Assistindo

Suburgatory | Boa pedida na entressafra! (Impressões)

Com ótimo elenco e cenas exageradas, se mostrou uma ótima surpresa!

Estava em casa, nesse período em que se fica em casa sem nada para fazer. Todas as minhas séries usuais estão paradas até o ano que vem. Então, resolvi experimentar. Como curto muito essas séreis que têm narração em primeira pessoa, resolvi verificar Suburgatory.

A atriz que faz a protagonista Tessa Altman, Jane Levy, é simplesmente encantadora e cativamente. Parace mesmo uma garota de 15 anos bem esperta – não ao estilo “espertinha”, do tipo Gilmore Girls, sabe? com um humor ensaiadinho e nojentinho (tudo no diminutivo mesmo).

Sobre a série propriamente dita: o pai de Tessa, interpretado pelo ator Jeremy Sito (que fez também Law & Order), acha um pacote de camisinha na gaveta da menina, surta e resolve mudar para o subúrbio, com a intenção de estar em um ambiente mais seguro para criar a filha. Só que o subúrbio é cheio de mulheres com botox, pessoas com princípios superficiais e esquisitas, com dinheiro de sobra e tempo também.

O elenco, na verdade, é uma atração à parte: todos parecem ser genuinamente nojentos, sabe? Seja os com algum problema de comportamento, os excessivamente estúpidos, bonitos, enfim, todo o excesso é bem interpretado.

A vida dos dois em casa é ótima, gerando até boas “cenas de ação” quando tentam fugir dos vizinhos mais loucos. Aliás, é no exagero que a série ganha: pelo menos que quero acreditar que tudo aquilo é exagerado demais. Não deixa de ser ainda uma crítica ao estilo americano: todos branquinhos e perfeitos em suas famílias perfeitas, mas, sem personalidade.

A série pode pegar os adultos de surpresa, pois tem um certo apelo mais jovial. Mas, entrando no clima, fica difícil sair. É leve, descontraída e ainda assim inteligente. É do mesmo nível de outras séries que fazem muito sucesso, mas que têm apelo maior com o público em geral.

Então, eu indico que olhem sem preconceitos. De preferência, fujam do canal de exibição no Brasil, Warner Channel, que corta as cenas no meio com a sua avalanche de comerciais a cada 5 minutos, praticamente! Afinal, você tem que dar um intervalo de Skyrim de vez em quando e fazer alguma outra coisa com sua televisão/PC!

Isso também pode lhe interessar

Pedro Duarte

Jornalista apaixonado por todas as coisas que existem. Deve ser isso! Não há nada de novo que não demonstre interesse imediato em conhecer: ler, assistir, escutar, experimentar. Tentando viver um pouquinho de tudo por dia e passar a experiência aos nossos leitores!
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.