Japão

DBZ: Episode of Bardock | Um especial nem tão especial assim!

Bardock, o verdadeiro lendário Super Sayajin? Bah….

Poxa vida… fim de ano chegou, mas nada mudou por aqui, o tempo continua escaço demais e as minhas férias ainda não tem data para chegar e dar uma folga nessa rotina. Com isso continuo dosando as minhas atividades nerds do jeito que dá. Na verdade elas se resumem ao tempo em que eu me dedico para games ou animes, tudo o que vier depois disso acontece de eras em eras, mas ultimamente estou sendo forçado até a escolher entre um ou outro. E como no fim de semana passado terminei de devorar Assassin’s Creed II (rumo a Brotherhood), fui dar uma olhada na web e ver o que ando perdendo do outro lado da moeda. Acabei me deparando com um especial do Bardock que saiu esses dias lá no Japão e.. sinceramente, QUE SACO. Li por aí que o OVA é fruto de uma publicação especiai de 3 capítulos da Shonen Jump com uma história envolvendo uma viagem ao passado feita de forma involutária pelo pai do Goku no exato momento em que ele foi atingido pela explosão que destruiu o planeta Vegeta, naquela cena clássica do Freeza e os seus “laranjas” assistindo tudo de camarote. O OVA tem 19 minutos e nem vale muito o seu tempo, mas só para garantir temos SPOILERS a frente, ok?

A desculpa para mais uma história solo do pai do Goku foi revelar que ele é sim de fato o verdadeiro lendário Super Sayajin que tanto foi falado quando a saga do Freeza rolou. Assunto velho, mofado e quase enterrado. No tempo em que a internet não era a minha segunda morada, a saga do Freeza nos mostrou o óbvio com a transformação do Goku, depois veio a saga do Cell e os cabelos dourados viraram festa e aí quando a gente achou que estava tudo certo, veio aquele filme fraquíssimo do Brolly dizer que tudo o que a gente achava do assunto estava errado. Mas nesse OVA perdemos cerca de 5 minutos para engolir uma breve relação de amizade entre Bardock e um alienígena que se importa com ele mais do que deveria, e quando os homens de Chilled, uma cópia descarada do Freeza com a desculpa de ser seu antepassado, invadem a vila do mesmo e começam a destruir tudo, Bardock arranja motivos para se encher de raiva e despertar os seus poderes de Super Sayajin bem a tempo de salvar o dia. Coisa que chega a ser engraçada se você for parar para pensar, porque se ele se emocionou tanto ao ponto de se transformar defendendo uma raça que ele não conhecia, porque o mesmo não ocorreu quando Freeza varreu os Sayajins do mapa? (ponderem crianças) E o resto é fácil de resumir, Chilled voa pelo espaço depois de medir forças com Bardock e obviamente perder, nem mesmo no desfecho do especial conseguiram fazer alguma coisa diferente do que já tinhamos visto. Foi praticamente a premonição toda coreografada da morte do Freeza que viria a acontecer anos depois. Aliás o Chilled devia ter gravado tudo e deixado de recordação para o irmão mais novo se precaver, mas não, ele termina o OVA agonizando e apenas suplicando aos seus soldados ”mela cueca” que avisem aos outros membros da família sobre o perigo do guerreiro de cabelos dourados, o Super Sayajin. Wooooow…

Fica meio absurdo depois de tanto tempo, mas isso explica de onde o Freeza tirou aquela história de temer o Super Sayajin desde o começo da saga. No mais, OVA bem fraquinho, só serviu mesmo para babar de novo na qualidade da animação e imaginar a possibilidade de um remake de Dragon Ball. A série clássica tem seu indiscutível charme aos moldes antigos da animação japonesa e eu continuo curtindo ela do jeito que está, mas eu não paro de pensar que às vezes existe uma vontade contida dos japoneses em refazer tudo do zero, com começo, meio e fim. Talvez por algum receio no retorno financeiro isso ainda não tenha acontecido, e assim eles seguem testando esse sentimento de nostalgia no público, entregando tudo aos poucos, em suaves prestações. Dragon Ball Kai por exemplo na minha opinião não foi a tão sonhada volta triunfal da série à TV japonesa, de bom mesmo só me lembro das aberturas refeitas, até as músicas grudentas eu dispenso. Esse ano Dragon Ball Ultimate Tenkaichi fez o mesmo com algumas cenas reproduzidas ao longo do modo história. Ainda não terminei o jogo, mas fiquei maravilhado com a qualidade da cena em que o Piccolo morre tentando salvar o Gohan no começo da invasão dos Sayajins, ficou linda demais. Infelizmente não refizeram tantas cenas quanto eu gostaria, daria um filme e não um jogo, eu sei, mas quem é fã ligaria mesmo pra isso? E agora esse especial só reforça a idéia. Quanto tempo vai levar para Dragon Ball receber o remake que tanto merece? Inteiro, na integra e não em migalhas?

Se você não concordou com nada do que eu falei aqui ou só ficou curioso para ver essa pérola, é só dar um pulinho na PUNCH Fansub ou dar uma espiada no vídeo aqui embaixo caso você saiba falar japonês. A imagem que abre essa postagem foi retirada do deviantART e é de autoria da usuária Gothax.

Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.