Assistindo

Terror com jeitinho britânico: The Fades [PdS]

The Fades

E aí pesssoal, como estão? Cá estou eu novamente para comentar mais uma série dessa fall season e mais uma vez falarei de uma série de terror que estreou este ano. The Fades é um drama/terror e aviso logo que se você não gosta do estilo drama/”qualquer coisa” britânico de ser, passe longe disso aqui. Porém, se você gosta, bem, é só continuar lendo.

Paul

The Fades Conta a história de Paul (Iain De Caestecker), um adolescente que desde pequeno tem estranhos pesadelos com o fim do mundo, o que geralmente acaba em cama molhada e dignidade despedaçada. Ele pode ser visto como aquele clichê de menino diferente mesmo, apesar de (ainda bem) não recorrerem aquele velho plot de bullying. A não ser que você conte sua irmã gêmea Anna (Lily Loveless) que mais parece madastra malvada de filme da Disney. E olha que ela é uma das minhas personagens favoritas.

Voltando ao enredo principal, a série começa quando Paul descobre os Fades, espíritos que não conseguiram fazer a passagem e ficaram presos na terra. Porém algo errado está acontecendo com os Fades. Eles estão ganhando o poder de tocar o mundo material, além de uma aparecia de zumbi de “Eu sou a lenda”. E é aí que entram os Angelics, um grupo de pessoas que conseguem ver espíritos, assim como Paul , que acaba descobrindo este fato com uma cena nada amigável de um Fade lambendo o olho de um Angelic. O primeiro episódio já começa mostrando a luta entre os Fades e os Angélics em sua reta final e deixa claro que os Angelics estão perdendo. A partir daí Paul é forçadamente recrutado, pois acreditam que ele é a única salvação do mundo contra os Fades. O garoto ainda começa a descobrir novos poderes, raros entre os Angelics, como por exemplo ganhar asas durando um orgasmo (isso não foi uma piada).

Fade

A série carrega vários clichês do ramo, como por exemplo a luta de Paul ao tentar separar sua vida normal da vida de Angelic. Não preciso dizer que a ele acaba não sendo infeliz em suas tentativas, o que resulta em algumas ótimas cenas dramáticas e de comédia também. As últimas em sua maioria contracenadas com seu melhor amigo Mac (Daniel Kaluuya) o grande alívio cômico, e que mesmo não sendo um Angelic, sabe de tudo o que está acontecendo e tenta sempre mostrar o lado positivo das coisas para seu amigo, mesmo que em sua vida as coisas não andem tão bem assim.

O que me irritou um pouco em The Fades, foi o número de histórias paralelas que nem sempre se ligavam bem com a história principal, dando aquele ar de “enche linguiça”, como por exemplo a do professor Mark (Tom Ellis) e sua ex-esposa ex-Angelic ex-viva Sarah (Natalie Dormer). Confesso que foi um história chata que tomou um grande espaço nos episódios e que no final não serviu para nada. É claro que isso não chega a estragar a série mas certamente me irritou. Já uma coisa que me surpreendeu foi a família de Paul, geralmente a parte chatinha das séries, acabou sendo um dos núcleos mais interessantes para mim. Pode ser pela boa interpretação das atrizes ou simplesmente porque os Angelics são em sua maioria um saco, mas eu realmente gostei do envolvimento da familia de Paul com o mundo dos Fades, além do drama das mudanças que vemos na vida do protagonista durante toda a série.

Anna

The Fades terminou sendo uma série boa nessa fall season. Não vou dizer que foi a maior das maravilhas do universo, mas passou muito longe de ser ruim, só não sei exatamente se eu gostei do final. Não é que eu tenha achado ruim, aliás achei os episódios finais fantásticos, mas as cenas finais, justamente as que vinham sendo premeditadas desde o primeiro episódio, foram meio fraquinhas. pois bem, Mesmo com esse pequeno problema, tivemos uma deixa para uma possível segunda temporada. Ainda não existe nenhuma confirmação de uma mas realmente acho que a série merece mais uma temporada para completar a história. Não posso dizer que teve muitos laços soltos mas certamente deixou aquele gostinho de continuação no ar.

O que assisti essa semana:

Glee: Até que o episódio foi bonzinho mas…estou com tanta saudade da série de comédia. Já estou cansado de drama em Glee.
The X Factor US: Decepção geral com as apresentações dessa semana, com algumas poucas exceções ( Rachel e Melanie nunca me deixam na mão). O meu comentário sobre o episódio nas palavras da sábia Nicole: “Bananas!”
Happy Endings: Ahh, quem não assiste Happy Endings não sabe o que está pendendo. Sério.
2 Broke Girls: Por favor, não façam a maravilhosa Max virar S2 S2 coraçãozinho…
Fringe: Essa temporada está certamente inferior à segunda mas isso não quer dizer que esses episódios não estejam geniais.
American Horror Story: Constance deveria criar um livro de receitas da pura maldade. Além do seu guia de como cuidar e alimentar seu próprio anti-cristo.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Hugo Crisostomo

Viciado em séries e em jogos de RPG. Normalmente sem tempo para nada mas a hora de assistir minhas séries é sagrado! Odeia pessoas que preferem miojo de carne.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.