Conversa de Mangá: One Piece 640 – Bem Acima da Ilha Tritão

One Piece: Capítulo 640 foi disponibilizado dia 21 de setembro: “Bem Acima da Ilha Tritão”.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu o capítulo 640 de One Piece. Atualmente, acompanho o mangá pelo site Manga Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a PieceProject tem a tradução em português. 😉

One Piece 640
Bem Acima da Ilha Tritão

Não fiquei tão empolgado com este capítulo de One Piece, quanto estou para que chegue logo o próximo domingo, dia 02/10, pois irá estrear no Japão a nova fase do animê, com o salto de 2 anos na cronologia. Ok, eu já sei o que vai acontecer, as novidades e mudanças, mas quero ver tudo animado, em cores e movimento, além da nova abertura. Ontem, passou a despedida do Ruffy, com o Rayleigh ensinando um pouco sobre os tipos de Haki, Tudo terminou com a nostálgica canção “We Are”. Muito bacana.

Retornando ao mangá, alguns pontos interessantes rolaram, mas nada que mereça uma dissertação muito longa. Por exemplo, a cena da Nami, que foi salva por acidente pelo Brooke. Fiquei meio preocupado quando a vi presa entre os dois comandantes. Achei que ela faria alguma coisa, mostrando que também ficou um pouco mais forte a ponto de conseguir se virar numa situação assim, mas que nada. Brooke acabou salvando o dia. Sem querer? Não sei, sempre tenho a impressão de que o Brooke dá uma destas de “nem percebi” de propósito. Também achei o golpe da Nami no começo fraquinho, algo que ela já fazia antes. Nenhuma novidade então.

Chooper e Usopp já chamaram mais a minha atenção. Adorei a memória da batalha contra a Miss Merry Christmas do arco de Arabasta, sem mencionar que Dosun lembra também um pouco o Mr. 4. Em Arabasta, Chooper e Usopp apanharam muito, sendo que por diversas vezes, Usopp acaba sendo um fardo para o Chooper nessa luta. Agora é hora da desforra, situação simular e com isso o Oda cria um cenário onde os leitores irão poder ver muito bem a evolução da dupla. Achei show demais essa “reprise nostálgica”. Também achei interessante que dentro da terra, Chooper conseguiu sentir a presença de Dosun atrás do Usopp. Como ele fez isso? Haki da observação? Alias Chooper está com uma cara de malandro. Louco para se mostrar em batalha. Tá muito legal. Fica parecendo que o Chooper deixou de ser uma “criança”, já que na primeira fase do mangá ele é bem ingênuo e tímido, e se tornou um adolescente mesmo, cheio de energia e querendo comparecer nas batalhas. Ele ficou meio como o Ruffy no começo do mangá, todo alegrão e despreocupado. Oda mudou bem ele.

E Nami e Robin ficaram sem oponentes por enquanto. Apenas no grupo de apoio e suporte. Acabaram os comandantes? Nem sei. Se bem que ainda tem o Caribou, né?

O capítulo termina com um cena que não me agradou. Ficou aquele clima de “vire a arca”, “o poder de Decken será desativado”, “ninguém pode impedir mais” e tal e não fiquei convencido com o drama da situação. Por que então diabos Hordy não matou logo o Decken? Fica de brincadeira, apenas deixando o cara a beira da morte, mas não morto, só pra sair da arca e se gabar frente aos inimigos o que acabou de fazer? É o clichê de super vilão mais famoso que existe. No final ficou todo mundo ligado na situação, mesmo que Decker tenha acordado só para tropeçar e desmaiar de vez (duvido que tenha morrido), situação que ficou até engraçada. Mas com todo mundo em alerta, senti menos o drama da arca caindo. Odeio esse tipo de situação em histórias. Hody realmente podia ter matado de vez o Decken e todo mundo ficaria surpreso com a situação. Pelo menos deu pra ver, finalmente, o efeito do mar afetando o Ruffy quando ele tenta ficar segurando Hody.

E agora fica a pergunta… A arca vai destruir a ilha? Vão conseguir desviar ela de alguma forma? Ainda acho que não é assim que a Ilhão Tritão irá ser destruída (se é que será, ainda penso na destruição da ilha como algo mais simbólico do que literal). Ruffy não pode usar o Gear Third no pé e dar um chutão na arca? Será que ele aguentaria a água do mar num golpe assim? Fica o suspense para daqui duas semanas (uma e meia agora). Apesar de que seria escrotisse se a arca caísse agora e os dois capítulos que o Oda gastou para colocar a tripulação com seus oponentes certos tivessem suas batalhas individuais interrompidas por conta disso. Achei uma falha nesse ponto. Se a arca cai, as lutas são interrompidas, se não são interrompidas, não tem porque fazer tempestade em copo d’água em torno da queda da arca. Ficou um situação estranha assim.

modelo-squareCurtiu esse texto? Gostou do site?

Então dê aquela força seguindo e curtindo a nossa página no Facebook! — Quer mais interação? Temos um grupo (ainda pequeno) para leitores por lá, o Clube Secreto. Fica aí o convite! Quer ver o site crescer? Talvez você possa contribuir com isso se tornando um apoiador do site lá no Apoie.se.

Tags from the story
More from Thiago Machuca

Anunciado Terra-média: Sombras da Guerra mobile para dispositivos iOS e Android

 // Comunicado enviado via assessoria de imprensa da WB Games // São...
Read More