Jogando

Especial | Preview de Dante’s Inferno direto da Kotaku Us

“A Divina Comédia” é a obra mais famosa do escritor italiano Dante Alighieri, e descreve a viagem de Dante através dos 9 Círculos do Inferno, Purgatório, e Paraíso. O texto é extremamente poético e faz reflexões sobre a natureza humana. É um clássico da literatura e por isso é de se admirar a coragem da EA em adaptar essa obra em um jogo.

Mas, segundo a Kotaku, falta coragem em tornar Dante’s Inferno um jogo realmente único o que acaba transformando o título em apenas uma cópia de God of War em um cenário diferente.

Para ler o preview traduzido, continue lendo…

Do que se trata?

Dante’s Inferno (DI) é a primeira parte do épico poema italiano, que narra a trajetória de Dante através do Inferno, o Purgatório e o Paraíso acompanhado primeiramente por Virgílio e mais tarde, por sua amada Beatriz. Nesta primeira parte, Dante e Virgílio atravessam o Inferno e escapam de Satanás. Os jogadores serão Dante enquanto que Virgílio será mais como um NPC, um guia através das fases.

O que nós vimos?

O demo continha apenas uma fase, o Limbo. O primeiro dos 9 Círculos do Inferno descritos no poema.

Em que estágio de produção se encontra?

Pra-alpha, grande parte dos elementos da fase está lá e não deverão sofrer mudanças. Mas vários diálogos e textos estavam faltando e algumas animações não estavam finalizadas. E os gráficos ainda precisam de muito trabalho.

O que precisa melhorar?

É uma cópia de God Of War
É difícil apreciar um jogo quando ele se esforça tanto em ser outro jogo. Sem dúvida haverá coisas em comum em jogos com alguma fase no Inferno, pois no imaginário humano, ele não sofreu alterações drásticas nos últimos anos. Então, quando Dante escala uma parede humana com braços que servem como apoio, não se pode dizer que estão copiando o início de God Of War 2. Mas a maioria dos elementos do jogo, como as cores de Mana, Health e Soul estão iguais como vistos em God Of War. O mesmo pode ser dito dos controles, que sofreram alterações necessárias para combinar com a foice, arma utilizada por Dante. Até comandos simples de abrir portas e recuperar Mana/Health com movimentos circulares como em um mini-QTE (quicktime event) é idêntico ao título exclusivo da Sony. A impressão que temos é que a EA está apenas fazendo um mod, alterando as características da mitologia grega para o cristianismo (Dante utiliza de uma cruz para ativar os poços de Mana/Health).

Visual cansativo
Ok estamos no Inferno, não é para ser bonito. Mas é difícil observar o mesmo cenário sombrio, repleto de atrocidades, almas sofrendo e monstros enormes repetido em todas as fases. Passamos trinta minutos no Limbo, mas a sensação era de muito mais. E mesmo que essa fosse a intenção da fase, não me agradou.

Pouca – ou nenhuma- sensação de proporção
Uma das coisas que funcionaram bem em God Of War, foi o senso de proporção do jogo utilizando vários ângulos de câmera. Se o Kratos encontrava um inimigo novo o ângulo de câmera mudava para um ângulo baixo, passando a sensação de o inimigo ser enorme. Por enquanto, isso é algo que DI não copia. A câmera fica muito longe e é quase sempre fixa atrás de Dante, tornando o Inferno um lugar chato e claustrofóbico.

Mantenha-se fiel ao material original
Limbo é uma fase cansativa não apenas por se parecer demais com uma fase de God Of War, mas por não se parecer em nada com o que foi descrito por Alighieri. No texto original, os não batizados e os pagãos virtuosos vão para o Limbo para não sofrerem como nos outros Círculos. No jogo, Limbo é uma caverna flamejante, onde atravessa o rio Estige (ou Styx, o rio da Imortalidade) e aparecem bebês com foices no lugar das mãos que aos prantos atacam quem estiver na sua frente. Aparentemente, a EA estava tão ocupada copiando God Of War que esqueceram de dar uma olhada no texto.

Telas de game over chatas
Cada vez que você morrer em DI será direcionado para uma tela de loading com um trecho aleatório do texto original. Isso se tornará cansativo muito rápido.

Quicktime events
Odeio. Os odiei em God Of War e continuo odiando.

O que devem manter?

Diferenças e inovações
A fase Limbo não mostrou muita originalidade, mas pudemos notar certas mecânicas de jogos que serão mais presentes em outras fases. Uma delas é a possibilidade de domesticar as criaturas: logo no início da fase, Dante poderia matar os demônios montado em um demônio maior, o que diversifica um pouco o sistema de combate. Outra mecânica original do jogo é o mini-game de Punir/Absolver, que não pudemos experimentar, mas segundo a EA, iremos apostar almas para salvar alguém que está no Limbo, essa mecânica pode ou não ter um impacto no final do jogo.

Sem dúvidas é o Inferno
Limbo pode não ter sido exatamente como Alighieri descreveu, mas sem dúvida é como você imaginou que o Inferno seria.

É uma cópia de God Of War
No final das contas, isso irá facilitar a compra para os fãs de God Of War – se parece com ele e tem jogabilidade parecida – então, se você é fã de God Of War certamente irá gosta de Dante’s Inferno. Se você pretende copiar um jogo de ação com base em mitologia você não pode esquecer-se de copiar o melhor exemplar desse tipo de jogo e acima de tudo, copiar muito bem copiado.

Finalizando

Ninguém disse que uma cópia é necessariamente é ruim, se você fizer bem feito e o que você estiver copiando for realmente bom, isso ficará claro na sua cópia, certo? É por conta disso que ainda há esperanças para Dante’s Inferno. Mas a EA deveria mostrar o que há de diferente no jogo, ao invés de nos mostrar o que já vimos em outros jogos. Essa é a razão de estarem adaptando essa história: contar a história de Dante de uma maneira nunca antes vista. É bom eles começarem a provar a que vieram, se não alguém irá se reviar na cova…

Teaser do game:

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Theo Medeiros

Cinéfilo, gamer, adorador de música e entusiasta tecnológico. Acha que Nescau é melhor que Toddy e que bacon é a oitava maravilha do mundo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.