Miscelânea

O que fazíamos depois da escola?

Uma dose de nostalgia sobre a infância e adolescência da geração anos 80, 90 e 2000!

Estava eu um dia no serviço, pensando em como era bom o tempo em que ficava a tarde depois da escola fazendo um monte de coisas divertidas e resolvi externar esse meu pensamento no Twitter, foi então que nesse momento dando uma “twittada” pensei: por que não fazer um post no Portallos e convidar os leitores a participarem e compartilharem essas EXPeriências? No início da internet, os blogs eram justamente para os autores escreverem sobre o dia a dia e compartilharem suas experiências e idéias.

E esse é o tema desse post na véspera de Natal: compartilhar experiências que vivemos em nossas infâncias e adolescência. Relembraremos aqueles tempos felizes onde a vida era mais inocente e mais simples.

Nesse post focarei exclusivamente em relatar o que eu fazia nos momentos de lazer depois da escola relacionados ao entretenimento, deixando de lado detalhes pessoais como eventuais cursos que eu tenha feito e dias chatos.

Com a chegada das redes sociais mais populares como o Twitter e o Facebook ficou na moda compartilharmos experiências em uma linha do tempo ou timeline, portanto será assim que dividirei cada época da vida. Lembrando que nasci em 1987 e por isso essa linha do tempo combina com as pessoas que viveram a infância nos anos 90. Posso errar a época em que passavam alguns desenhos, jogávamos certas coisas e acontecia certas manias e modas, pois estou escrevendo conforme as minhas lembranças e não segundo pesquisas.

Se você não é dessa época, compartilhe as experiências da sua geração nos comentários. Gostaria muito de ler sobre como foi a infância e adolescência da galera dos anos 60, 70, 80 e 2000.

Linha do tempo

4 – 8 anos (1991 a 1995) – Eu estudava a tarde, então de manhã eu assistia TV Colosso e ficava maluco com aqueles bonecos e pessoas vestidas de cachorro. Lembro de ter ganhado a fita com as músicas da TV Colosso e ouvia aquilo até encher o saco dos meus pais. Meu personagem preferido era o Gilmar e a senha para saber que estava na hora de ir tomar banho para ir para a escola era o fim do programa quando chefe de cozinha da TV Colosso anunciava o almoço: “Tá na mesa pessoal”…

Não me lembro com precisão dos desenhos que passavam na TV Colosso, se não me engano meus preferidos eram Spiff e Hércules e me corrijam se eu estiver errado, mas acho que passava também He-Man e Caverna do Dragão.

Da TV Colosso eu lembro mais do show em si do que dos desenhos, pois meus desenhos preferidos passavam em outros dois programas: Sábado Animado do SBT, onde passava Dragon Ball (essa primeira fase de DB é meu anime favorito ever), Mega Man, Fly e Guerreiras Mágicas de Rayearth. 

Mas como o post é para falar sobre o que fazíamos depois da escola, nessa época eu vivi a famosa época de ouro dos animes no Brasil que se resumia a duas palavras: TV Manchete.

Chegava da aula e ficava maluco assistindo Cavaleiros dos Zodíacos que foi meu terceiro anime favorito na época, perdendo apenas para Dragon Ball e Yu Yu Hakusho, também exibido na Manchete. Passavam também na Manchete em horário nobre: Black Kamen Rider (Tokusatsu favorito), Shurato (um dos meus favoritos na época), Samurai Warriors, Sailor Moon, Ultra Man, Super Campeões, Cybercops, Jaspion, Jiraya entre dezenas de outros animes e tokusatsus.

Nessa época o videogame da moda entre meus colegas e acredito que a maioria das crianças brasileiras era o Master System, mas o meu primeiro console foi um Atari e nessa “época do Master” eu tinha o Nintendinho e jogava Zelda 2, Mario 1 e 3, Kirby, Adventure Island 3 (jogaço pra época), Battletoads, (nunca passava da quarta fase) entre outros. Dificilmente jogava videogame dias de semana, jogava apenas finais de semana, pois nos dias úteis eu preferia ver tv.

9 – 12 anos (1996 a 1999) – Aqui ainda tivemos a continuação das exibições da TV Manchete (já em sua reta final) e do Sábado Animado, mas não havia mais a TV Colosso. Acredito que tenha sido nessa época que migrei da Manchete (exibindo apenas reprises intermináveis e outros programas de qualidade duvidosa), para o SBT, onde começou a exibição da TV CRUJ (Comitê Revolucionário Ultra Jovem) um programa de criança….ops…. Criança não! Somos Ultra-Jovens e merecemos respeito! Foi talvez meu segundo “show” preferido de personagens humanos atuando, perdendo apenas para a TV Colosso.

Nessa época eu gostava muito de Doug Funny, Timão e Pumba, Marsupilami, Turma do Pateta, Super Patos entre outros.

Nessa época também foi lançado um dos maiores fenômenos da televisão brasileira para crianças: Pokémon. O desenho passava na Record e eu era completamente fanático por ele. Não perdia um episódio e colecionava a revista Pokémon Club fielmente.

A batalha final de Pokémon aconteceu na Liga Johto, Ash vs Gary e ninguém tira isso da minha cabeça, foi épico e foda, Charizard vs Blastoise, me dei por satisfeito ali. Até tentei assistir mais episódios do anime, mas em respeito a minha infância, a batalha final foi aquela na Liga Johto mesmo! Só para não desmerecer o Pikachu que não participou dessa batalha, ele teve seu momento na Liga Laranja quando derrotou o Dragonite do personagem Drake. Abaixo segue um AMV com um resumo da “batalha final” de Pokémon.

Foi nessa época também que estourou a mania dos Tazos!!! Tanto na escola quanto depois dela, eu e todos os garotos da idade nos empanzinávamos de chips ou até mesmo jogávamos os chips fora apenas para pegar o Tazo que acompanhava a guloseima. O pessoal jogava tanto da maneira “correta” que era atirar os Tazos encima do outro para virá-lo, quanto jogando “tapão” ou “bafo” que consistia em dar um tapa no Tazo ou em uma superfície qualquer utilizando o vento para virá-lo. Muitos garotos devem estar tentando se recuperar da obesidade até hoje, causada pelo excesso de chips.

Tazos Looney Tunes!

Naquela época o Tazo era do Looney Tunes e era muito bonito visualmente. Em seguida veio os Tazos do Animaniacs que eram bem maneiros também, mas não tanto quanto os primeiros.

Acredito que o auge da época das Locadoras de games tenha sido nesse período. Vários garotos saiam da escola e iam para as Locadoras jogar o máximo que seu dinheiro permitia.  A galera era viciada em Winning Eleven e na franquia Final Fantasy no Playstation e GoldenEye 007 e Zelda: Ocarina of Time no Nintendo 64, só para citar alguns dos mais jogados. Nessa época eu joguei muuuuuuuuito Pokémon Stadium e Star Fox 64, além de clássicos esquecido (na minha opinião) como Banjo e Kazooie e Diddy Kong Racing! No Play 1 joguei o já citado Winning Eleven (quando o narrador gritava RoooooonaldoooÔ era gol certo)

13 – 16 anos (2000 a 2003) – Nessa época aconteceu o buuum de Dragon Ball Z na Band e mais tarde na Globo, o que viria a ser o grande responsável pela volta dos animes no Brasil de forma  massiva. No Band Kids, além de Dragon Ball Z, passavam Tenchi Muyo (joguei muito o game de SNES em um emulador), Buck (muito bom e engraçado), El Hazard (méhhh), entre outros que não me lembro.

Um dos maiores fenômenos dessa época foi a galera jogando as cartinhas do Yu-Gi-Oh, enquanto isso algumas religiões consideravam o anime e o jogo de cartas algo satânico. Sem dúvidas os animes que mais sofreram com essa perseguição foram Pokémon e Yu-Gi-Oh!

O mais engraçado é que não notei uma repercussão tão grande, quando o Mr.Satan de Dragon Ball pede ajuda aos habitantes da Terra para derrotar Majin Buu e todos começam a gritar Satan.

Eu confesso que saia da escola e jogava muito Yu-Gi-Oh com os amigos e eu já não era tão novo assim. Tinha aproximadamente uns 15 anos.

Uma coisa que muitos faziam depois da escola nessa época era ir para as Lan Houses jogar CS (Counter-Strike). Eu nunca curti muito jogos de PC, mas cheguei a jogar várias vezes, tamanha foi a febre desse jogo, que sobrevive até hoje., logicamente não na mesma intensidade que há 10 anos atrás.

Nessa época eu jogava freneticamente Final Fantasy X, God of War, X-Men Legends (meu recorde de horas seguidas jogando, foi nesse game).

Não podemos também esquecer da sequência clássica que o SBT lançou por algum tempo: Chaves, Simpsons e Um Maluco no Pedaço no início da tarde, um programa seguido do outro! Depois ainda tinha o Cinema em Casa passando vários clássicos trash, sendo meu preferido O Ataque dos Vermes Malditos.

Melhor anime ever… Aprendam com o tio Yusuke, tio Hiei, tio Kurama e tio Kuwabara o significado de ser foda!

Conclusão

A título de curiosidade, a onda dos animes na internet começou quando eu já era um adulto, portanto não foi citada na linha do tempo da infância e adolescência vivida nos anos 90, mas vale citar que fiz várias maratonas de Naruto, o primeiro anime que assisti depois de adulto, depois veio Bleach, o que mais me empolgou no começo e por último, as maratonas de One Piece (meu preferido entre os três) na madrugada, só para citar o trio de ferro da Jump.

Ainda citando o início da fase adulta, joguei Final Fantasy XII nas madrugadas (tive que citar, pois foi marcante explorar aquele mundo às 3 ou 4 da manhã), além de incontáveis outros jogos como God of War II, Call of Dutys da vida e blá blá blá.

Esse post whatever foi apenas para relembrarmos e ajudarmos as pessoas a se lembrarem de momentos felizes da vida, onde todos éramos desocupados e felizes.

Não esqueçam de contar um pouco sobre suas experiências na infância e adolescência relacionados ao entretenimento nos comentários e tenho uma curiosidade especial em ouvir histórias da galera dos anos 2000. Não tenham vergonha em contar detalhes, afinal confesso: assisti Chiquititas, A Usurpadora e Maria do Bairro depois da escola! xD…

Um feliz natal e como só apareço no novo cronograma do Portallos daqui a duas semanas, Feliz ano novo a todos!

Créditos da imagem que abre o post para o usuário Anezumi do Deviantart!

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Rafael Gaara

Apaixonado por blogs, cinema, games, séries, músicas, animes e mangás, não necessariamente nessa ordem! The GodFather, Final Fantasy X, Pokémon Yellow, The Legend of Zelda, Atari, Berserk, Code Geass, One Piece, entre outros, moldaram meu corpo, minha mente e meu espirito.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios