Lendo

Clássicos da Literatura Disney Vol. 23 já nas bancas!

Sem atraso esta semana! Já estou em posso do esperado volume 23 de Clássicos da Literatura Disney: O Senhor dos Anéis! E volto a frisar que esta fase da coleção parece mesmo estar sensacional, semana passada já fiz meus devidos elogios a essa mudança na linha das histórias e esta semana o 23º volume vem mais uma vez para surpreender todos os fãs com mais histórias fabulosas! São três neste volume, duas inéditas e uma republicação.

A capa desta vez, porém, não foi feita especialmente para a nossa coleção, ela saiu primeiro em “I Classici della Letteratura nº 23“, nome que a coleção recebeu na Itália. A referência da capa pode não lembrar exatamente a obra de Tolkien, isso porque ela foi inspirada tendo como base a paródia feita na Disney Itália, ela se refere a história de capa deste volume, O Senhor das Frigideiras, na qual já comento no próximo parágrafo. No volume italiana deste tema, foi dividido espaço com duas histórias do volume de James Bond, que saiu na semana passada, então o volume Brasileiro teve a libertade de inserir um novo tema em nossa versão, no caso, Alice no Páis das Maravilhas. Pessoalmente acho que essa divisão dos volumes ficou bem melhor, no da semana passada ficou sensacional o mix de histórias e sobrou espaço para tudo. Esta semana, a mesma coisa ocorre com a seleção de histórias. E vamos sem mais enrolação a elas!

* O Senhor das Frigideiras abre o volume. Ela sim é baseada na obra O Senhor dos Anéis de John Ronald Reuel Tolkien, mas o mais interessante é que a história é baseada nos livros mesmo, pois foi produzida em 1995 na Itália, enquanto a versão para os cinemas que todo o mundo passou a conhecer, só foi produzida em 2001. A história então é de uma certa forma perfeita para a coleção “literária” em si. O mais bizarro é até então ela permanecia inédita no Brasil. Levou 15 anos para esta história ser publicada. Por que da demora? Não faço idéia, mas tendo em conta o fato de temos poucas páginas em revistas Disney sendo lançadas todo mês, imagino que o fata dela ter no total 83 páginas não tenha sido um ponto favorável. É por estas e outras que adoraria que a Editora Abril desse um jeito de continuar com essa coleção ou de repente criar outra nos mesmos moldes para que estas histórias de enorme quantidade de páginas, continuem saindo no Brasil. A HQ alias tem roteiro de Giorgio Pezzin e desenhos de Franco Valussi. Giorgio Pezzin tem um curriculum gigantesco de acordo com o Inducks, trabalhou na Disney entre 1974 a 2004,  e tem histórias de todos os tipos, de vários personagens e muitas delas tem um estilo diferenciado, a Abril deveria resgatar alguns dos melhores trabalhos desse Mestre Disney e publicar aqui no Brasil, pois segundo pesquisei tem muita coisa boa ainda inédita. Já Franco Valussi não ficou na Disney por muito tempo no Inducks, que lista apenas uma página de histórias desenhadas por ele. Mas de cara já percebi uma história que parece fabulosa e que nunca saiu aqui: “Topolino e lo scettro del tempo“, com 127 páginas com roteiro do grande mestre Bruno Sarda. É por isso que tigo que precisamos de uma revistona de mais de cem páginas para que tais sagas sejam publicadas por aqui.

* A Esfera Negra dá sequencia ao volume. Esta é uma republicação, recente até, pois esta história saiu na Aventuras Disney 20 de 2007, possui 50 páginas e traz Massimo Fecchi nos desenhos. Ela não é baseada diretamente em obra literária alguma, mas faz uma homenagem enorme para jogos de RPG (os de tabuleiro), pois toda a história se passa na imaginação de Mickey, Pateta e Donald que estão jogando o game em tempo real com a história, então vemos as ações deles na vida real e na fantasia, incluindo ações externas que acabam interferindo na imaginação da aventura do trio. Bacana também que nas páginas explicativas, até Caverna do Dragão é mencionado na matéria, que explica direitinho sobre a criação do RPG e suas influências, incluindo o tema principal do volume. É uma história divertida de fato, pena que eu já a tenho na coleção, mas quem não tem vai curtir demais.

* Tio Patinhas no País das Maravilhas fecha o volume. O que me agradou aqui é que desta vez a Abril foi ligeira, pois esta história é nova, foi produzida em 2010, provavelmente devido a obra ter estado na mídia novamente graças ao filme de Tim Burton, mas ela é mais voltada mesmo a antiga versão animada da Disney, feito as devidas adaptações ao universo dos patos de patópolis, que representam na história figurinhas famosas da obra original. Pena que ela seja tão curtinha, de apenas 12 páginas, mas como ela foi produzido pela Disney Dinamarca, lá é habitual ter histórias com poucas páginas e um layout de 4 linhas de quadros por páginas (na Itália são 3, não sei se já reparam nisso), então 12 páginas rende uma boa história no modelo da Dinamarca. A história também marca o retorno do casal Carol McGreal e Pat McGreal nos roteiros, pois já fazia alguns meses que nenhum material inédito deles é publicado e pra ser sincero gosto muito da dupla, que sempre tenta criar histórias com referencias mais modernas e pop no universo Disney. Sem mencionar que o traço de Francisco Rodriguez Peinado nos desenhos é excelente!

Fecho o post com a galeria de fotos do volume e na próxima semana, mais um excelente volume: O Médico e o Monstro! Alias eu sei qual é a história de capa do próximo volume, ela saiu por aqui em 1996 numa edição da Almanaque Disney (tenho na coleção), ela se chama “O Estranho Caso de Mickey Jéquil e Mister Mike“, pelo menos era assim na versão original. Ela é excepcional também, uma das que tenho guardada na memória de minha infancia de tão divertida e bem feita que é, mas falamos sobre a mesma na próxima semana, ok? 🙂

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.