AssistindoSeriados

Merlin: 3ª temporada trouxe caos, loucura, magia e Morgana! (3×01)

Merlin: 3ª Temporada, Episódio 1 (Season Premiere) foi exibido no Reino Unido (UK) dia 11 de Setembro de 2010: “The Tears of Uther Pendragon (Part 1)”

Enquanto isso no Brasil: Merlin é exibido no Brasil pelo canal pago HBO Family e encontra-se bastante atrasado. Atualmente, a HBO Family ainda está exibindo o episódio 9 da 2ª Temporada. O horário habitual de exibição da série britânica é 16:05h, todos os Domingos.

Aviso: Caso ainda não tenha assistido o episódio 1 da 3ª temporada de Merlin e tenha alergia a spoilers, por favor não continue lendo. Haverá spoilers!

Àqueles que ainda não conhecem o Papo de Série, basta clicar aqui e ficar por dentro do projeto. Depois do “continue”, conversamos mais.

As lágrimas de Uther Pendragon inundaram Camelot com Caos!

Há quanto tempo estava esperando para que a 3ª temporada de Merlin começasse. Há várias séries britânicas de qualidade, mas Merlin deve ser uma das melhores que alguma vez já assisti. Há muitas razões para essa minha afirmação, mas por enquanto basta dizer que Merlin traz uma era medieval reconstruída com cada detalhe na perfeição, incluindo as lendas e a magia. Recomendo a série com toda a certeza!

O episódio que deu início a 3ª temporada de Merlin manteve a qualidade habitual que já não encontrava desde o fim da 2ª temporada da série. Aliás, a temporada passada terminou com a libertação do Dragão que grato a Merlin, prometeu compensar o protagonista pela sua bondade e piedade. E isso teve uma repercussão bem rápida – não havia também nenhuma outra forma mais eficaz de Merlin ter sido salvo dos escorpiões. No momento em que ele tentava se livrar dos gigantes escorpiões, a única coisa que vinha a minha mente era: “Quando ele vai chamar o Dragão?” Não demorou muito para a minha mente se silenciar e esquecer a persistente questão. A resposta foi ótima.

Porém, vamos comentar o início e logo chegaremos ao fim do episódio. Tudo começou um ano no futuro. Embora não tenha nada contra isso, será possível que durante todo esse tempo Camelot tenha estado em paz completa? Difícil de acreditar! Enfim, o surgimento de Morgana e o seu regresso não espantou tanto, afinal estabeleceu a ligação com o episódio 2×12 de Merlin em que Morgana havia sido levada por Morgause. Sinceramente, não consegui acreditar muito na inocência de Morgana depois que ela agiu tão docilmente, se desculpando com Uther. Ela jamais faria isso. A máscara passou de suspeita para certeza rapidamente – isso foi o melhor para movimentar toda a ação.

Morgause e Morgana, vilões em ação… Há muito mais a ser comentado!

Não gosto tanto de Morgause como antagonista central e gosto muito menos do fato de ela controlar Morgana. Por mim, Morgana deveria usar Morgause e matá-la. Se for para ela se voltar para o mal, para o grupo de revolução, que ela pelo menos tome o controle de tudo e se torne a antagonista central. Não acho que isso vá acontecer, mas seria interessante se acontecesse. Por outro lado, curiosamente, Morgana está na seção dos heróis da 3ª temporada no site oficial da série. A maldade será temporária ou então o site está terrivelmente equivocado. Suposições são inevitáveis.

Quem assistiu todas as outras temporadas de Merlin, deve lembrar do clima de brincadeira entre Merlin e Arthur. Sempre apreciei essa relação e, claro, os diálogos e ações que ela desencadeia. É algo que passa naturalidade, espontaneidade e simpatia para a audiência. Arthur esfregando o pano no rosto de Merlin e depois entornando o balde de água suja na cabeça do amigo-servo foi excelente. Arthur só não sabe quantas vezes Merlin o salvou. Não há como não gostar de Artur e Merlin discutindo e se comportando como amigos embora um seja servo do outro. Afinal a realeza não é assim tão intocável!

Durante todo o episódio 3×01, Morgana foi se revelando maligna, inimiga mortal do Reino de Camelot, fazendo todos se passarem por cegos. Devo admitir que ela voltou bem mais esperta e muito menos inocente. Até que isso é positivo, mas não vejo exatamente uma transformação tão profunda que possa fazer alguém rejeitar amigos antigos que nada fizeram de ofensivo e insultuoso. Ela regressou completamente má e sem consideração por ninguém. E o veneno que tomou não justifica ela deixar de sentir amizade por Merlin. Faria mais sentido a total transformação dela se ela estivesse hipnotizada por Morgause, mas não parece que realmente esteja. Talvez ela tenha mesmo maldade interior que só precisava ser desperta – e essa maldade é sobrenatural e mágica, sem dúvida.

Não podemos esquecer de Cenred, um vilão novo. Sabemos que ele é o rei de um reino próximo a Camelot e que para além de cruel, odeia Uther. Parece ser uma boa adição à série, mas por enquanto ele não espantou ou criou realmente um forte impacto como vilão. Morgause claramente domina, afinal ela pode vencê-lo quando quiser dada a sua magia. A não ser que Cenred demonstre uma inteligência notável capaz de arquitetar uma estratégia eficaz contra Morgause. Mas eles são aliados, então vamos esquecer essa hipótese por enquanto.

A genialidade do roteiro é simplesmente louvável! Cada episódio vem com uma história bem desenvolvida, capaz de captar completamente a atenção. Merlin não consegue me decepcionar, nem uma vez sequer! Surpreendente a qualidade da série da BBC. O momento em que Morgana recolheu a lágrima de Uther seguido pela Mandrágora encantada foi fantástico e melhor ainda foi a simbologia do feitiço. Falarei disso no próximo parágrafo.

A mandrágora é uma planta que contém uma substância de efeito alucinógeno capaz de causar delírios. Segundo a lenda entre mitos e magia, a Mandrágora era uma planta utilizada pelos bruxos que afirmavam que a planta gritava quando cortada na raíz – só eles afirmavam isso, por isso cresceu o mito de que só eles poderiam escutar o grito mágico da mandrágora. Agora, se misturam na fonte do delírio uma lágrima, ela contém não só a identidade do Rei de Camelot, mas também todas suas tristezas. Seguindo uma lógica semelhante, o delírio deveria ter momentos de extrema alegria pois Uther chorou de alegria por reencontrar Morgana, chorou emocionado. Mas enfim, está tudo bem com a forma como tudo ocorreu. A lágrima definiu o alvo e as características do delírio que “perfura a alma”.

Merlin salvo pelo Dragão, Camelot fragilizada…

O Reino de Camelot está sempre ameaçado e na simplicidade de uma ameaça, da ira do ofensor, na dor dos defensores e atacantes surge uma dinâmica adequada e bem representada, criando tensão, mistério e ação. Isso tudo aconteceu após Merlin seguir Morgana e ser amarrado para receber os escorpiões. A loucura de Uther é válida com a aparição de todos que ele executou por suspeita de bruxaria (até uma criança!), mas Arthur poderia assumir o Reino momentaneamente para salvar tudo que seu pai construíu (e claro, as pessoas). Não que isso não vá acontecer. Ao contrário, acho que pode acontecer no próximo episódio.

Merlin foi salvo pelo Dragão e terminou assim a primeira parte desse conflito. O que podemos esperar para o próximo episódio? Mais Merlin, felizmente. Se minhas previsão estiverem corretas, teremos mais ação, uma guerra entre Merlin e Morgause, com a interferência de Morgana. O Dragão lutará ao lado de Merlin e Uther deve ser facilmente recuperado já que Merlin já descobriu o feitiço, ou pelo menos, sabe que existe um.  Mas isso tudo é óbvio. O resultado de tudo não podemos prever porque vidência só é possível na série, mas o melhor é não sabermos o final. Assistir para descobrir é a solução e mal posso esperar por isso.

Merlin merece todos os créditos e elogios porque é uma série que entretém, uma série que depois de começar a assistir, parar é quase impossível. As lágrimas de Uther inundaram o reino de caos e inundaram a televisão com a melhor série medieval da atualidade. Continuarei acompanhando e brevemente conversaremos sobre o destino da loucura de Uther (assim que o episódio 3×02 for exibido.)

No próximo episódio (3×02)…

Espero que o caos sempre reviva Camelot e traga continuamente mais episódio de Merlin.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Araphawake

Gamer de nascença, entusiasta do YouTube, cinéfilo e sobrevivente de The Walking Dead. Adoro livros e penso demais nas coisas. Na vida pessoal sou extremamente nostálgico e exagerado. Quem não me compreende ou conhece pode achar que sou antipático.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios