Japão

Especial Anime Friends 2009 – Eu Fui!

Notou que ontem o blog não recebeu muitos posts, né? A justificativa para tal é porque ontem fui conferir o Anime Friends que está ocorrendo em São Paulo. Fui pela primeira vez e gostei de bastante da coisa. Não podia então deixar de compartilhar algumas opiniões sobre um dos eventos mais famosos aqui do Brasil para a comunidade que curte animes, mangá, games e etc. Vou fazer um, não tão rápido, impressões sobre vários pontos do evento.

Foram muitas fotos, quase 400. Claro que é impossível postar todas aqui. Sem mencionar que a minha camera digital é praticamente nova para situações assim, pela primeira vez que levei ela para tomar ar em meio a tanta gente. Ele tem zilhões de opções para bater fotos, uma para cada tipo de situação [escuro, longe, objetos, dia, noite, flash e blá blá blá], e sinceramente, não estava com a menor vontade de ficar configurando ela a cada situação, então nem todas ficaram 100% nítidas. Mas ainda assim deu para salvar 90% das fotos. Mas sei que não nasci pra ser fotógrafo. Em determinado ponto do evento eu já estava exausto de tirar fotos. Huahuahuah. Mas vou colocar algumas das mais legais, principalmente do pessoal de Cosplay!

E também haja grana, a feirinha de quinquilharias do evento, com camisas, bonecos, chápeus, dvds entre outras tranqueirinhas que adoramos ter é sensacional. Em alguns aspectos fiquei decepcionado, mas vou comentar mais a frente. No final das contas, voltei pra casa com mais coisas do que realmente esperava voltar:

Os dois últimos boxes de DVDs originais de Yu Yu Hakusho, os três primeiros originais de One Piece, a primeira edição da revista Buffy, lançada pela Panini algumas semanas atrás, um chápeu do Chopper de One Piece, [que é simplesmente perfeito!], seis camisas para mim, quatros para minha esposa, a maiora delas do One Piece, nosso anime favorito, mas tinha umas muito bonitas do Bleach por lá e não deu para evitar de comprá-las. Uma delas é um spoiler gigante para a turminha que acompanha apenas o anime e não o mangá, mas tudo bem, lá ninguém parece que se importou com isso. E nenhum gashapon ou bonequinhos de pelúcia? Não, e mais a frente digo o porque.

Vamos começar para valer então. Após o continue para não sobrecarregar a página principal do blog.

Entrando no Anime Friends

Muita gente reclamou, mas em situações assim, o melhor mesmo é ter paciência. Demorou séculos para conseguirmos entrar. Filas gigantes, sol na cachola e um pequeno atraso para abrir o evento, já que chegamos antes dele começar justamente porque as filas eram gigantes. O interessante, e aprovo a iniciativa, é a revista das mochilas na entrada. Considerando que são bastantes caravanas, e muita gente vai de mochila, nada mais seguro do que uma breve, e rápida, revista do conteúdo de cada mochila. Fotos da filinha para entrar no Anime Friends.

Pavilhão de Estandes

Apesar do pessoal das caravanas entrarem pela parte de trás do evento e sairem automaticamente no pavilhão das empresas, eu nem cheguei a olhar essa parte do evento assim que entrei. Fui com minha esposa e meu primo, já que estavamos mais ansiosos para ver a parte das estandes, a feirinhas de quinquilharias para gastar grana. E foi realmente a melhor coisa que fizemos, porque depois de algumas horas de início do evento, algumas coisas, como o chápeu do Chopper, já não tinha mais em estande algum para venda. Resolvemos então ver as coisinhas que poderiam não durar até o final do dia para venda.

Vi muito gashapon e bonecos de pelúcia que se repetiam em quase que todas as estandes, algumas com preços diferente. Mas no geral, eu realmente não vi nenhuma pechincha por lá. Claro que o pessoal que estava comprando muitos numa única estande, conseguem um desconto bacana, mas sei lá, haviam gashapons pequenos realmente caros. Eu esperava algo mais em conta, já que são lojas especializadas na vendas destes produtos e conseguem eles em boas quantidades. Ah e também tropecei em alguns bonequinhos não originais, e eles ainda assim não custavam baratos. Chaveirinhos com personagens por R$ 12, bonecos de 15cm por R$ 90, pelúcias de R$ 80. Claro, que alguns lugares tinham preços mais camaradas, mas no geral eu senti como se o investimento não valesse a pena. Para quem compra e conhece a internet, dá para conseguir eles nessa faixa de preço ou mais baratos até. Lá no Anime Friends, acho que acaba sendo melhor mesmo para aqueles que já colecionam e querem completar a coleção com um ou outro bonequinho difícil de ser encontrado por aí. Eu tentei encontrar o “Chopper Man” da coleção “Portrait of Pirates” da Megahouse lá, original ou alternativo mesmo, e não topei em lugar. Uma pena.

Mas eu realmente gostei da parte de camisas das estandes. A variedade não é tão enorme assim, mas haviam umas realmente bonitas por lá. E de todos os animes possíveis e de todos os gostos. O preço entre R$ 20 e R$ 25. Bordadas, de silk [aquele adesivo], de relevo, de pintura no tecido etc. Um dos estandes, da loja Ryuusei, estavam estampando camisas onde o pessoal podia escolher os desenhos num computador e imprimiam e imprensavam na camisa. Aquela rosa do Chopper lá da foto de cima, foi feita com eles. Ficou muito bacana. Tinham uma galera que levaram algumas imagens num pendrive e eles faziam as estampas na hora também. Curti bantante. Agora se as silks são de qualidade ou se vão durar muitas lavadas, só com o tempo mesmo para saber.

Haviam também bastantes estandes de DVDs piratas de Anime. Infelizmente alguns animes, como One Piece, não podiam ser vendidas por lá, porque são licenciadas aqui no Brasil, e isso geraria problemas ao pessoal de lá. Faz sentido, mas fiquei meio decepcionado em relação à One Piece, já que nós sabemos que a Playarte nunca irá lançar a série completa por aqui. E mesmo lançado haja saco e paciência para comprar 1 DVD com apenas 03 episódios, mas da Playarte eu falo mais à frente. Naruto também era outro anime que não estava no meio dos piratas. Já Bleach, que apesar de estar sendo exibido no Animax aqui no Brasil, ainda estava lá na prateleira dos piratas. Outras séries como Azumanga, School Rumble, Katekyo Hitman Reborn (em breve um especial sobre esta série aqui no Portallos) entre outros podiam ser encontradas por lá. DVD com caixinhas e capinhas. Tudo bonitinho para não parecer aquele DVD porcão de camelo, mas ainda assim achei meio caro. Os lugares que consultei, vendiam cada DVD à R$ 10. Os caras não legendaram os animes, fansubes gratuitos fizeram isso. Eles apenas montaram os menuzinhos, codaram os vídeos e imprimiram as capinhas. Séries com muitos DVDs, deveriam ter uma camaradagem melhor nos preços. Porém em termos de qualidade de imagem, alguns sendo exibidos em TVs grandes e até mesmo de LCD,  estavam tudo bonitinho. Então acho que no final vai de cada um mesmo. Eu posso abaixar 20 episódios de Katekyo Hitman Reborn em algumas horinhas pela internet, e assisto eles na minha TV de LCD através do X360, então acho que fico desistimulado a gastar uma grana assim. Mas realmente fiquei triste em relação à One Piece, porque esperava comprar todos os DVDs por lá, se conseguissem negociar um preço, porque 400 episódios devem dar muitos DVDs.

Por fim, mas não menos importante, os estandes da Comix e outras editoras menores, estavam sempre lotados de pessoas. Muitos mangás para todos os gostos. Antigos e novos. Na verdade eu não fiquei muito nesta parte. Além do cheio de papel velho estar incomodando a minha esposa [ XD ], eu já possuo atualmente todos os mangás que gosto de ler. Não vi nenhum antigo que me chamou a atenção. Mas haviam preços bem competitivios por lá, como Dragon Ball à R$ 2 cada uma. Só um detalhe, eu esperava uma organização melhor em relação a séries que já se completaram por aqui, sabem? Com um preço interessante para quem quissesse comprar todos numa só tacada. Se eu quissesse todos os volumes de Dragon Ball, por exemplo, teria que vasculhar as prateleiras uma a uma para ver acharia todos os números. Haja paciência, sem mencionar que são estandes lotados de pessoas e seria uma tortura procurar um à um. Enfim, um dos locais mais movimentados da feira foi mesmo a parte de quadrinhos. Vi lá os 4 volumes de capa dura de Hellboy por R$ 30 cada. Fiz um esforço gigante para não torrar R$ 120 neles, quem sabe no próximo ano.

Além de tudo isso, haviam outras coisas pelo pavilhão de estandes. Como cintos, chápeus, luvas, canecas, posteres, pinturas entre outras coisinhas do mundo dos animes. No final, é praticamente impossível não encontrar alguma coisa para gastar. 😉

Pavilhão das Empresas

Feito as compras fui dar uma passeada pelos pavilhões das empresas graúdas do eventos. Um dos primeiros que me chamou a atenção por incrível que pareça, foi o da Playarte. Porque quando se entra pelo local onde as caravanas entram, você dá de cara com o espaço da Nvidia e Saga (Wii) mas o som musical lá estava muito alto quando entrei então nem tive vontade de olhar inicialmente, aí depois deles você topa com um estande no meio do salão com uma TV em LCD com aberturas de animes, como One Piece. Pronto, Playarte!!

Nem é um estande muito caprichado, porém, tive vontade de ver os preços dos dvds originais por lá. Ainda bem que fiz isso, porque  fiquei extremamente surpreso ao ver os preços dos DVDs. Os boxes do Yu Yu Hakusho, famosos por custarem mais de R$ 110 cada em lojas virtuais, estavam por míseros R$ 29 cada. Não precisei pensar duas vezes. Pequei os dois últimos boxes da série e completei minha coleção. Depois acabei não resistindo e peguei os três boxes do One Piece que a Playarte lançou no Brasil, por R$ 19 cada. Futuramente eu falo da qualidade de cada um, mas ainda assim é uma economia razoável em relação às edições vendidas nas lojas. Só faltou os boxes do Naruto que estavam custando R$ 49 cada um. Mas aí era dinheiro demais, fica para a próxima. Lembrando que os de Naruto em lojas como Submarino chegam a custar quase R$ 150 cada. Fica também um pensamento, porque diabos a Playarte vende seus boxes de animes para lojas tão caro a ponto de não interessar ao consumidor e depois em eventos próprios ela chegam com o mesmo produto com praticamente 80% de desconto? Por que não tenta chegar numa situação de equilibrio entre o preço na loja e o preço nos eventos de anime?

Um outro estande que passei para dar uma olhadinha foi o da Panini. Um estande bem tímido para uma editora que vem crescendo cada vez no país. Em base o pessoal da Panini estavam apenas vendendo assinaturas de revistas e com alguns mangás à venda por lá. Senti falta de um espaço para algumas HQs da editora, como as da Marvel e DC. Tudo bem que o evento é de anime, mas tem espaço para outras coisas, porque não? De que adiante uma prateleira inteira de mangás do Naruto se tem na mesma umas 20 edições iguais? Tinha numa prateleira escondida atrás do balcão com algumas Hqs de livrarias da Panini e umas revistas velhas mensais. Dei uma olhada na esperança de encontrar Crise Final 1 ou Contagem Regressiva 12 de Junho, mas nada. Pelo menos peguei a Buffy 01, lançada algumas semanas atrás.

Dei um pulo rápido na parte de games do evento, como a parte da Nintendo onde haviam alguns Wiis e DS com alguns joguinhos para a galera se divertir por lá, como o jogo de tiro do Zelda, Smash Bros Brawl, Mario Power Tennis, Punch-Out e Mario Kart, mas sinceramente, nem tive vontade de perder meu tempo para pegar fila para jogar alguma coisa. Se em casa eu não jogo meu Wii, não era lá que eu ia. Alias, achei que era o espaço do evento onde tinha menos pessoas no final das contas. Não a ponto de não ter uma filinha pra jogar, especialmente Brawl, mas nem se compara com a multidão de gente lá no pavilhão de estandes. Havia também uma galera jogando Street Fighter IV num PC e um Xbox 360 com um Guitar Hero, também com um número pequeno de pessoas, mas o suficiente para esperar alguns minutos.

Depois disso havia um local com alguns consoles velhos em exposição. Tireo fotos de todos, então é mais fácil vocês darem uma olhada. Dessa parte de games, foi o que eu mais gostei.

Além de tudo havia outros estandes nesse pavilhão. Um com salão de cabelereiros, outro com cursos para desenhar mangás, da Level-Up com Ragnarok, da Grow, Gamemaxx entre outros. Acabei não ficando tanto nessa parte do eventos. Não me chamou a atenção. Mesmo assim tirei algumas fotos que podem ser vistas aqui no post.

Parar terminar.

Fora estes pavilhões, havia um terceiro pavilhão de salas temáticas, com corredores bem apertados e muita gente, um lugar bacana com algumas coisinhas interessantes como o pessoal da Rádia Animix, o Fansub Haitou, um espaço para os fãs do One Piece, com uma TV passando episódios, um local para a galera dos portáteis, chamado DS Party, um outro dos fansubs Project, um dos mais famosos da internet, Monster Hunter Brasil (meio vazio), outro com o 1º encontro dos desenhistas da DeviantArt entre outras comunidades. Curti o ambiente, certamente dedicado ao encontro de fãs e comunidades. Bacana mesmo.

Além do terceiro pavilhão tinha a área externa, com o palco para o pessoal de Cosplay. Eu fiquei vendo um trecho do concurso de Cosplay e tinha uns muito bacanas, pena que fiquei longe do palco e não deu para tirar fotos, tinha muita gente assistindo as atrações. Ao lado do palco tinha a praça de alimentação e logo depois o palco para shows, onde acabei nem indo ver.

Mas a área externa é realmente grande, com muitos lugares para sentar, esperar o tempo passar, descansar, tirar fotos etc. Dá para perder aquela sensação de sufoco que se tem dentro de alguns locais como o pavilhão de estandes. Ficamos eu, minha esposa e meu primo por um bom tempo sentado só olhando a galera passar. Muitos na mesma situação que a gente. Vou fechar a matéria, que está já gigante, com o cosplay. Mas antes, deixar eu dizer que fiquei impressionado com o clima do evento. Pessoas simpáticas, sem baixaria, realmente é um clima bem diferente de qualquer eventos normais, onde o pessoal fica bebendo, fumando e tentando azarar a mulherada. É realmente um clima mais calmo, onde você se sente bem. Nerds são pessoas bacanas né? Não tem jeito. Não que tivessem apenas nerds por lá, mas toda a essência do evento acaba trazendo a tona o nerd que tem dentro de cada um. XD

Perae que ainda não acabou…

Cosplay

Com certeza uma das melhores atrações destes eventos como Anime Friends realmente é o público vestido com seus personagens de animes, games e afins favoritos. Algumas fantasias são toscas, outras perfeitas, outras hilárias. Tem praticamente de tudo e o pessoal é supersimpatico, sempre fazendo poses para todos que pedem uma foto, mesmo que isso as vezes leve àquela multidão em volta da pessoa e as poses levam consideráveis minutos até todo mundo tirar suas fotos.  Aqui nem tenho muito o que falar, o melhor mesmo é mostrar. E é foto que não acaba nunca. XD

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.