Conversa de Mangá: D.Gray-man 212 – Searching for A.W. / Calling for You

Capítulo Searching for A.W. / Calling for You já está na web!

Capítulo lido no Manga Stream, e cuidado com spoilers depois do continue!

Capítulo muito bom de DGM, finalmente reunindo Allen a Kanda e Johnny. Na verdade, eu diria que teria sido um capítulo apenas “bom”, mas o final com o Link aparecendo fez “a” diferença! Comentei no CdM passado que toda essa coisa do Lvellie ter escondido do mundo que ele não tinha sido morto pelo Apocryphos era importante, assim como misteriosamente conectado à “salvação” do Allen. Como tinha sido surpreendente o ato do Lvellie implorar de joelhos ao Zu para salvar o Link, etc. Enfim, querem ler, vejam o CdM anterior, haha. Ah, e a Cristhal comentou uma coisa bem interessante sobre isso, dizendo que talvez essa mudança de comportamento se deva à tal verdadeira guerra oculta que o Cross havia mencionado e que o Bookman esconde tanto. Faz sentido.

Continuo com aquela impressão de que os mais malvados desse mangá são os superiores da ordem, aqueles que se vestem de Bispo, etc, que vimos nuns capítulos mais pra trás, sem qualquer sentimento aparentemente. Não acho que sejam os Noah… nem a Innocence. O Conde é que não sei onde se encaixa, por enquanto. Mas voltando ao capítulo, quer dizer que a Innocence do Allen continua querendo salvá-lo? Isso de novo me lembra aquela história do Coração que a Hoshino nunca mais tratou no mangá. Hum. Allen questionando o Kanda sobre o Alma foi bem triste também, meio que rolou um flashback na minha cabeça. Queria que o Allen contasse sobre a verdadeira alma do Alma… mas sei que não vai fazer isso. Ah, e sou só eu que meio que torço pro Neah tomar conta? Não permanentemente, é óbvio, mas essa situação atual é meio Hollow Ichigo de Bleach, lembram? Eu gostava daquela coisa descontrolada. Se bem que não acho que o Neah seja descontrolado, haha. O mais legal mesmo seria ver o Allen vencer o Neah, mas dominando-o, tipo absorvendo-o, com memórias e tudo, e ainda assim manter o poder da Innocence. Isso sim seria foda!

Isso também pode lhe interessar

7 Comentários

  1. Acho que ninguém comentou ainda.
    Bom…eu comecei a ler D.G.M. depois do CDM passado e li tudo, mesmo.
    A série é boa mas sinceramente parece um misturado de Fullmetal Alchemist com Naruto e mais uns mangás POP no meio da sopa.
    A diferença é que trata de um elemento que sempre desperta curiosidade de quase todos inclusive de quem não gosta: a Bíblia!
    Nessa série em especial dá pra entender muita coisa e pra quem conhece história, e a história da Igreja Católica, entende muita coisa que tentam inserir no mangá. Não vou falar mais disso pra não ganhar pedradas nem a antipatia de ninguém.
    Mas concordo vêemente com a Dakini (acertei? eu sempre confundo onde fica o ‘KI’). E eu comecei a ler por sua causa mesmo.

    Os Noah são maus? Sim, eles são. Mas não só eles. Embora ache que D. Gray Man seja meio sopa demais pro meu gosto, esse tipo de ambiguidade achei legal. Gostei mesmo.
    Outra coisa, acho que no final das contas a personalidade do Allen vai ser meio que igual a do Nea, o Allen vai acabar sendo tipo ele criança, e não vai ter diferença. É uma solução meio ‘bláh’? É, mas para todo mundo que aprendeu a gostar do Allen vai ser difícil se ele sumir de vez. Ainda mais por que provavelmente eu e a Dakini não somos os únicos querer ver a outra personalidade voltando.

  2. Também sou uma, que quero ver a personalidade do Neah aparecendo; porque ela me parece tão divertida quanto os personagens Tyki Mikk e Road. A personalidade do Allen, é um pouco difícil de definir; eu gosto dela, mas ela tem nuances que as vezes não dá exatamente para comprender. Creio que seja, porque não conhecemos todo o passado dele, a não ser alguns flashbacks. Essa dualidade pode gerar uma mistura das duas personalidades ou a um acordo entre elas.
    Além disso, talvez alguns dos mistérios comecem a ser revelados, quando isso acontecer…

    Gostei de ver a luta de Allen para tentar manter a consciência. E depois a discussão dele com Kanda… Link aparecendo foi bom, fico pensando como ele poderá ajudar Allen…

  3. Tenho um grande fraco por heróis sendo possuídos e lutando no subconsciente, tomara que aconteça isso com o Allen. Kanda lembrando de Alma foi triste, mas o Allen e o Johny chorando foi divertido.

    Link vivo, o que ele fará agora? Se unirá a Allen? Vai vigiá-lo das sombras?

    Tomara que tenha um futuro flash-back contando a estória do Conde e quem seriam o falso deus e o verdadeiro deus (o deus dos Noahs). XD

  4. Estou pensando em acompanhar esse mangá. Mas vale a pena mesmo? A qualidade artística é fantástica e tudo bem feito. Mas fico com o pé atras de ser lançado mensalmente e não sei o enredo da trama.

      1. Eu comecei a acompanhar o mangá no final do ano passado, e não me arrependi! Achei a história bem interessante e a arte dele também é boa… Quanto a ser mensal, com o tempo você se acostuma!

  5. Continuo gostando da maneira como a Hoshino está tratando os conflitos internos do Allan com o 14º, que consegue ser facilmente a parte mais intrigante do mangá, para mim, sem chegar a ser monótono ou coisa do tipo. E nesse capítulo nem se fala. Ver a inocência do protagonista protegendo-o mais uma vez não tem preço.

    Quanto ao Link estar vivo, eu meio que já esperava por isso, portanto não me surpreendi muito. Também estou reparando mais no Kanda como personagem, depois de sua história com o Alma e tal, que não tinha como não criar uma proximidade do personagem com os leitores. Gostaria também que não demorasse muito para o retorno do Apochryphos, pois gostei muito dele. ^_^

    Agora é espera pelo próximo capítulo. De acordo com o Mangatream, parece que não terá D. Gray Man na próxima edição. Se for verdade é uma pena, mas que isso sirva para a autora caprichar ainda mais seu mangá. 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.