Rodada de Filmes – 25/04/2013

Conversa informal sobre alguns filmes que vi recentemente.

Rodada-de-Filmes-PortallosEu não sou nenhum crítico de cinema, aliás, raramente vejo um filme que me desagrada, quando isso acontece, eu paro logo de assistir e nem chego ao final, embora isso só aconteça em casos extremos em que o filme realmente é uma bosta…

De uns tempos pra cá, (mais precisamente em setembro/2012, que foi quando assinei os canais Telecine pela GVT-TV) tenho feito verdadeiras maratonas de filmes (novos, antigos e muito antigos). Vi obras belíssimas que eu jamais soube da existência, e volta e meia, zapeando os canais, acabo elegendo um filme “desconhecido” pra assistir. Diante desse fato, decidi começar a fazer pequenos comentários/indicações dos filmes “antigos” que eu andei assistindo.

A ideia aqui é comentar filmes que estejam passando na TV, seja em canal aberto (Globo, SBT, Record e etc), canal fechado mas que não depende de assinatura avulsa (TNT, Space, MegaPix, AxN, etc) e dos pacotes especiais (no caso só o Telecine, que é o que eu tenho).

Esporadicamente, devem pintar posts semelhantes a esse, com recomendações, criticas, e comentários gerais de filmes menos badalados, nada muito complexo ou detalhado, é mais uma conversa informal que se tem com amigos. Bom, chega de papo, vamos à rodada da vez que ficou curtinha, porque a ideia só me veio nas últimas duas semanas.

barra-portallos

O Preço do Amanhã (2011)

O-Preço-Do-AmanhãAssisti recentemente através do telecine play, que funciona basicamente igual ao Netflix, porém com um acervo bem mais atual. O filme é bom, sua menção aqui é mais que digna, pois a história é muito interessante.

Em um futuro distante o tempo de vida das pessoas passou a ser tratado como moeda. Quem nasce, cresce normalmente até os 25 anos, e depois disso, um cronometro localizado no antebraço inicia uma contagem regressiva. Esse cronometro deve ser recarregado antes que o tempo termine, caso contrário, a pessoa morre.

Viver é uma questão comercial, se você tiver “tempo” em abundancia, poderá viver para sempre, tranquilamente, sem pressa. Agora, se não tem… bom, aí melhor trabalhar para conseguir, e nesse caso, cada minuto será extremamente precioso (dormir pra quê?).

A reflexão por trás da historia é bem válida, e a atuação de Justin Timberlake como o protagonista também é digna de nota. A falha fica por conta de certos acontecimentos que soam forçados e sem nexo… Tem umas coisas que são totalmente inexplicáveis do ponto de vista racional. Um problema aparentemente simples de se resolver toma proporções gigantescas que fogem do controle de todos… Coisa de cinema…

barra-portallos

Coach Carter – Treino para a vida (2005)

Coach-Carter-Treino-Para-a-VidaPassou recentemente no telecine, acabei assistindo por falta de opção melhor ou mais conhecida. É um filme baseado em fatos reais, com foco no basquete e por isso já cai logo no velho chichê que esse tipo de filme possui. O enredo é típico: adolescentes sem futuro que através do esporte tem a chance de amadurecer e se tornar alguém na vida. A história é batida, mas conta com a brilhante atuação de Samuel L. Jackson, além do que tem uma pegada social muito interessante que acaba fazendo com o que o basquete fique em segundo plano. Vale como seção pipoca.

barra-portallos

Em Busca da Terra do Nunca (2005)

Em-Busca-da-Terra-do-NuncaUm Drama misturado com fantasia. Deixando de lado a história (até por que pelo nome já dá pra se ter ideia do assunto tratado no filme), o que realmente me fez assistir essa obra foi verificar no guia de programação que os protagonistas eram Johnny Depp e Kate Winslet. A dupla já dispensa apresentação, e minha conclusão antes de assistir foi lógica “Ainda que a história não me agrade, a atuação desses dois vai valer o tempo perdido”. Felizmente o filme como um todo se mostrou muito interessante.

Ele tem como pano de fundo a criação da “lenda” de Peter Pan, mesclando algumas situações reais e fictícias que culminaram na criação de uma das mais famosas histórias infantis de todos os tempos. Eu, particularmente, não conhecia os fatos ali destacados, aliás, só fui saber que o filme é baseado em fatos reais agora, pesquisando para escrever esse post.

Bem… o que já havia me agradado, acabou ganhando mais relevância, e a recomendação para que assistam é ainda mais forte.

barra-portallos

Poder sem Limites (2012)

poder-sem-limitesEu estava querendo assistir esse filme já há uns dois meses, porém… sempre que ele entrava na grade de programação do Telecine, por algum motivo, o horário nunca batia com meu tempo livre.

Depois de muito esperar, acabou que tudo se encaixou e pude finalmente assisti-lo. Em linhas gerais o filme conta a história de três garotos que adquiriram (inexplicavelmente) poderes telecinéticos. De personalidades totalmente diferentes (um é antissocial, o outro é o clássico aluno popular e o outro é o normalzinho), eles se tornam amigos e passam a estar juntos praticamente o tempo inteiro. Boa parte do filme se destina a mostrar a evolução dos poderes adquiridos, e a forma como isso afeta o pensamento dos garotos. Tendo poder, questionamentos sobre o que é certo ou errado passam a ganhar força na mente dos jovens, em especial na do antissocial Andrew, que chega ao ponto de se autoproclamar “predador alfa”, se colocando em um nível superior ao resto da humanidade.

A lógica do filme é muito interessante, porém a execução é um pouco acelerada, e ao final o sentimento de “já acabou?” é inevitável (dura pouco mais de 1h20m…). De qualquer modo, não é filme ruim, porém, perdeu a chance de ter ficado épico. Se ainda não viram, vejam, pois os efeitos especiais são de cair o queixo.

barra-portallos