I Am Alive renasce das cinzas… e bota cinza nisso! Mudou tanto que estragou?

Criar uma nova franquia não é tarefa fácil. Nesta geração houve tentativas que deram certo, mas também houve alguns fracassos. Jogos ficam anos cozinhando no molho do desenvolvimento e alguns acabam sendo remodelados a ponto de ficarem diferentes do primeiro anúncio do mesmo. Splinter Cell Conviction, também da Ubisoft, serve de exemplo a essa realidade do mercado. O game chegou a voltar a estaca zero em determinado momento do desenvolvimento do mesmo. Mas Conviction, ainda com seus atrasos e mudanças acabou sendo lançado e fez um relativo sucesso, pena que não o suficiente para que Ubisoft apressasse uma sequência, ao contrário do sucesso atual da casa: Assassin’s Creed, que basicamente já possui 4 games nesta geração (contando com Revelations que sai em novembro). Na cartilha dos projetos que sofrem atrasos e problemas para ver a luz do lançamento, há (ou havia) ao menos dois títulos de peso: I Am Alive e Beyond Good & Evil 2. Não vai ser hoje que virei aqui no blog feliz da vida dizer que finalmente veremos a continuação da saga épica de Jade e Pey’j. Mas I Am Alive acaba de ser ressucitado pela Ubisoft!

O jogo agora ganha uma nova data de lançamento, uma não muito específica: Inverno (norte-americano) de 2011! Ou seja, fim de ano nos EUA. Mas a Ubisoft realmente fez muitas mudanças no título que acabaram me deixando preocupado em torno da integridade do game, que sempre teve um visual e premissa instigante. Sem mencionar a completa ausência de cores (putz, ficou tudo cinza!). Uma das maiores mudanças é que o título perdeu o status de lançamento em mídia e caixinha e agora só sairá no formato digital, via download para Xbox Live Arcade e PlayStation Network. Um fator a se preocupar, pois perde-se assim a possibilidades de animações em CG e o game certamente foi cortado ao máximo, já que o limite para games da XBLA é de 2GB apenas. A primeira versão do game lembrava um pouco o gênero de sandbox, ou seja, você passei por um mundo livremente, sem restrições de onde ir e vir. Com a limitação de tamanho, não acredito que isso ainda esteja no game. Acho que I Am Alive agora deve funcionar na mecânica de games como Hydrophobia. Ruim? Ainda é cedo para dizer. Ah e quem sabe a Ubisoft não fez milagre ainda permitindo um pouco de sandbox no jogo, afinal essa primeira imagem oficial da nova versão dá essa sensação de liberdade, já que o personagem está numa altura olhando uma cidade. Bem, antes de continuar, vejam o trailer da versão que sai neste fim de ano:

3ª Versão (Final) de I Am Alive – Esta chega no fim deste ano!

Não sei. A princípio esse trailer novo não me empolga tanto quanto os dois anteriores (veja no fim do post). Cinza demais, o personagem principal ficou num visual bem diferente da primeira versão, o que dá a entender que o desastre talvez não seja tão recente assim, na primeira versão ele acontecia 6 dias antes do começo do game. Demorou tanto para sair que perdeu aquela característica de originalidade, misturando elementos de games como Conviction, Assassin’s e até mesmo Tomb Raider (qualé do arco? fala sério!). Percebe-se que o background do jogo é bem mais pobre que a versão anterior (que seria em mídia), e a Ubisoft usou o efeito de poeira em excesso, fazendo com que uma neblina deixasse o fundo ficasse com a menor quantidade possível de detalhes.  Limitações, só isso vem na minha cabeça agora.

Talvez I Am Alive por download seja um caminho que a Ubisoft conseguiu para testar uma nova franquia, ao invés de simplesmente cancela-la. Talvez com o sucesso do game em formato digital acabe resultando no desenvolvimento de uma sequência em mídia. Não é tão impossível assim. Resta saber quanto a Ubisoft irá comprar pelo jogo neste formato.

I Am Alive mostra a sobrevivência desse personagem, sem nome, em busca de sua esposa e filha, mas talvez a maior prova de sobrevivência seja o primeiro game em questão, que fez o que pode para chegar nas mãos dos jogadores. Resta saber o quanto se limou da genialidade que o título apresentava quando foi mostrado pela primeira vez em 2008. Abaixo os dois vídeos antigos com a primeira e segunda versão do game, que já não existem mais:

1º Versão do Game (já no limbo)

2ª versão (também no limbo)

Isso também pode lhe interessar

15 Comentários

  1. Sei lá, o trailer praticamente deixa em dúvidas já  a estrutura de jogabilidade é de adventure normal [não-sandbox] mas há algumas brechas q dão a entender q é sandbox. Na verdade fico imaginando se talvez a Ubi não tenha feita alguma coisa híbrida ou nova… [seria interessante.]

    Agora putz, sacangem extrema não ter uma versão de PC… >( >( >(

    1. Talvez tenha destaque justamente por ser via download e mais barato… sem mencionar que não há outro do genero para competir com ele no fim do ano… o que tem em novembro são os shooters massivos…

    1. Amigão se você tivesse prestado um pouquinho mais de atenção, ao inves de perder seu tempo só pra comentar uma inutilidade dessa, perceberia que a noticia da Kotaku BR só foi feita agora as 18h, enquanto aqui no portallos ela tem mais de 3 horas atrás (visto o primeiro comentário do post), ou seja, eu fiz a matéria bem antes da Kotaku BR.

      A inspiração veio lá do VG247, site europeu de notícias por sinal.

      Por sinal, a matéria da Kotaku BR em nada se assemelha com a nossa, não estou dizendo que uma é melhor que a outra, de certo vc só leu o titulo das duas e ficou achando que um copiou do outro… tsc tsc stc

      E para terminar, um site de noticia não pode ter uma noticia que já existe em outro site de noticia? Parabens amigão, tu é um gênio!!

      Ao inves de perder tempo comentando/acusando sobre o que mal tem capacidade de entender, poderia ter opinado em cima do assunto da matéria… mas troll não faz estas coisas, né? que chato…

  2. Nossa, concordo, o primeiro trailer foi muito mais empolgante!!!
    parecia incrivel, depois piorou um pouco, no terceiro chutaram o balde!!!!!

    personagem com uma cara e cabelo generico, zuado… prefiro o primeiro onde aparecia como um funcionario administrativo qualquer…..

  3. Realmente deixou de empolgar um pouco… Mas ainda assim devo jogar assim que sair.

    O gameplay do novo trailer ficou muito parecido com Enslaved, então pode ser que valha a pena (já que vai ser downloadable e portanto mais barato…)

  4. Sei que cada um tem sua opinião ,mas prefiro o jogo como esta atualmente,mostrado no primeiro video da postagem,meu  medo é a história não render,no primeiro video o personagem me passa um tipo de personalidade meio egoísta.A falta de mídia física me perturba um pouco.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.