Séries & TV

[Netflix] Dragon Ball Z: A Batalha dos Deuses!

Quem diria, hein? A última aventura no Goku já está na TV!

Não deixa de ser impressionante o fato de ter estreado neste final de semana na Netflix o mais recente filme da franquia Dragon Ball. O filme estreou no Japão em março do ano passado, chegou por aqui alguns meses depois, lá para outubro, nos cinemas (e até rolou esse post na ocasião). Agora, em menos de um ano da estreia oficial, já está na telinha da TV, no conforto do sofá da casa de qualquer um que seja assinante da Netflix! E o melhor: dubladinho em português para quem não gosta de legendas, mas também com as opções de áudio original japonês e legendas em nosso idioma! Perfeito para quem correu nos cinemas para ver dublado, mas sentiu falta de dar aquela olhadinha na versão com áudio original!

Continue Lendo      

[O que dizer de] The Originals?

Vampiros, bruxas e Nova Orleans… uma ótima combinação!

Estava assistindo aos primeiros cinco episódios de The Originals e fiquei muito impressionado com a produção de um seriado que na verdade é um spin-off (série derivada de uma outra série) de uma série juvenil chamada The Vampire Diaries. Não vou entrar no mérito de porque diabos assisto essa série, que surgiu na onda Crepúsculo no cinema. Basta dizer que The Vampire Diaries não é tão ruim quanto possa parecer dentro do gênero proposto (sobrenatural e adolescente). Há muitas coisas piores por aí, e como sou um órfão da geração Buffy – A Caça Vampiros, acabo me divertindo com séries juvenis de vampiros que não são meladas ou sem noção. The Vampire Diaries tem um universo bem construido e segue regras bem estruturadas e os seres sobrenaturais são o que se esperam que sejam (ao menos no contexto geral). Mas o post não é sobre  The Vampire Diaries! É sobre um spin-off que talvez possa ser ainda melhor que a série que lhe deu origem. Buffy também passou por isso quando ganhou o spin-off Angel, que teve momentos tão fenomenais a ponto de superar Buffy algumas vezes. The Originals pode seguir esse caminho? Tem potencial, isso posso dizer logo de cara!

Continue Lendo      

[TV] Dragon Ball em exibição no Tooncast!

Uma nova oportunidade para reassistir um clássico!

Que vacilo! Era para ter avisado aqui no blog antes do animê entrar em exibição no inicio do mês. Só que me esqueci completamente! Mas ainda dá tempo de começar pelo “quase começo” de tudo! Hoje, 14 de janeiro, foi exibido o 10º episódio, ou seja, ainda está bem no comecinho da história! Goku ainda nem passou pela sua primeira transformação e nem Shenlong ainda apareceu (mas ele aparece no episódio de amanhã!). De qualquer forma, vale começar de onde estiver, independente se você já assistiu ou leu o mangá ou até mesmo para quem nunca viu Dragon Ball até hoje! Lembrando que até o momento da publicação deste post o animê cobriu apenas os dois primeiros volumes dos mangás, que estão sendo relançados novamente no Brasil pela Panini. Eu já peguei na estante esses volumes e vou dar uma lida só para relembrar o pouco que não me recordo do começo de Dragon Ball.

Então anota aí o canal que está exibindo é o Tooncast, sendo um episódio por dia, de segunda a sexta-feira. Em dois horários, as 13h30 da tarde e reprise a 01h30 da madrugada. E vale ficar esperto com esse horário, pois assim que o horário de verão (para os estados nacionais que possuem tal marcação de horário) acabar a programação sofre uma mudança e o horário passa a ser meio dia e meia (12h30) e meia noite e meia (24h30). Pra quem está em regiões sem horário de verão é esse o horário alias. Dragon Ball acaba cumprindo um bloco de uma hora de programação animê no Tooncast fazendo dobradinha com Pokémon (atualmente em exibição a temporada Pokémon Chronicles). E eu fico na torcida para que isso possibilidade que futuramente outros animês clássicos acabe entrando na grade do canal.

Agora o que imagino que vá deixar muita gente chateada seja o fato de que poucas TVs por assinatura possuem em sua grade de canais o fabuloso (e pouco reconhecido) Tooncast. Algo que alias foi um dos motivos que me fizeram cancelar a Sky e migrar para a Claro TV (bati um papo sobre isso nesse link). E estou muito contente com tal decisão até hoje.

Quanto ao Tooncast, para quem chegou agora e nunca ouviu falar do bendito, trata-se de um canal da Tuner, dona do Cartoon Network. Ele é justamente o que era o Boomerang quando o canal nasceu e antes de ser totalmente desconfigurado. O Toonscast exibe o dia todo em sua programação desenhos animados clássicos, das antigas mesmo, mesclado com alguns clássicos do Cartoon Network, como os primeiros Cartoons Cartoons. Tem de tudo um pouco. Pernalonga, Tom & Jerry, Zé Colméia, Corrida Maluca, Don Quixote, Scooby-Doo, Flintstones, Jetsons, assim como Laboratório de Dexter, Meninas Superpoderosas, Johnny Bravo, A Vaca e o Frango, Samurai Jack, Esquadrão do Tempo e atualmente tem também um bloco de uma hora de animê, com Pokémon e Dragon Ball (antes estava sendo exibido dois episódios de Pokémon nesse bloco). Para quem é das antigas é um canal fenomenal, porém pouco conhecido no Brasil por sabe lá porque grandes empresas de TV por Assinatura até hoje ficam com frescura e não o adicionam ao seu catálogo. Vale reclamar no SAC de sua TV e pedir pelo canal.

E no mais é isso! Recado dado! E hoje em dia tá fácil uma TV por assinatura com sistema de gravação (para quem não pode ver nos horários diários)! Na Claro TV dá para fazer isso com um HDD externo ligado pela porta de USB no receptor do aparelho!

Agora é ver Dragon Ball do jeito que via no SBT quando criança. Mas é estranho ver a Bulma com a voz da Jessie (de Pokémon), Goku com a voz do Tomy (de Os Anjinhos/Rugrets), o Oolong então com a voz do Cebolinha (da Turma da Mônica) e o Yamcha com a voz do James (também de Pokémon). Rá! É uma salada que só (dê uma olhadinha nas vozes nesse link). Mas é nostálgico… fazer o que. XD

House of Cards: Trailer da 2ª Temporada!

Estreia mundial dia 14 de fevereiro na Netflix!

Se você ainda não assistiu está perdendo uma das melhores séries da atualidade. Corre que ainda dá tempo de assistir a primeira temporada antes da estreia da nova temporada. O bom destas novas séries de sucesso é o número de episódios: 13. Pra mim esse é um modelo que as séries americanas parecem dar certo. Não chega a ser maçante como é o formato de 22 episódios (as vezes até mais) onde se torna muito comum episódios de encheção de linguiça entre o começo e o final de temporada.

13 episódios é um número suficiente bom para contar uma história com maiores detalhes, drama e intensidade do que um filme no cinema. Séries como Homeland, The Following, Bates Motel, The Walking Dead e Games of Trhones servem como exemplos de como a narrativas em temporadas mais curtas funcionam. Diferente de casos como Supernatural, Arrow, Onde Upon a Time e Grimm que divertem apenas em alguns momentos e ficam cansativas em outros devido ao excesso de episódios que uma única temporada acaba tendo.

Quanto a House of Cards, na boa, não vá pesquisar na internet para tentar entender sobre o que a série diz ou porque ele é tão genial. Dê uma chance e veja o primeiro episódio. Ele é suficiente para que você entenda o ritmo e a premissa da série, que por sinal é excelente em seu primeiro ano já desde o primeiro episódio. Por sinal é uma série que já tinha feita uma recomendação rápida aqui no blog ano passado nesse link. Kevin Spacey está sensacional. Ator de cinema no mundo das séries realmente dá um outro tom, não tem jeito. O mesmo vale para Kevin Bacon que é o protagonista de The Following (que não chega a ser fenomenal como House of Cards, mas se sai muito melhor do que a média geral das séries dentro de seu gênero policial/psciopatas).

 E uma dica antes de assistir ao trailer (que está legendado em português – se não aparecer, selecione a legenda no plugin do You Tube) é que a Netflix também liberou recentemente a primeira temporada de House of Cards com a opções de assistir com comentários dos atores e produtores da série. É um material excelente para quem curte esse mundo dos bastidores das séries. Infelizmente não posso comentar mais porque ainda não tive a oportunidade de parar e assistir essa nova opção. Se tivessem lançado isso quando terminei a série ano passado, certamente o meu pique para uma re-maratona serie muito maior.

E a segunda temporada chega naquele esquema diferenciado da Netflix: todos os 13 novos episódios são lançados no dia 14 de fevereiro. Temporada completa na tua cara! Aí cada um decide qual a janela de tempo para ver entre um episódio e outro. Se optar por quase 13 horas ininterruptas de House of Card, o azar é teu. Lembre-se que depois que acabar, só em 2015 para mais uma nova leva de episódios (se a renovação acontecer para mais uma temporada – afinal sempre existe a possibilidade da história acabar e não possibilitar uma renovação). Já eu prefiro assistir com bastante calma. Começo com 1 episódio por semana, as vezes quando sobra um tempinho vejo 2 episódios. Aí quando chegar lá no décimo, faltando 3 para o final, faço uma mini-maratona e assisto todo o clímax da temporada numa paulada só!

Uma aventura no espaço e no tempo!

.

an adventure in space and time

Acabei de assistir o filme contando como Doctor Who começou (não aguentei esperar as legendas) e devo dizer que foi uma experiência emocionante. Mark Gatiss brilhantemente retratou a atmosfera em que o show foi concebido e as dificuldades em torná-lo uma realidade. Celebrar o passado enquanto se pavimenta o futuro tem sido o tema da celebração dos 50 anos da série, e esse tema tem sido muito bem trabalhado.

Continue Lendo      

[O que estou] Assistindo – Lendo – Jogando!

Um anime polêmico, três clássicos e uma boa novidade!

o-que-estou

Olá amigos leitores! Depois do Boss e do Pedrão é minha vez de indicar/trocar ideias sobre o que estou assistindo, lendo e jogando.

Pela imagem que abre o post vocês já podem ter uma ideia, mas vamos conversar mais sobre isso após o Continue Lendo!

Continue Lendo      

[O que estou] Jogando – Lendo – Assistindo!

Um ninja, um super-herói e uma caçadora!

trio_portallos

Olá, leitores! Sim, esse é o primeiríssimo “O que estou” a não ser escrito pelo Sr. Machuca. Li os textos dele, curti a ideia do formato, e cá estou eu! Ando consumindo conteúdos de entretenimento bastante interessantes por aqui – e alguns deles até mereciam um post exclusivo – mas o tempo apertado me impede de discorrer sobre esses assuntos tão bem quanto gostaria. Então, esse formato surgiu na hora certa para mim! Vejo vocês logo depois do continue ;)

Continue Lendo      

Os anjos caminham entre nós!

.

supernatural

Um bom início de temporada para Supernatural!

Continue Lendo      

Page optimized by WP Minify WordPress Plugin