Espiões e Religião em Civilization V?

Um panorama do que vêm por aí na expansão!

Sou jogador de Civilization desde o primeirão, aquele com gráficos impecáveis, depois de ter quebrado meu CD do terceiro game sem nunca ter jogado até então… Mas esta história fica para outra hora.

Civilization V veio renovar a franquia trazendo vários elementos novos e meio que deixando de lado alguns que ele havia assumido em games passados, como foi o caso dsa religião no IV e da espionagem no I (e no II? Não estou certo…). Mas a Firaxis mostrando que não havia esquecido destes elementos, nos apresenta a grande expansão: Sid Meier’s Civilization V: Gods & Kings que retoma estas novas mecânicas trazendo um novo sabor ao game que já era genial.

Se Civ V, já era complexo e com uma grande curva de aprendizado, o que dizer de uma expansão que procura adicionar estes elementos que ao que tudo indica devem modificar e muito o decorrer das eras? Isso porquê a religião por exemplo terá um grande papel de destaque mais para o início do jogo até perto da Era Moderna, enquanto a Espionagem no game é modelada para surgir depois. Ambos os estilos levam a experiência gamística para outro patamar, pois temos diversos modos de executar as novas ações, sendo assim, fazendo com que o game consiga doses mais altas ainda de replay.

Nexta expansão, constará 11 religiões. O uso de religião traz vários benefícios in-game, como a fé, recurso que deve funcionar de forma similar ao cultura e ciência que já existem no game. Já com a espionagem, ao contrário de jogos passados, não é possível treinar a unidade, mas sim ganhá-la em tempos específicos. Esta unidade pode ganhar nível de acordo com missões de sucesso, o que é um fator que faz com que nos preocupemos na eficácia da missão, além, é claro da repercussão. E além disso, se um espião for capturado, ele pode revelar informação para a civilização rival. Wow!

Além de todos estes fatores que envolvem novas mecânicas, temos ainda aquele tradicional conteúdo extra que faz a alegria de muita gente, como eu, que gosta de diversidade na hora de jogar. Temos nove novas civilizações e seus respectivos líderes. Dois novos modelos de cidade-estados, religiosas, claro, e mercantilistas. E por falar nisso, elas agora vão desempenhar um novo sistema de missões e também maior relevância estratégica.

Ainda temos 27 novas unidades para tocar o terror nos campos de batalha, 13 novas construções e 9 novas maravilhas. Fora o combate naval que agora estará aprimorado e agorá contará com um Grande Almirante e unidades navais de combate melee.

Enfim, dá pra ver que esta expansão está adicionando MUITA coisa, e vai de encontro com essa nova fase de expansões curtas que a indústria dos games está vivendo hoje. Mérito para a Firaxis, que ainda mesmo que havendo esses DLC’s teve a boa vontade de lançar tanto conteúdo novo assim para nós, players. Devo dizer que estou muito ansioso para jogar este novo capítulo e presenciar mais daquelas partidas épicas que só games como Civilization e Age são capazes de criar!

Isso também pode lhe interessar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.