Lendo

Review – Contagem Regressiva – Nº 01

https://i0.wp.com/www.paninicomics.com.br/img/miniseries/532.jpg?w=708

Sinopse Panini: A maior aventura do Universo DC ainda está para se iniciar. Acompanhe Jimmy Olsen, Mary Marvel, Adão Negro, Trapaceiro, Flautista e muitos outros, enquanto Darkseid parece tramar planos que podem culminar com a destruição de tudo e todos. Ao mesmo tempo, seres misteriosos que alegam ser os mantenedores da ordem no multiverso caçam impiedosamente aqueles que eles consideram como anomalias. Foi iniciada a contagem regressiva… para a Crise Final!

Eu li:
Semana 51 – Olhe para os céus: Existem muitas reclamações sobre a qualidade de Countdown nos EUA e aqui no Brasil, já começaram. Aparentemente a coisa se perde no meio do jogo, então, temos um começo ao menos interessante e bacana. E a primeira edição já começa com morte. Duela, a filha ilegítima do Coringa, criada no vácuo do Multiverso, é morta por um dos Monitores, guardiões do Multiverso. Tava na hora mesmo dela morrer. Muito estranho esse negócio de filha do Coringa, mesmo sendo de outro universo. O mais legal disso é que Jason Todd presenciou a morte dela e por pouco não é morto pelo Monitor. Ele é outra inconsistência cósmica do Universo DC atualmente, junto com Kyle, o Íon e Donna Troy. Temos um Jason mais consciênte nesta saga, menos psicótico do que havia visto em Batman antes da Crise Infinita. Mais preocupado com sua existência e que rumo deve tomar. Em paralelo, assim como em 52 fazia, temos Mary Marvel acordando num hospital sem poderes. Não faço a menor idéia do que aconteceu com a menina e porque ela perdeu sua palavra, espero que a Panini explique ou ao menos lance a HQ que mostre o que acontece com ela antes disso. Porque 52 não explicou nada disso. Temos a galeria de vilões de Flash se reunindo novamente, o que é a pior parte de Countdown, pois já cansei de ver isso na revista do Flash e encerra com a menção de Ray Palmer, sumido desde Crise de Identidade aqui no Brasil como uma das soluções para a existência do Multiverso…

Semana 50 – A última gargalhada: Jimmy Olsen! A segunda edições trata de colocar um persongem sem muito rumo, num papel importante. Jimmy está investigando a morte de Duela, para isso temos o personagem interagindo com Jason Todd e o Coringa. Nada mal mesmo. Gostei do Coringo estar louco como sempre e pouco se importar com a morte de Duela. Em contrapartida, temos Mary Marvel tentando achar seu caminho. Batman e Raio Negro, possívelmente com a LJA, ainda tentando descobrir qualé o da Legião, o que me lembra que preciso ver como acabou a Saga do Relâmpago na revista do grupo, para entender o que está acontecendo aqui. Mais galeria dos vilões e suas baboseiras. Tudo para esta edição acabar com o Crocodilo atacando Jimmy em Arkham!!

Semana 49 – Esticando a verdade: Wow! Crocodilo tentar arrancar a cabeça de Jimmy quando ele se estica todo igual um Homem-Borracha?! O que aconteceu? Esse é um dos mistérios de Countdown e nem mesmo Jimmy entende o que aconteceu. Eu achei sensacional! Estava da hora de darem mais atenção a esse personagem secundário e inventarem um poderzinho bacana para ele, mesmo que temporário. Enquanto isso, os Monitores estão se reunindo para discutir o que fazer com os 52 mundos do Multiverso e suas incoerências. Será que Duela deveria ser morta mesmo? Arqueiro Vermelho da LJA, de guarda com um dos Legionários. Galeria dos vilões em sua terceira aparição sem sentido e enchendo linguiça. E termina com Mary Marvel em Gotham fugindo de um bandido, já que está sem poderes, quando se depara com Adão Negro!! Os poderes do cara responsável para terceira Guerra Mundial estão de volta! Como?!! Explique-se Panini!! Como ele achou sua palavra secreta?

Semana 48 – A morte vem do alto: Algumas cenas e diálogos com Mary e Adão, mas que pouco se explica o que está acontecendo. Jimmy de volta a Metrópolis, quando uma batlha nos céus se inicia. Ele não consegue ver nada nesta distancia, e uma bela jogada, pois nem os leitores conseguem ver nada pelos quadros que se seguem, mesmo cheios de tensão. E Jimmy salva algumas pessoas na rua usando… super velocidade??? Qualé Jimmy, o que está acontecendo?? Huhauha Countdown começa assim mesmo. XD Funeral de Duela, Jason e Donna conversando sobre seus futuros. Mais LJA e Legionários ainda não fazendo sentido. E quem caiu em Metrópolis após a batalha é Magtron, um dos novos Deuses? O problema é que Superman vem, olha e sai atrás no espaço do responsável, nesse meio tempo Magtron balbucia “Infinito” a Jimmy e explode? Jimmy sobrevive de forma estranha… e um vulto no espaço escapa do Superman com um tubo de explosão. Tudo termina com Superman se perguntando o que “significa para o universo a morte de um Deus?”. Chega ao fim as 4 primeiras histórias de Contagem Regressiva. Resultado bacana, apesar de muitas cenas e pedaços que não levam a lugar nenhum, entretanto, muitos mistérios e coisas a serem respondidas… eu gosto disso.

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.