por culpa do Tsukishima ou não. Depois ele diz que na verdade ele sempre foi assim, que o segundo corte do Tsukishima o fez voltar ao normal. Intrigante, pois isso é um ponto que ninguém por aqui (que eu tenha visto) chegou a cogitar.

A questão de como terminou o capítulo, com o Ichigo sendo perfurado é ainda mais tensa. Ele não está no corpo de Shinigami. Aquilo é o corpo real dele. E agora? Será que veremos o Ichigo Hollow? Eu iria adorar, pois de toda forma nunca ficou muito bem explicado se os poderes que o Ichigo perdeu foram só os de Shinigami, pois ele tinha esse “poder hollow” dentro dele, que no fim da saga de Aizen acabou se fundindo a Zangetsu, mas ainda assim, era tudo farinha do mesmo saco, ou seja, poderes do próprio Ichigo.

Ginjou e Tsukishima planejaram tudo isso apenas para despertar e fortalecer o fullbringer do Ichigo, para que depois roubassem tal habilidade? E como isso é possível? Em todo caso, se for isso mesmo, a explicação faz sentido. Para o Ginjou ficar convincente, o Tsukishima adaptaria seu passado, fazendo-o esquecer do plano e no segundo corte, devolveria tudo novamente. Colocaria os amigos e famílias contra Ichigo, colocando pressão no personagem para que se fortalecesse em ritmo acelerado, assim quando ele estivesse no ponto, se revelariam. Ambos são os vilões. Isso também explica porque deixaram o Isshin e o Urahara fora disso, pegando apenas as memórias dos amigos mais fracos do Ichigo. O único ponto estranho nisso tudo é o Ishida. Porque não mudaram a memória dele?

E só eu fiquei com a impressão de que matei a habilidade do Tsukishima? Tipo, ao acertar o inimigo pelas costas, ele cria a habilidade de alterar a memória da pessoa (modificando a forma como ela se lembra de seu passado). Ao acertar de frente a pessoa recupera tudo que a habilidade alterou. Note que todas as vezes que mostrou ele atacando um amigo do Ichigo, ele o fez pelas costas. Ginjou também grita ao Ichigo para que não o deixe acertar por detrás e no fim, Ginjou é o primeiro que aparece levando um golpe de frente. É isso, não? Basta fazer o Tsukishima acertar todo mundo de frente e tudo volta ao normal, o problema é como fazer isso.

Para terminar, faltou falar do Ishida. Acho que o caso dele só saberemos na próxima semana. Porque ele não foi afetado. De qualquer forma, achei ótimo a chegada dele no momento, dramatizando tudo, conforme disse acima. Eu fiquei pensativo da mesma forma que o Ichigo. E o Ishida não é muito esperto, porque chega num momento tenso como esse e diz “vem aqui”. Qualquer um pensaria que ele está de sacanagem, pow! Deveria chegar dizendo “sai daí seu palerma, é esse o cara que me atacou!”, mas ficou de lenga-lenga e deu no que deu.

E Bleach está semana foi um dos mangás que mais me divertiu. Não pela genialidade da história, mas pelo clima e tensão que o Kubo soube passar.

 

modelo-squareCurtiu esse texto? Gostou do site?

Então dê aquela força seguindo e curtindo a nossa página no Facebook! — Quer mais interação? Temos um grupo (ainda pequeno) para leitores por lá, o Clube Secreto. Fica aí o convite! Quer ver o site crescer? Talvez você possa contribuir com isso se tornando um apoiador do site lá no Apoie.se.

Tags from the story
, , , ,
More from Thiago Machuca

Podcast #06 – Especial E3 2008: Conferência Microsoft

Devo dizer que esta foi a primeira vez que tentei cobrir uma...
Read More