Assistindo

As Olivias começam a se abalar! Está chegando o confronto em Fringe? [3×04-05] [PdS]

Fringe

Fringe: 3º Temporada, quarto e quinto episódios (3×04 e 3×05) foram exibidos nos EUA dias 14 de Outubro e 4 de Novembro respectivamente: “Do Shapeshifters Dream of Electric Sheep?”/”Amber 31422″

Enquanto isso no Brasil: Fringe é exibido no Brasil pelo canal pago Warner e pelo canal aberto SBT. A terceira temporada está sendo transmitida pela Warner as terças-feiras às 22h e o último episódio exibido, “The Box”, foi comentado aqui.

Aviso: Continue lendo apenas se você já assistiu o quarto e quinto episódios da 3ª temporada de Fringe. Haverão spoilers! Caso ainda não tenha assistido, assista apenas os vídeos (promos dos episódios) após o “continue lendo” e depois não prossiga com a leitura.

Àqueles que ainda não conhecem o Papo de Série, basta clicar aqui e ficar por dentro do projeto. Depois do “continue”, conversamos mais.

É pessoal, demorei bastante com esse PdS. Deixei acumularem 2 episódios para fazê-lo no mesmo formato dos dois episódios passados, mas o hiato que houve entre os episódios não ajudou. Talvez a partir da semana que vem eu passe a fazer PdS’s separados para cada episódio, dependendo do episódio é claro.

Bem, mas falando de Fringe, certamente esta é a melhor temporada da série. O foco na continuidade, sem aqueles episódios soltos e sem sentido, realmente deram um ar bem mais interessante à série.

Os dois últimos episódios seguiram o formato desta terceira temporada de um episódio aqui e outro lá, então veremos o que vem acontecendo nos dois mundos.

Aqui

Fringe

Por aqui a coisa parece estar feia para o lado da Alternolivia. Ao mesmo tempo que ela começa a ter dificuldades para enganar os membros de Fringe quanto a sua identidade, o metamorfo responsável pela coleta de dados da equipe de Fringe e que possui todas as informações sobre a Alternolivia morre cai nas mãos da divisão.

O episódio foi muito bom, bem nos padrões desta temporada, mas não posso deixar de expressar o pouco da decepção que venho sentindo na história que vem passando em nosso mundo. Os metamorfos, que prometeram ser peças chaves na temporada passada, até agora não fizeram nada além de coletar informações. Se o objetivo de Walternativo é destruir nosso mundo, para que o dele sobreviva, acho que já é o bastante a coleta que houve até agora. O episódio revelou que os metamorfos tinham bastante dados sobre a própria Fringe, logo eles devem saber que nós não temos nenhuma, mas nenhuma mesma, idéia do que se passa no outro mundo, muito menos planos para destruí-lo, então por que  afinal essa infiltração está demorando tanto tempo? Além de fazer Peter ativar a máquina destruidora de universos, não vejo outra coisa interessante para Walternativo querer aqui.

Mas como falei ali em cima, o fator decepcionante que citei se deve principalmente ao metamorfo que atende pelo nome de Newton. Na segunda temporada ele prometeu ser o presságio do holocausto, mas no final se revelou ser somente mais um metamorfo, que aliás, morreu somente para proteger a pele da Alternolívia. Ué? Ele não era a peça que daria a vitória para o mundo alternativo? Realmente um desperdício de personagem na minha opinião. Eu até consegui simpatizar com o personagem, fazendo com que eu sentisse um certo peso emocional na cena de sua morte. Talvez isso se deva ao fato do episódio inteiro ter nos mostrado o lado mais humano desses andróides. Aliás, fugindo um pouco da série, a cena em que o metamorfo tenta recusar as ordens de Newton, pois havia se aproximado emocionalmente de sua família, me lembrou muito da história dos alienígenas que viviam na terra e formaram uma resistencia na série “V”. Outra série que teve algo similar e recentemente foi “The Event”.

Fringe

Bem, Alternolívia parece não ser uma boa atriz mesmo. Não a culpo tanto já que seu material para atuação é bastante ralo e tudo foi feito muito às pressas, mas mesmo assim ela, pelo menos, deveria tentar fazer uma cara fechada não é? Nisso, Peter começa desconfiar da mudança de comportamento de Olívia, mas será que foi só agora mesmo? No final do episódio Peter dá a entender que ele está sendo totalmente enganado por Alternolívia, mas eu não consigo engolir essa. Peter é um dos personagens mais inteligentes da série e é difícil acreditar que ele ache que isso tudo é efeito da viagem para o outro mundo…

E agora falando um pouquinho de Walter, caramba, quebrei a cara. No PdS passado falei que não acreditava que Walter abandonaria seu laboratório tão cedo, mas vimos que ele já começou a trabalhar em seu novo ambiente de trabalho. Aliás, não só trabalhar como também apavorar os funcionários da Massive Dynamic com suas idéias malucas.

Outro ponto importante que ficou bem aparente neste episódio foi o fortalecimento da amizade entre Astrid e Walter. Tudo muito bonito, desde o momento em que Walter finalmente acerta o nome da agente, e até mesmo em que os dois conversavam sobre o traseiro dos estegossauros durante a refeição. Será que nessa temporada veremos Astrid saindo da figuração para fazer algo realmente importante na série além de cantar bem no episódio musical da segunda temporada?

Fringe

Agora vamos falar um pouco sobre o que seria o clímax do episódio. Walter tem uma epifania e descobre que o metamorfo possui um segundo cérebro, mas quando ele está prestes a retirar o objeto do traseiro de metal, Newton aparece e nocauteia Walter. Mas pera aí! Por que não matou? Não me entendam mal, longe de mim querer que Walter morra, mas sinceramente, Walter é o ser que representa maior ameaça ao mundo alternativo, e digamos que ele não é a pessoa que Walternativo mais admira. Por que afinal Walter foi deixado com vida? Será que Walter está nos planos diabólicos de sua cópia malvada? Bem, vou pular a parte em que eu pergunto por que Newton não atirou no segundo cérebro na cena do hospital ou não pensou em recuperá-lo antes, até porque estou reclamando de muitos desses detalhes.

Fringe

Do outro lado a coisa começa a andar. Olívia ainda se encontra em seu estado “quem sou eu” mas tenta desesperadamente se agarrar às lembranças de sua alternativa. Mesmo assim seu subconsciente em forma de Peter tenta a todo momento mostrar quem Olívia realmente é.

Em meio dessa crise identidade o episódio nos traz um caso especialmente dedicado àquela substância estranha que vimos lá atrás na primeira temporada: Amber. Descobrimos que seu criador é na menos que Walternativo, e que, como já sabíamos, foi criado para conter as alterações e anomalias no espaço que ameaçam o universo alternativo.

Algo interessante neste episódio foi a frase que Walternativo fala em uma conversa com o Broyles de lá: “Eu quero restaurar o equilíbrio do nosso mundo, custe o que custar”. Essa é sem dúvidas a frase que marca o personagem como o antagonista da série e, mesmo assim, não pude deixar de compreender um pouco de sua raiva.

Bem, com a frase maligna dita, Walternativo começa a colocar seu plano em prática. Convencer Olívia de que pode atravessar os mundos mesmo não sendo a Olívia original e começar os experimentos para isso. Repito o que disse no último PdS: para que diabos Walternativo precisa de pessoas no nosso lado, e o que ele quer fazer que o metamorfos não podem.

Fringe

Gostei bastante como o caso da semana foi usado na trama principal da série. Aliás, essa está sendo a marca da terceira temporada, usando o caso seja para alimentar os mistérios envolvendo os planos de Walternativo em nosso mundo, ou para ajudar Olívia a descobrir sua verdadeira identidade no lado de lá. Neste episódio os gêmeos que trocaram de lugar deram a pista para Olívia descobrir o que aconteceu com ela. E este caso ainda serviu para mostrar como nossa Olivia é mais útil que sua versão ruiva. Alternolívia, para mim, parece bem no estilo seguir ordens e fazer o trabalho, enquanto nossa Olivia força a barra várias vezes até descobrir todo os segredos do caso. É aí que Olívia mostrou quem verdadeiramente é, resolvendo o caso da semana, causando surpresa em seus colegas de trabalho e até ganhando um parabens do Broyles de lá.

E falando em Olivia, essa, mesmo me deixando um pouco desapontado no começo do episódio, ao deixar claro que ela realmente achava que era Alternolívia, me deixou muito feliz com a descoberta no final. Nunca pensei que essa crise de identidade iria durar muito tempo, aliás achei até que demorou um episódio a mais do que deveria, mas enfim, ela finalmente descobriu tudo e…pera aí. E o taxista do primeiro episódio? Sério que ele não terá nenhum envolvimento neste processo de recuperação de memória da Olívia? Ah, não acho que os roteiristas enfiaram ele na história pra nada, então só basta esperar por isso.

E o episódio termina assim, com Olívia descobrindo sua identidade e fazendo Walternativo acreditar que seus experimentos falharam. Próximo episódio se passará no lado de cá, o que é uma pena. O mundo alternativo me chama muito mais atenção, que , além de trazer a verdadeira Olívia, trás também diversos detalhes que diferenciam do nosso mundo que são sempre divertidos de reparar.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Hugo Crisostomo

Viciado em séries e em jogos de RPG. Normalmente sem tempo para nada mas a hora de assistir minhas séries é sagrado! Odeia pessoas que preferem miojo de carne.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.