AssistindoPapo Pipoca

Cinema: Wall-E – Eu Fui! (Oscar de Animação sem sombra de dúvidas)

http://img238.imageshack.us/img238/4204/posterjx0.jpg

Warning! Warning!
Risco de Spoiler! Se você é alérgico, não continue!

Mais um Oscar de Melhor Animação do Ano? Absolutamente.

Não preciso nem ir ver as outras animações que ainda faltam esse ano. Wall-E é um filme ganhador de Oscar. Acabei de sair da sessão, já tenho vontade de ir assistir de novo e a minha esposa já marcou com algumas amigas e irá novamente quarta-feira.

O protagonista é encantador e hipnotizante. Apesar dele pronunciar poúquissimas palavras, suas feições falam por si própria. Você sente exatamente cada sentimento do robozinho. Você sofre com ele, se apaixona com ele, fica feliz com suas trapalhadas.

O enredo é maravilhoso. Tudo muito bem amarradinho, pode ter um probleminha aqui ou ali, mas o filme é tão mágico que eu não consigo nem citar um. A questão ecológica do filme, da raça humana, das sensações de solidão, de ser apaixonar, tudo isso a Pixar demonstra de forma maestral no filme.

O filme não é tão sem falas quanto eu imaginei. No meio dele, fatos levam Wall-E a conhecer um novo mundo e as falas vão surgindo não por ele, é claro. O filme pode ser dividido em 2 fases, Terra e Espaço. No espaço a Pixar prova novamente que sabe mexer com o imaginário do espectador e coloca o protagonista perfeito para lidar com todas as situações e problemas que surgem a seguir.

Até aquela trupe de secundários que todo Pixar tem está no filme. Claro que eles tem um espaço limitado para a história, mas nos poucos momentos que apareceram, fazem seu trabalho e vão além.

O grande charme mesmo do filme é os efeitos sonoros, principalmente dos robôs. A trilha sonora do filme é outra estrela de ouro. A dança no espaço de Wall-E e Eva é tão mágico que deve marcar a história dos clássicos Disney assim como o Beijo de Macarrão da Dama e Vagabundo.

Eu estou tentando falar o mínimo possível sobre o filme de propósito, ele é tão fantástico que quanto menos detalhe você souber melhor.

As coisas fluem tão bem que não existe um só momento sequer desnecessário, um momento impefeito, um momento sequer onde a trama do filme perde sentido ou para sem querer (Rattatoile tinha momentos imperfeitos que entravavam a história, Wall-E não para por nem um segundo). Você senta na poltrona do cinema e só vai piscar quando os créditos finais terminarem. (sim fiquei até o último momento e valeu a pena).

Assista Wall-E, não! melhor… sinta Wall-E.

E dizem que ainda não existem magia no cinema.

OBS: Em determinado momento lá no fim do filme se você não sentir um aperto no peito, você não é um ser humano.

OBS 2: O curta metragem Presto antes do filme é hilário. Acredito que seja o mais engraçado curta que a Pixar já fez, não o melhor (o velhinho jogando xadrez é supremo), mas o mais hilário com certeza é.

Que venha o próximo filme Pixar! E que chegue o DVD de Wall-E o quanto antes, pois já está decidido/comprado desde os 5 primeiros minutos de filme.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios