Jogando

Dorkly Bits: Quando Pac-Man conhece Skyrim!

Por enquanto eu estou correndo de dragões, obrigado!

O que tem de tão bom em Skyrim? Eu queria perguntar, mas sigo me contendo ou vou acabar pegando o jogo, criando um personagem e me afundando em side quests intermináveis que não farão muito bem a minha quase inexistente vida social. Como eu cheguei a essa conclusão sem ter jogado o game por mais de 30 minutos pelo menos? Simples, quando você vê o nick da Dakini pendurado na PSN desde o início da manhã até o fim de uma tarde de sábado jogando um único game é porque tem algo realmente viciante rodando no PlayStation 3 da moça. Quando o fórum secreto da equipe é inundado por milhões de floods sobre casamento e dragões em Skyrim e não as partidas multiplayer de Gears Of War como é o costume, isso também é um sinal de que a quarentena promovida pela Bethesda é mais devastadora do que se imagina. Quando você passa na Kotaku e dá de cara com um jornalista ponderando sobre uma hipotética falência da economia norte americana por conta de longas jogatinas em Skyrim, é razão mais que suficiente para desconfiar que existe alguma mensagem subliminar poderosa nesse título. Quando a Hatsune Miku vira mod do jogo na versão PC, ai a coisa fica ainda mais preocupante por sabermos que os japoneses também não foram fortes o bastante para resistir a esse fenômeno. E quando até o Pac-Man resolve jogar tudo para o alto afim se tornar um Dovahkiin e viajar pelo mundo sem sair do sofá, isso é mais do um aviso, é uma ordem expressa para que você corra para a colina mais próxima do seu domicílio caso queira dar atenção ao resto dos jogos que estão pegando poeira na sua prateleira.

E isso porque o jogo é puro single player, imaginem se fosse totalmente online.

Créditos pelo vídeo original à Dorkly Bits, a tradução foi feita pelo pessoal da TV Legenda.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios