Conversa de MangáJapão

Conversa de Mangá: Bleach 411 – Deicide 13

Bleach: Capítulo 411 foi disponibilizado dia 07 de Junho: “Deicide 13”.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu o capítulo 411 de Bleach. Atualmente acompanho o mangá pelo site Mangá Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a StrawHat Scans tem a tradução em Português. 😉

 

Bleach 411

Deicide 13

O Tite Kubo se esforça para fazer algo legal toda a semana, as vezes funciona e as vezes não. Pra mim essa semana apesar do notável esforço, não gostei tanto quanto esperava deste capítulo. Começando pelo Ichigo. Era previsível que o protagonista do mangá iria lutar novamente com seu Hollow interior, mas calma, não vai ser a mesma coisa, agora Zangetsu e o Hollow se fundirão. Não é porque isso aconteceu que basta para ser algo totalmente inédito Tite. Acaba se tornando apenas um artifício “enfeitado” para parecer algo novo. E mesmo assim torrar metade do capítulo apenas para fundir ambos, não foi lá tão emocionante assim. Fico na esperança de que o próximo capítulo a batalha fique interessante, estava gostando daquele Ichigo que lutou com o Gin, mais centrado, calmo e que analisa o inimigo. Sair trocando golpes de espada nesse ponto do mangá não tem mais graça pra mim. E será que o “Zangellow” vai acabar usando a forma final do Getsuga Tenshou contra o Ichigo? Se sim, isso significa que o golpe final de sua espada estará fundida com a forma hollow do Ichigo.

Outro momento desta capítulo da semana onde nota-se o esforço do autor para promover o “inesperado”é com o aparecimento de Don Kanonji para encarar Aizen. Fala sério! Sinceramente, não que não seja uma surpresa e até certo ponto engraçado, mas havia opções melhores de personagens para surgirem nesse momento do mangá. Acho que na semana passada a maior torcida por aqui era para que fosse o pai do Ishida, na qual admito que seria muito mais legal que Kanonji. Não que não tenha sido uma boa idéia resgatar um personagem lá do fundo do baú da série, mas seria muito mais interessante e, aí sim, surpreendente se Kanonji realmente conseguisse de alguma forma, afetar Aizen. Claro que isso não vai acontecer. Tite não deixou nem mesmo qualquer mistério sobre isso, já que ele ainda resolvei colocar a Matsumoto para fechar o capítulo. Outro esforço notável para tornar o capítulo “uma caixinha de surpresas”.

Na verdade não fiquei convencido com a Matsumoto. Ela chega primeiro que o Ichigo, toda ferida e ainda acha que tem alguma chance contra Aizen? A única coisa que posso imaginar com o aparecimento dela aqui é que Aizen irá surrada e talvez Gin acabe interferindo justamente na hora que Aizen estiver para matar a Matsumoto, porque eu ainda acredito que Gin não seria capaz de deixar a Matsumoto morrer. Se não for algo assim, não sei o que esperar desta situação inesperada. A menos que ela pegue todo mundo e tente fugir. Aizen deixaria algo acontecer? Não sei.

Acredito que tudo isso seja para queimar os minutos imprescindíveis para que Ichigo continue seu treinamento antes que ele chegue a qualquer momento em Karakura. Porém se tenho que elogiar algo neste capítulo é o bom humor. Kanonji realmente rendeu alguns sorrisos e diversão, meio que quebrou a tensão da possibilidade da Tatsuki morrer, até porque se ele vive ou morre no final desse encontro, não faz diferença pra mim, já que não sou um grande fã dele ele.

Capítulo apenas “OK”. Poderia ter sido muito melhor, pelo menos era esta a minha espetativa. Resta aguardar a próxima semana. E torço para o Tite não começar a arrastar a narrativa com o aparecimento interminável de mais personagens. Prefiro quando o autor trabalha com poucos ao mesmo tempo.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios