Conversa de Mangá: Naruto 508 – A Morte Apropriada para um Shinobi!

Naruto: Capítulo 508 foi disponibilizado dia 02 de Setembro: “A Morte Apropriada para um Shinobi!”.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu o capítulo 508 de Naruto. Atualmente acompanho o mangá pelo site Mangá Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a StrawHat Scans tem a tradução em Português!

Naruto 508

A Morte Apropriada para um Shinobi!

Uma coisa na qual o mangá de Naruto pode se vangloriar com toda a certeza é em relação à morte de personagens. Masashi Kishimoto não tem dó de matar personagens em sua obra. Pare um pouco e pense em quantos personagens ele já matou. O terceiro Hokage, Asuma, Orochimaru, Itachi, Jiraya, Nagato, Hidan e mais uma renda da Akatsuki, os jinchuurikis de determinadas caudas, fora os personagens mortos no passado da obra, como o Quarto Hokage, Obito e todo o clã Uchiha que colaboram em peso para a construção da teia da história de sangue que é o mangá Naruto. E neste capítulo, mais um vilão e personagem vai para debaixo da terra: Kisame.

O interessante da obra de Kishimoto sobre este aspecto é a morte na história é retratada como algo que acontece nesse mundo e todos morrem uma hora ou outra, a grande questão é como você vai agir quando notar que lhe restam poucos segundos de vida. Pego como exemplo One Piece, onde Eiichiro Oda trata a morte de uma forma diferente, o passado de todos os protagonistas são reforçados com mortes de personagens que significaram muito, mas na obra em si, não acontece muito dos personagens morreram, e quando morrem, a obra trata tudo de forma colossal, tramática e épica. Não há problema algum com os modelos, não estou fazendo uma comparação para dizer qual é a melhor, estou dizendo que existem várias formas de retratar e trabalhar com mortes de personagens. Kishimoto mata, isso vai influir no fluxo da história e na maturidade dos personagens, mas num plano geral, a morte do universo Shinobe é algo que todos os personagens sabem como lidar, enquanto Oda trata a morte como um choque surpreendente no mundo de OP. Novamente, nenhum dos modelos é deficiente, mas são perspectivas distintas.

Se for criticar negativamente, apontaria Bleach, que tem tudo para ser um shonen adulto e maduro, mas o autor não mata personagens. Corta braço, transforma-os em mosquitos e borboletas mutantes, mas em Bleach não lidamos com a morte, mesmo que o mangá tenha um elenco gigantesco. Matar personagens reforça a dramaticidade e dá um pouco de realidade à fantasia. Por isso muitos gostam de história onde os personagens morrem, pois retrata a vida de uma forma cruel, mas mais verdadeira.

Quanto ao Kisame, juro que nem cheguei a cogitar que ele se mataria. Sério mesmo, isso só me passou pela cabeça, quando comecei a ler o capítulo deste CdM e bem naquela parte que ele se fecha dentro d’água, ali pensei, “ferrou, ele vai se matar”. Alguém havia sugerido suicídio no conversa de mangá da semana passada? Não esperava mesmo uma atitude tão radical assim. Parando para pensar nesse conceito de shinobi e em toda a dica do flashback da capítulo passado, deveria ter imaginado isso.

O autor também já havia explorado tudo que podia com o Kisame. O personagem teve lutas épicas,  momentos de vitória, foi um importante parceiro de Itachi e ganhou certa simpatia dos fãs. Se despede do mangá com certa honra e orgulho. Kishimoto acertou muito bem em como matá-lo. E Kisame ainda chutou a bunda de todo mundo ali da ilha ao conseguir que seu tubarão fugisse com as informações secretas. Rá! Achei meio palha uma bolhinha d’água segurar aquele monte de ninjas. O Bee não pode ficar gigantesco? Por que diabos ficou embaçando ali? O Gai tudo bem que estava fraco, mas até mesmo Naruto lerdeou. Fala sério!

Uma coisa que também gostei no capítulo foi Gai dizendo que nunca esqueceria o nome de Kisame. Muito bonito essa parte e essa forma de memória pelo inimigo ser um grande guerreiro. Uma ótima forma de colocar a piadinha do esquecimento do nome de Kisame, numa perspectiva série e que honre o personage. Boa, Gai, ganhou mais ainda o meu respeito. O flashback de Itachi e Kisame também foi muito bacana, dando um significa muito especial ao significado da morte e mostrando que no fim das contas Kisame tinha um respeito grande pelo Itachi (assim como acredito que o Itachi tinha pelo Kisame no final das contas). Emocionante mesmo.

E o capítulo termina de forma épica na minha opinião. Dá para dizer que a saga se fechou e agora vai rolar outra coisa, assim espero. E havia me perguntando mesmo o que será que Konan estaria fazendo, porque a saga de Pain acabou no animê recentemente, e lá mostra Konan indo embora com o corpo de Nagato e Yahiro, e depois disso ela nunca mais apareceu. Será que o Kishimoto faz estas coisas de propósito, é muita coinciência ela se despedir no animê e surgir no mangá. Madara com fome de Rinnegan! Ele pode fundir o Rinnegan no seu Sharingan? Qual a utilidade? E se Kabuto havia invocado o corpo de Nagato lá atrás, antes da saga da Ilha acontecer, este corpo não tem a habilidade do Rinnegan? Alias isso reforça a tese de que ele não precisa dos corpos originais, já que fica óbvio que Konan ainda retém o corpo de Nagato. E novamente fico curioso pelo jutso da invocação dos mortos do “Kabuchimaro”. Mas deixa isso pro futuro, agora é pensar em Konan e Madara! Pow Kishimoto, não mata a Konan não!!

modelo-squareCurtiu esse texto? Gostou do site?

Então dê aquela força seguindo e curtindo a nossa página no Facebook! — Quer mais interação? Temos um grupo (ainda pequeno) para leitores por lá, o Clube Secreto. Fica aí o convite! Quer ver o site crescer? Talvez você possa contribuir com isso se tornando um apoiador do site lá no Apoie.se.

Tags from the story
, , , , , , ,
More from Thiago Machuca

Teaser de Marvel vs Capcom 3: Fate of Two Worlds! [PS3/X360] [Atualizado]

Bem, o Mauri meio que já tocou no assunto ontem, mas o...
Read More