The Walking Dead: à distância de uma mordida da morte! Jim garante: há covas para todos! (1×04)

In a world ruled by the dead, we are forced to finally start living!

The Walking Dead: Episódio 4 da 1ª temporada foi exibido nos EUA dia 21 de Outubro de 2010: Vatos

Enquanto isso no Brasil: O episódio 1×04 foi exibido no dia 23 de Novembro às 22h no canal Fox! (exibição toda terça-feira, às 22h na Fox)

Aviso: Continue lendo apenas se você já assistiu o episódio 1×04 (“Vatos”) de The Walking Dead. Haverão spoilers!

Não conhece o Papo de Série? Basta clicar aqui e ficar por dentro do projeto. Depois do “continue”, a gente conversa mais.

1×04: Vatos

Um acaso fatal, agradável e surpreendente!

Na semana passada, lembro de ter dito que apesar de The Walking Dead ter se revelado uma adaptação satisfatória (quero dizer, boa), sempre havia por trás da maioria das cenas um ritmo lento e monótono que se fosse trocado por situações de pânico – mais extremas – poderia resultar numa atmosfera bem mais empolgante.

Não, não estava dizendo que a série é fraca, apenas apontando aquilo que poderia deixá-la ainda melhor. Bem, demorou mas acho que talvez eu tenha sido precipitado: esse ritmo mais agitado marcou presença em “Vatos” e quero acreditar que um ritmo agitado mais prolongado pode vir em questão de mais alguns episódios – tudo começa com uma mordida e termina com restos mortais.

Assim como afirmei estar bastante convencido da morte de Merle no episódio passado – seria um empurrão bem conveniente para Deryl ficar perturbado e criar fortes dramas na série -, fiquei agora mais convencido de que Merle sobreviveu. A ensolação ajudou na sobrevivência, quem diria! Sem devaneios, dificilmente gastariam tempo de exibição para levantar o mistério da sobrevivência de Merle e depois não aproveitar a situação. Ele deve estar vivo e possivelmente poderá voltar como um inimigo de Rick – são nesses novos detalhes que a HQ não ajuda em nada, ou melhor, não atrapalha.

Reunidos a volta da fogueira e rodeados por escuridão!

Toda a atmosfera de terror, de abandono e de acaso fatal se manteve. A cena das covas com os delírios de Jim teve o seu lado positivo, mas não posso dizer que gostei por inteiro. Claramente foi uma forma que encontraram para explicar as origens de Jim fora do roteiro da história original mas não fiquei convencido 100%. Aquela reunião à volta da fogueira, com neve ao redor e um certo aconchego apocalíptico ficou tão bem enquadrada na HQ para aprofundar a caracterização das personagens (revelar a vida de cada uma) que me incomodou quando vi que só incluiriam parte disso na série.

Rick, Deryl, Glenn e T-Dog foram resgatar Merle, tudo certo. Gostei da forma como desenvolverm a história durante o resgate, isto é, os rastros da fuga e da sobrevivência de Merle, a surpresa de novos sobreviventes nas ruas de Atlanta, Guillermo, o abrigo hospitalar para idosos e os zumbis, claro!

Pareceu estar tudo bem trabalhado, a própria ideia de que por trás daquele grupo agressivo com a vontade de ficar com as armas de Rick houvesse uma idosa e uma intenção sincera de ajudar outros necessitados acima da própria vida. Confesso que fiquei satisfeito em ver a introdução da ideia do surgimento de novas comunidades, grupos de resistência.  Não esperava por aquilo. Por outro lado, fiquei um pouco decepcionado porque Merle continuou desaparecido – embora vivo, à princípio, se foi realmente ele quem roubou o veículo do acampamento em Atlanta.

De resto, tivemos mais situações de convívio humano. Entre detalhes, alguns momentos tensos entre Shane e Jim, nada que eu tenha apontado como notável. Mesmo que tenha havido menos monotonia (no sentido moderado), ainda achei certas partes lentas, mas analisando pelo lado positivo, isso intensifica as cenas fortes que se seguem – e houve muitas! Guillermo, como disse, contribuiu para um bom funcionamento do episódio, funcionou quase como um vilão temporário – em algum tempo passou de agressivo para amigo da vovó. Nada contra, mas foi algo surpreendente.

Havia covas, faltava os mortos…

E após comentar tudo isso, as covas cavadas por Jim faziam mais sentido do que poderíamos imaginar. A fronteira entre a realidade e o sonho já foi tratada inúmeras vezes por idealistas, por estudiosos e simples filósofos – até Fernando Pessoa tratou do contraste entre a realidade e o sonho.

The Walking Dead também teve a sua vez de tratar do assunto mais superficialmente. Ainda assim, achei a última frase de Jim forçada. Foi simbólica, acredito, porque por outra interpretação, parece que ele teve um pequeno poder de prever acontecimentos. Tudo bem que zumbis são ficção científica, uma previsão delirante de Jim também seria uma boa dose de ficção, mas para mim basta ficar por aí, pelos zumbis! Porém, isso nos faz refletir e marca um novo estilo: a impiedade de Kirkman! Quando estamos certos de que ele não pode fazer algo, ele faz da forma mais fantástica possível e isso é algo, uma característica, que admiro em The Walking Dead e que tenho certeza que não tirarão da série (sério, não podem e não devem).

Todos morrem num dia… ou numa noite! Isso significa vida!

Entretanto, o acontecimento que quero abordar com todas essas linhas é a morte da primeira personagem (considerando que Merle ainda está vivo e que o cavalo e Ed não contam): Amy. Tinha dúvidas se eles alterariam a história para Amy durar mais tempo na série ou se seriam fiéis a HQ neste aspecto. Apoio a decisão tomada de matarem Amy. Isso fortaleceu o núcleo de ameaça apocalíptica fundamental para toda a ação, para toda a história. E que bela forma de adaptarem o ataque de zumbis ao acampamento!

Quando vi todos reunidos à volta da fogueira (quer dizer, nem todos infelizmente), comecei a pensar em tudo que aconteceria logo em seguida mas tinha dúvidas se alterariam algo mais da versão original. Bastou a Amy se levantar que fiquei esperando pelo começo do ataque e a chegada de sua morte. A forma como os zumbis morderam a Amy foi perfeita!

O grito de desespero e a dor da irmã de Andrea, o caos, a morte de Ed (não achei tão importante, mas significativa), a reação de Andrea ao ver a irmã sendo mordida pela segunda vez no pescoço. Cheguei a sentir de verdade pena de Amy. Aquilo veio com uma carga emotiva de perda que não esperava da cena. O ponto mais alto do episódio – pelo menos para mim foi, sem dúvida. Seja como for, essa morte estava acompanhada por presságios – Jim cavando covas, começo com Amy e Andrea no barco conversando sobre a infância, partilhando memórias e o ataque na tenda de Ed um pouco antes do ataque à Amy.

Este episódio, em poucas palavras…

Enfim, resumindo tudo que foi escrito, “Vatos” manteve a qualidade da adaptação televisiva de The Walking Dead. A soma da atmosfera fatal de abandono com os conflitos, o mistério de Merle, a morte de Amy e Ed e os lamentos bem interpretados de Andrea ao ver a vida da irmã sair vermelha pelas feridas causadas por mordidas recentes foi extremamente positiva.[COMEÇA SPOILER DA HQ] Queria que Carl tivesse salvado Lori com uma arma (como ele faz na HQ), mas não fizeram assim. Paciência. Isso é perdoável [TERMINA SPOILER DA HQ].

Resta aguardarmos por Domingo para vermos o que mais The Walking Dead nos reserva. Estou curioso para saber se mostrarão Amy voltando como zumbi!

 


Isso também pode lhe interessar

41 Comentários

  1. eu que nao lia a HQ ainda, me surpreendi e muito com os zumbis, realmente achava que ia ser o merle abrindo a tenda, ou a filha do Ed, não sei, foi um baque pra mim ver os zumbis ..

      1. me pergunto se numa situação igual nos seriamos tao sentimental assim?
        nao to falando de chorar ou ficar depre, mas porra, se sabe que depois que morre nao tem volta, ou melhor, tem volta como zumbi, entao pq raios nao arranca o cerebro da pessoa fora! fica esse drama todo so pra mais gente morrer
        Não me conformo hahahah XD

        1. É fácil ser racionais quando não é conosco.
          Mas será que se fosse a gente naquela situação não ficariamos com a espernça de uma cura ou algo do tipo? Até porque eles não sabem nada sobre a origem dos zumbis…

          1. é como eu perguntei, sera que agiriamos igual?

            mas ela vai esperar a cura no meio do mato? ou via por a irma numa jaula e levar com ela ate encontrar a cura? Ou vai deixar a irma ter essa “vida” deploravel de zumbi para um dia voltar e cura-la?

          2. São perguntas completamente apropriadas. Acho que manter a irmã viva seria um erro porque de qualquer forma ela morreu (acredito que tenha havido perda de bastante sangue), quer houvesse volta ou não.

          3. eh dificil msm,mas basta a gnt pensar,exemplo,se foc nossa mae ali no lugar dela e a gnt com ela nos braços,axo q nao teria coragem pra dar o tiro msm sabendo q o pior viria ><

  2. Cara, muito bom!
    Ainda acho o H da serra nao ser forte o suficiente para serrar umas correntes meio fraco, mas deixa pra la
    Nao esperava o ataque ao acampamento, foi de arrepiar os cabelos e nao esperava a morte da loirinha, fiquei meio que abobado a principio rsrsrs
    Sobre os Porto Riquenhos rsrs, curti tudo ali, da tensao ao clima ameno, foi otimo!
    aguardando o proximo capitulo ansiosamente

    ps: o cara que foi mordido no braço e ficou quieto vai trazer problemas rapidinho…..

    1. Pois é, o ataque ao acampamento não foi surpresa porque ele está presente na HQ. Agora, a cena da Amy sendo mordida, da forma como foi atuada, foi de arrepiar mesmo.

      p.s.: Os problemas devem se resolver logo visto que sendo um zumbi, bastará fazerem um headshot. Mas há forte possibilidade de drama até a morte e transformação.

  3. Será que esse ataque dos Zumbis no acampamento não têm o dedo do Merle não?
    Sei lá! Se pegou caminhonete, foi pra um lugar, buzinou, atriu zumbis e depois deu no pé. Aí os zumbis ouviram os barulhos do acampamednto e foram pra lá!

    Doideira né?
    Mas ele deve estar nervosão com a galera!!!

    1. faz sentido
      mas acho que eles foram pra la seguindo a logica de ir atras de comida, ja que na cidade acabou, eles estao indo pro mato atras de carne fresca!

      1. Eu acho que Merle pode até ter levado a caminhonete, mas não acho que ele tenha levado os zumbis para o acampamento, não de propósito. Para ele o irmão aidna estaria no acampamento, certo? Então porque levar os zumbis para lá e arriscar a vida do irmão?

        1. O irmão dele é tão ligeiro quanto ele!
          Ele deve confiar no irmão!
          Se bem que a teoria é meio furada pq o pessoal do acampamento ia escutar as buzinas!

          1. Mas ele não teria buzinado ali no acampamento, senão nem precisaria ter feito um plano desses, o próprio barulho do pessoal do acampamento chamaria os zumbis.

            Ele pode ter usado a buzina, algum barulho, na estrada ainda ou saindo da cidade e depois dado um jeito de levar a zumbizaiada até lá. Porque, poxa, os zumbis não fazem estratégias, como eles iriam, um montamd euma vez aparecer ao mesmo tempo? Se antes era 1 aqui e outro ali que aparecia?
            Estranho.

            E se ele viu o irmão na cidade e sabia que ele não estaria no acampamento? Só voltaria depois pra buscar o irmão e ir pra longe.

            Mas sei lá, vamos ver no que dá! 🙂

  4. Não sei porque mais eu ainda não estou conseguindo gostar da série, deve ser por ter lido o HQ e ter achado ele incrível e a séria não estar igual a ele.Sobre o spoiler da HQ:

    [SPOILER DA HQ] Estou bem desapontado com o que eles estão fazendo com o Carl, na HQ ele é muito mais corajoso que muitas pessoas do grupo tanto que no ataque ele protege a mãe dos zumbis, e na série ele só fica gritando atras da mãe como um fresco, não gostei nem um pouco, imagino como isso vai afetar a história do Shane, pq nem saber atirar o Cark sabe ainda. [SPOILER DA HQ]

    Bom vou continuar vendo a série vai que ela ainda me surpreende como a HQ.

    1. [SPOILER DA HQ]Concordo. Adoraria ter visto Carl disparar uma arma contra um zumbi para salvar a própria mãe. Mas por enquanto ele tem sido apenas mais uma criança frágil, infelizmente. Vamos ver qual será a sequência que darão ao desenvolvimento do personagem…[SPOILER DA HQ]

      Compreendo essa sua sensação de não aceitação da série. Também sinto como se faltasse algo, mas estou quase certo que isso deve-se a leitura da HQ, rsrs. De qualquer forma, estou gostando (embora não amando como amei a HQ).

    1. Não considerei essa hipótese porque na HQ os zumbis não são atraídos por ninguém ao acampamento. Faria mais sentido ter sido uma manada de zumbis famintos que saíram da cidade e encontraram o acampamento. Mas, como a série tem inventado histórias… Talvez o Merle tenha alguma culpa. Porém, acredito que quando ele voltar a aparecer, ele voltará fazendo algo bem pior e surpreendente! Espero que seja algo que não esteja na HQ (Merle nem existe na HQ, xD).

  5. bolei mt com ec epi,fiquei td feliz qndo vi os latinos cuidando dos tiozinhos. Mas qndo aconteceu o ataque no acampamento,nao tive como nao ficar “=O” e nervoso. Em resumo,adorei o epi rsrsr,mostra q tds sao humanos (vuneraveis). MT bom msm. Fiquei tao empolgado q tive q baixar a HQ xD (coisa q vinha relutando rsrs). Agora lendo a HQ vi justo essa cena do Carl,axo dificil acontecer,nao? Uma criança com uma arma,atirando,chocaria mt nao? Se bem q a hitgirl fez isso sinistramente no kickass rsrsr. NAo tenho nada contra isso,mas axo q mt gnt reclamaria =(

    PS: em relação ao HQ,so sairam 78 numeros ate agora? pq so encontrei ecs pra baixar xD

  6. que seriezinha chata, esse tema numa HQ pode ser interessante pela novidade,
    agora, pra virar serie? qualquer coisa ai vc ja viu nos 1500 filmes de zumbi que existem, com a vantagem que em menos de 2 horas ele acaba e vc ja esquece.

    nao tem como gostar dessa serie.

      1. Crepúsculo é péssimo, não tem como eu estar equivocado! xD

        Isso é uma questão de gosto, de opinião. A maioria gostar significa que há uma minoria que não gosta. De qualquer forma, The Walking Dead é fodástico!

        1. Mas o AAC disse que não tem como gostar da serie num todo
          nao falou que não tinha como “ele” gostar da serie XD ahhhahah

          por isso eu falei que logico que existe jeito, eu gosto
          então tem jeito rsrsrs

          1. Quando eu soube que The Walking Dead ia virar série eu também pensei “já estou cansado de histórias de zumbis”, mas a série me surpreendeu porque os zumbis não são o principal da trama. A série, assim como a HQ, trata de questões humanas, esse quarto episódio então mais ainda…

          2. sim,eu comecei a ter certeza disso nos caps mais pra frente,as hstorias posteriores a quando eles saem com o trailer (nao vo da spoiler pra nao tirar a surpresa d quem ler xD). o Psicologico da serie eh mt tenso,tanto q qndo leio uns cap com mt alegria eu ja fico “nossa,vai acontecer alguma coisa,tomara q ninguem morra ><"

  7. Eu não leio a HQ. Por isso não sabia que iria haver o ataque
    mas acho que era meio previsível ;s
    Todo aquele sentimentalismo entre as irmãs, depois ela levanta no final
    aí pensei “vai acontecer alguma coisa com ela, é certo” e acontece =.=
    odeio coisas previsíveis 🙁

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.