Assistindo

[Cinema] Oscar 2011 – As minhas apostas para os vencedores! Quais são as suas?

Oscar 2011 - James Franco & Anne Hathaway

Conforme prometido no meu Guia de Sobrevivência ao Oscar, trago aqui as minhas apostas para os vencedores da cerimônia deste ano. Tenham em mente que eu não consegui assistir todos os filmes, apesar de tentar bastante (assisti ontem Bravura Indômita e anteontem O Discurso Do Rei)! Então para algumas categorias, as minhas escolhas são simples especulações! XD

A cerimônia será exibida na Rede Globo, no Domingo após o programa BBB 11. Como de costume, a Globo não irá encurtar a duração do programa, fazendo com que o Oscar seja exibido apenas a partir das 23h45 e perdendo o início da cerimônia. O ator José Wilker e a jornalista Maria Beltrão farão os comentários durante a cerimônia. Já nas TV’s por assinatura, o canal TNT irá exibir a cerimônia ao vivo, a partir das 21h e com comentários do crítico Rubens Ewald Filho. O canal E! também têm costume de passar a cerimônia, incluindo o famoso Red Carpet! Se eu não me engano, o E! é o único que não possui tradução simultânea e nem comentaristas. Obviamente, pela Internet deverá rolar algum link para transmissão do evento ao vivo. Se eu não conseguir um bom streaming pela Internet com certeza estarei grudado lá no canal E!.

Se mais delongas, vamos aos escolhidos…

(Obs: Eu pulei as categorias de Melhor Curta-Metragem, Melhor Documentário Em Curta-Metragem e Melhor Filme Em Língua Estrangeira apenas porque não tenho idéia de como escolher um vencedor. Mas se você assistiu a algum dos indicados, seus comentário serão bem vindos!)

Melhor Mixagem de Som e Melhor Edição de Som

A Origem

Por mais que eu adore A Origem, tenho quase certeza de que ele será praticamente ignorado. Como o filme não recebeu uma indicação na categoria de Melhor Diretor e nem Melhor Montagem, acredito que ele será agraciado com esses prêmios técnicos para não sair de mão abanando.

Melhor Canção Original

Enrolados

Seguindo a tradição da Disney (desde 1991, seus filmes ganharam seis vezes nesta categoria), Enrolados vai pra casa com o prêmio por Melhor Canção Original. A música I See The Light, cantada por Mandy Moore e Zachary Levi (o Chuck!), é o que se espera de uma canção da Disney: melosa, romântica e gruda na cabeça feito chiclete. Ouça:

Melhor Trilha Sonora

A Rede Social

Confesso que aqui fiquei na dúvida entre três indicados: Como Treinar O Seu Dragão, A Origem e A Rede Social. Por fim, as composições de Trent Reznor e Atticus Ross para “o filme do Facebook” me conquistaram por completo. As músicas têm uma crueza, uns ruídos que parecem reproduzir a intensidade dos pensamentos e a angústia do ‘personagem’ Mark Zuckerberg, interpretado por Jesse Eisenberg. Basta ouvir a música It Catches Up With You para ter uma idéia do que estou falando.

Melhor Animação Em Curta Metragem

Day & Night

Imagino que quando a Pixar recebe uma indicação para um prêmio, todos os outros concorrentes já devem se sentir derrotados por antecedência. Day & Night, curta que antecede o filme Toy Story 3 é um primor de criatividade executada de maneira fantástica! Se você perdeu, veja aí e se divirta:

Melhor Documentário

Exit Through The Gift Shop

Eu adoraria ver o documentário brasileiro Lixo Extraordinário levar a estatueta. Mas pelos comentários dos sites nacionais e internacionais o favorito é mesmo Exit Through The Gift Shop, que segue o o imigrante francês Thierry Guetta que filmava o trabalho dos grafiteiros na rua, até conhecer o artista britânico Bansky. Ainda não assisti ao filme, mas fico na expectativa de que a Academia fuja do lugar-comum habitual.

Melhor Maquiagem

O Lobisomem

O Lobisomem pode não ter recebido críticas muito positivas no seu lançamento. Mas apesar disso, a Maquiagem do filme foi amplamente elogiada e acho que nesta categoria ele já ganhou por antecedência. Tudo bem que vários dos movimentos do lobisomem da trama é feito por computação gráfica, mas os momentos em que Benicio Del Toro aparece transformado no monstro impressionam!

Melhor Montagem

A Rede Social

Mais um Oscar para o filme do David Fincher. Não entendi como diabos A Origem foi ignorada nesta categoria (sério, aquela cena da van caindo da ponte e os personagens acordando em sequência é ÉPICA!), mas A Rede Social é um ótimo substituto. Intercalando cenas do passado e do ‘presente’ de maneira bem orgânica e sem confundir a cabeça do público.

Melhor Figurino

Alice No País Das Maravilhas, de Tim Burton

Se a Academia está tão desesperada por uma audiência mais jovem, o mais certo seria premiar o filme de Tim Burton. Mas não apenas por isso: na época de seu lançamento, Alice no País das Maravilhas virou uma febre fashion! Foram lançadas jóias, roupas, sapatos e diversos outros acessórios. Uma prova certeira de que filmes podem sim influenciar a moda no mundo real. Falando desse jeito estou tirando o mérito do Figurino do filme, que é excepcional e combina direitinho com o mundo distorcido criado por Lewis Carroll e reimaginado por Tim Burton.

Melhores Efeitos Especiais

A Origem

Outra categoria que fiquei em dúvida em decidir o vencedor. A cena de abertura do filme Além Da Vida, retratando o tsunami na Tailândia, é assustadora e impressiona pelo realismo dos efeitos. Mas pelo restante do filme não há muitas cenas em computação gráfica. Por conta disso acredito que A Origem receba outra estatueta. Seja pela cena onde a cidade “se dobra” ou pela criação do mundo do Limbo, acho que esse é um Oscar mais que merecido.

Melhor Fotografia

Bravura Indômita

O primeiro grande Oscar para Bravura Indômita, a obra-prima dos Irmãos Coen. Sério gente, que filme, QUE FILME! As locações são belíssimas, paisagens fantásticas e com cenas iluminadas de maneira brilhante! Já é a nona indicação do Diretor de Fotografia Roger Deakins e ele ainda não levou uma para casa, uma injustiça que a Academia deve corrigir este ano.

Melhor Direção de Arte

Bravura Indômita

Outra estatueta abocanhada por Bravura Indômita! A recriação do “Velho-Oeste” norte-americano é de encher os olhos. Mas vamos além, observe a diferença no cuidado com as roupas dos personagens de Jeff Bridges, toda esfolada e suja, e Matt Damon, todo limpinho e bem arrumado. Ou ainda como as roupas enormes que Mattie Ross herdou do pai a deixa ainda mais infantil e fragilizada. Um belo trabalho que merece ser reconhecido.

Melhor Longa Animado

Toy Story 3

Toy Story 3 só não ganha essa categoria se a Academia estiver mais louca que o Chuck Norris dançando balé! Não vou tirar os méritos dos outros indicados, que também são ótimos filmes, mas poxa… É Toy Story, da Pixar! Sem contar que este é o filme que mais fez marmanjos como eu chorarem nos cinemas! Oscar já!

Melhor Roteiro Adaptado

127 Horas

Sinceramente? Acho que este vai ser o único Oscar que 127 Horas irá levar para casa. Conseguir contar uma história de superação centrada em apenas um personagem, sem torná-la entediante é algo que merece aplausos.

Melhor Roteiro Original

O Discurso Do Rei

Apesar de algumas polêmicas (um cenário do filme foi utilizado em uma outra produção para maiores de 21 anos e dizem que a história do filme era antes uma peça de teatro que foi adaptada para a tela grande), O Discurso Do Rei conta uma história fantástica de superação e amizade. O que me faz imaginar porque essa história nunca havia sido contada antes, seja em livros ou em documentários. David Seidler fez um trabalho fenomenal, e até certo ponto bem pessoal, já que ele próprio sofria de gagueira quando mais jovem, e na minha opinião será agraciado com um Oscar.

Melhor Atriz Coadjuvante

Bravura Indômita

Outra escolha difícil, cogitava a Helena Bohan Carter por sua atuação assustadoramente normal em O Discurso Do Rei e Jacki Weaver por sua atuação assustadora (e ponto!) no desconhecido-porém-ótimo Reino Animal. Mas acabei escolhendo a jovem (14 anos!) Hailee Steinfeld por atuar ao lado de Jeff Bridges e Matt Damon e ainda assim roubar a cena dos dois atores. Mas a escolha dela pra esta categoria é estranha, já que para muitos ela é a verdadeira protagonista do filme. Mas, segundo a Academia, ela foi posta nesta categoria pois Mattie Ross, sua personagem no filme, serve apenas como um catalisador para as mudanças vividas pelo verdeiro protagonista, nesse caso Jeff Bridges.

Melhor Ator Coadjuvante

O Vencedor

Adoraria ver Geoffrey Rush subir ao palco e levar a estatueta por sua atuação no filme O Discurso Do Rei, pois ele está cativante no papel do terapeuta de voz que ajuda o Rei George VI a superar o seu problema de gagueira. Mas tenho certeza de quem irá realmente levar o papel é Christian Bale, pois em O Vencedor, ele conseguiu transformar um personagem difícil em um cara carismático e que consegue conquistar todos ao seu redor. Isso sem contar na própria transformação física do ator.

Melhor Atriz

Cisne Negro

Impossível outra atriz ganhar este prêmio. Se isso acontecer, a estatueta irá para Annette Bening, não pela sua atuação no filme Minhas Mães e Meu Pai, mas sim pelo conjunto da obra. Só que este é o ano da Natalie Portman, a sua atuação como a bailarina Nina em Cisne Negro é – ouso dizer – perfeita.

Melhor Ator

O Discurso Do Rei

Outra categoria já vencida por antecipação. Colin Firth foi indicado ano passado pelo belíssimo filme Direito De Amar, mas acabou perdendo para Jeff Bridges (que poderia ganhar este ano). Agora o ator volta melhor do que nunca! Aliás, vi uma reportagem que dizia que o ator criou os problemas de fala do personagem baseado nas anotações verdadeiras do terapeuta Lionel Logue, encontradas pelo neto de Logue jogadas no porão de sua casa. Atuação impecável.

Melhor Diretor

A Rede Social

Não fosse a direção competente de David Fincher, talvez o filme A Rede Social não teria se saído tão bem nas críticas. Acredito que o Oscar virá para Fincher não apenas para premiar sua direção neste filme, mas sim para premiar sua carreira repleto de excelentes filmes.

E rufem os tambores…

Melhor Filme

Bravura Indômita

Pra mim não tem chances, eu fui pego de jeito por esse filme. Acho difícil o prêmio de Melhor Diretor e Melhor Filme não irem para o mesmo título, mas torço com todas as força para que Bravura Indômita consiga essa façanha. Esse é um filme que me conquistou desde seus minutos iniciais. Confesso que é uma escolha bem pessoal, afinal meu pai é fanático por filmes western, mas isso não tira os méritos do filme.

Agora, chega de ler as minhas opiniões! Quero saber OS SEUS escolhidos. Concorda com a minha lista? Não? Porque? Vamos conversar aí nos comentários!

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Theo Medeiros

Cinéfilo, gamer, adorador de música e entusiasta tecnológico. Acha que Nescau é melhor que Toddy e que bacon é a oitava maravilha do mundo.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios