Opinião | A decepcionante "lenda" de Korra

Contém spoilers e críticas severas à série.

Eu gostei muito do primeiro Avatar. A história era boa e lidava com temas moralmente ambíguos de forma excelente. Os personagens, ainda que alguns parecessem a princípio serem alívios cômicos, tinham profundidade, fosse na caracterização ou nas motivações, e suas histórias de fundo faziam sentido e ajudavam a explicar suas jornadas pessoais. The Last Airbender pode não ter sido perfeita, mas com certeza foi uma obra merecidamente memorável. E eis que foi anunciada a sequência e eu fiquei animada. Aquele universo rico seria mais explorado, novos personagens conquistariam nossos corações, novas tramas nos envolveriam, certo? Infelizmente, não foi isso que aconteceu.

bolin

Se eu tivesse que indicar o principal fator que fez a qualidade de Korra decair, eu teria que apontar o romance. Pra quê fazer triângulo amoroso? Pra quê perder tempo com esse tipo de trama quando se poderia focar no plot dos equalistas? O romance entre Korra e Mako não foi simplesmente algo irritante de se assistir, mas também prejudicou os próprios personagens e feriu o restante do quarteto principal. Mako se apaixonou por Asami (uma boa personagem que deveria ter sido melhor aproveitada) e começou a namorá-la, mas foi só seu irmão demonstrar interesse em Korra que o dobrador de fogo quis impedir o romance dos dois. É correto reconhecer que Korra errou em tentar algo com um rapaz comprometido (seguindo o que deve ter sido o pior conselho amoroso que eu já vi em uma série com apelo juvenil), mas Mako retribuiu o beijo e o coração partido de Bolin foi tratado como piada. De fato, a culpa de Mako e Korra não é endereçada, eles são facilmente perdoados e não parecem ter aprendido nenhuma lição valiosa, a menos que a lição seja “tudo bem partir o coração do seu irmão e da garota que não só foi uma ótima namorada como também acabou de perder o pai para uma revolução se for em nome do verdadeiro amor”. E não é estranho que Mako tenha permanecido relativamente calmo quando seu irmão foi sequestrado, mas ninguém questionou o súbito desespero dele quando sua não namorada despareceu?

Além do problema do romance, LOK sofreu com vilões unidimensionais, com a possível exceção de Tarrlok. Enquanto na antiga série víamos pessoas da Nação do Fogo que eram boas, nenhum equalista foi representado de um modo não fanático. O próprio Amon, que parecia ser um vilão interessante, teve uma história de origem que não explicava satisfatoriamente suas habilidades (como dobra de sangue tirava a dobra das pessoas? Como a Katara, a melhor dobradora de água do mundo, não foi capaz de reverter isso?) e ainda foi reduzido a um personagem clichê do tipo “justiceiro incompreendido com passado trágico”. E tudo isso sem comentar a inacreditável série de Deux Ex Machina do final do primeiro Livro.

Apesar de tudo, havia esperança para o Livro 2. Teríamos uma temporada focada em espíritos e nas relações entre as tribos da água. Tínhamos o potencial de ver um conflito de visões de mundo entre Unalaq e Tonraq (espiritualismo x materialismo) e testemunhar o desenvolvimento dos demais personagens. Em vez disso, Unalaq foi facilmente vilanizado como conspirador e usurpador do trono do irmão. Como se isso não fosse suficiente, Eska, que poderia ter sido uma antagonista para Korra (ela poderia ser inconformada pela prima ser a avatar e achar que merecia aquilo mais do que ela, por exemplo), foi reduzida a “interesse amoroso” do Bolin e alívio cômico… porque deve ser muito divertido ver uma pessoa sufocada por um relacionamento abusivo e apavorada pela própria segurança enquanto seu irmão e amigos não fazem nada para ajudar ou sequer se compadecem de sua situação… a menos que se considere o conselho de Mako, comparando terminar um namoro com arrancar uma sanguessuga (se alguém era sanguessuga naquele relacionamento, não era a Asami!) como ajuda.

mako

Enfim, o grupo retorna a Republic City e Korra tenta em vão conseguir ajuda militar para o Sul. É importante frisar que, mesmo que os métodos dela não fossem os melhores, pelo menos ela tinha a justificativa de estar preocupada com a segurança de sua família, que poderia ser morta. E Mako sabota o plano da namorada por ser ele um policial respeitável… okay, vamos analisar isso direito. A tribo de Korra havia sido invadida, o pai dela era um fugitivo que poderia a qualquer momento ser capturado e morto (já que não há mais razão para Unalaq fingir clemência), muitas outras vidas poderiam ser perdidas, e Mako colocou seu dever como policial acima da preocupação de Korra com sua tribo e sua família. Depois disso, espera-se que Korra se indigne com tamanha traição e termine o relacionamento, certo? Errado! Mako termina com Korra (!), ela vira a mesa dele em revolta (!!), pilota um barco para a Nação do Fogo sozinha enquanto chorava pelo relacionamento perdido (!!!), é atacada por Desna e Eska, a qual a acusa de roubar seu marido Bolin (!!!!) e depois é atacada por um espírito e acaba em uma ilha de monges do Fogo sem memória (!!!!!!!!!!!!!).

Eu poderia gastar alguns parágrafos falando da tendência dos roteiristas de usarem os clichês da ex-namorada maluca e da irracionalidade feminina (Katara, volte e chute o machismo dos roteiristas desse show!) ou do fato de eles acharem que para Korra se desenvolver enquanto personagem todas as experiências dela devem ser esquecidas. Mas o problema é pior! Os demais personagens de LOK estão sendo retratados mal para fazer Mako parecer bom! Temos a antes brilhante Lin se negando a ver as evidências que o “pobre” Mako tenta incansavelmente mostrar. Vemos Bolin se tornando um babaca embriagado pela fama (não é como se ele já fosse um atleta famoso antes, né?) e que não consegue diferenciar o personagem que interpreta da vida real, chegando ao absurdo de beijar à força uma atriz amarrada a uma mesa e não ver nada de errado nisso, e a cena incômoda, é claro, é tratada como algo engraçado. A desconstrução do Bolin é a coisa que mais me enfurece nesse segundo Livro. Para quem esperava que o personagem iria finalmente se revoltar pela maneira rude com que Mako o trata, surpresa, ele de fato se revolta! Bolin joga na cara de Mako as coisas que fãs inconformados como eu queriam ter dito pessoalmente. E isso foi um momento importante para o amadurecimento de Bolin, em que ele entende que precisa ter amor próprio e não tolerar ser maltratado pelos outros, certo? Não! A cena foi construída para que Bolin parecesse um cretino e o “pobre e incompreendido” Mako parecesse a vítima!

asami

Não se iludam pensando que as coisas não poderiam ficar piores, ainda falta falar de Asami. Ela foi a maior vítima da temporada passada e, vamos falar sério, ela não tinha razão nenhuma para continuar sendo amiga de Mako e Korra, o que seria totalmente compreensível! Mas o plot precisa de alguém que saiba pilotar aviões e barcos, então Asami se faz necessária. Vemos nesse Livro a garota desesperada para salvar a empresa de sua família, o que é estranho já que ela é predominantemente passiva nessa nova temporada, seguindo ora as orientações de Varrick ou de Mako, sendo que o último é simplesmente a última pessoa no mundo em que ela deveria confiar! E, claro, Asami está tão desesperada que ela não vê problema nenhum em construir armas para serem usadas em uma guerra ou se aliar a membros de uma gangue… apesar de ela ter cortado relações com seu pai na temporada passada por ele estar envolvido em uma revolução que feriria inocentes, tudo porque ele tinha rancor de todos os dobradores pelo fato de uma gangue deles ter matado a mãe de Asami.

Para coroar a perversidade do tratamento da personagem, os roteiristas acharam que era uma boa ideia que a mesma tivesse um momento de fraqueza e beijasse Mako. Afinal ele a estava ajudando quando a convenceu a se aliar com membros de uma gangue (aliás, os pais do Mako também não foram mortos por gente assim? Os roteiristas simplesmente se esqueceram disso ou não se importam mais?). Como Asami resistiria beijar o gentil e dedicado ex-namorado que a havia traído e enganado não muito tempo atrás, não é?

Talvez aconteça algum milagre e a qualidade retorne para o show. Ou talvez a qualidade continue em uma vertiginosa queda livre, não há como saber. A Lenda de Korra, sobretudo nesses último episódios, me fez querer atirar meu computador contra a parede, mas felizmente eu não cedi à tentação. Afinal, é nele que vejo os novos episódios de Hora de Aventura e outros bons shows que sabem contar uma boa estória e respeitam seus personagens.

korra

Isso também pode lhe interessar

70 Comentários

  1. assistir a LOK ate faltar mais ou menos um ou dos episodios pra concluir a primeira temporada! entao parei com a serie e todos os motivos de ter parado com ela foi na maioria os motivos que voce citou! a LOK tem uma boa animaçao e ate mesmo o enredo apesar de cair no clichê nao é de todo mal isso se ela fosse uma obra isolada, mas sendo a continuação do primeiro avatar a historia decepciona e muito, principalmente pela falta de ousadia e os personagens fracos!

    1. LOK não respeita o princípio básico de que os personagens são a alma da história e os distorce de modo a fazê-los se encaixar no enredo, quando é o enredo que deve se encaixar aos personagens. Isso chegou ao cúmulo do absurdo no livro 2, principalmente em relação a Bolin e Asami. Pelo que eu soube, muitos dos escritores do primeiro Avatar não participaram de Korra e talvez isso explique o que aconteceu com a série. A audiência da mesma também está caindo nos Estados Unidos em consequência de uma mudança de horário e dia e da insatisfação da maioria dos fãs. A lenda de Aang não se consagrou só por qualidade técnica, mas principalmente por apresentar um enredo magnífico e personagens complexos, bem construídos e em constante evolução, o que a continuação está devendo.

      1. Você devia voltar a ver e terminar toda a série, passa isso que ela passou? Passa, mas o final é totalmente surpreendente, e dá pra ver em como a Korra cresceu. Parar de assistir por causa de um texto significa que nem ao menos queria ter visto, é ridículo. O enredo da história se consagrou divinamente vendo em que cada livro, haviam pessoas tentando mudar a ordem do mundo. Passa uma mensagem incrível e o casal final vai com toda certeza te surpreender. Assistam, sério, vale muito a pena. E se não assistirem estarão perdendo uma história incrível.

        1. O casal final varrique e a zum lin, agora TAM falando que a korra e lésbica só pq ela sorriu e pegou nas 2 mãos da asami, to nem aí se a korr a e lésbica ou não, eu não acho que a korra seja lésbica, mais de toda forma, e só esperar a continuação do anime que vai ser quadrinhos, la o cara que vai continuar o anime em quadrinhos fala que vai falar sobre o relacionamento de korra e asami, to louco pra ver os quadrinhos aí vamos saber se a korra e lésbica, ou nao, se vcs quiserem saber mais sobre a continuacao do anime, e só colocar a lenda de korra vai ter continuação, aí vai aparecer a lenda de korra terá continuação em quadrinhos aí quando vcs clicarem lá vcs vam ver essa notícia que eu falei só que de um jeito mais claro.

  2. Em todos os lugares só vejo elogios para a série, principalmente em reviews de sites grandes. Não concordo com nada do que foi escrito acima, achei a primeira temporada fantástica, achei melhor do que The Last Airbender que já é bom demais, mas tem muito episódio pra encher linguiça. O livro 2 ainda não deslanchou, mas está bom também.

    1. Tá, mas porque exatamente você discorda? A autora do texto acima (que achei genial) deu mil fatos e acontecimentos/dados para exemplificar porque LOK é ruim (e é ruim pra cacete). Qual o seu motivo de achar o desenho bom? Por que muita gente está dizendo que é bom?

      1. Termine de ver todos os livros e depois diga se realmente é ruim, não viram nem metade e já se acham no direito de julgar totalmente ruim, e se ainda acharam muito ruim, é porque não entenderam a idéia passada.

    2. Parei no “melhor que The Last Airbender”. Comparar o enredo bem elaborado e os carismáticos personagens do primeiro Avatar com essa série para menininhas pré-adolescentes. Vai dormir, mano.

  3. Eu vi apenas a primeira, a segunda espero terminar pra pegar tudo. Mas só de ler sua opinião já concordo em 100%. O romance e maniqueísmo, junto com personagens pouco carismáticos foram o que colocaram essa nova série em um abismo profundo de qualidade para mim.

    parabéns pelo texto, muito pertinente e sincero, em meio a um turbilhão de fanboys elogiando.

  4. Excelente texto e concordo em gênero, número e grau…
    Quando foi anunciada a continuação de Avatar: The Last Airbender eu me empolguei muito, pois adorei a série, os personagens, o enredo, a qualidade da animação, etc etc…
    Sendo sincera, eu gostei muito dos primeiros episódios de LOK, foi empolgante ver como o mundo de Avatar evoluiu, a questão da dobra de Metal, da geração dos filhos dos personagens da Lenda de Aaang.. Devo dizer que até o 4 episódio +/- a série estava cumprindo as expectativas.. Mas depois a coisa começou mesmoa a decair… Certamente o personagem que mais me irrita é o Bolin, pela falta de uma personalidade do personagem como um todo, ele está lá simplsmente pra tapar buraco… Ainda estou assistindo os episódios da segunda temporada, mas não tenho muitas expectativas mais para o desenho…

    1. Eu gostava do Bolin e achava que ele tinha um grande potencial como personagem. Ele era um bom amigo, uma pessoa gentil e agradável. Mas o roteiro o reduziu a alívio cômico e alvo de chacota, e em vez de investir tempo desenvolvendo-o, preferiu focar no triângulo amoroso. E a segunda temporada afundou ainda mais o personagem, como se precisasse ridicularizá-lo ou torná-lo um cretino para fazer o Mako parecer o irmão maduro e legal. Atualmente é difícil gostar de algum personagem do show.

  5. Faltou um ponto a ser criticado: a própria Korra. O que mais revolta em LOK é a forma como a personagem é mostrada. Uma hora ela é a rebelde que quer fazer tudo da maneira dela e dane-se o mundo se ela estiver errada, na outra ela é uma garotinha besta que se ampara no primeiro que aparece e concorda com as imprudências dela quando amigos de verdade como o Tenzin discordam, e a pior de todas é quando ela fica submissa a manipulação e esquece que ela é a Avatar e pode tocar o terror ali que ninguém conseguiria ir contra.
    Korra não é cativante e não impõe respeito.

    1. A pior parte é que se a narrativa trabalhasse os defeitos da Korra de modo a fazê-la amadurecer, ela não incomodaria tanto. Mas Korra continua sendo tão imprudente e impaciente quanto no começo da história. Ela conquista as coisas sem grande esforço ou desenvolvimento mental (não me conformo com a forma com que ela adquiriu a dobra de ar e como o Aang entregou os demais elementos e a dobra de energia para ela) e parece apenas externar ser uma personagem forte para esconder o fato de que ela não tem muita profundidade, o que é um problema generalizado entre os personagens.

  6. Na minha opinião quem critica tão ferrenhamente essa serie é porque não assistiu nenhum capitulo ou simplesmente é muito burro para entender todo o contesto da trama.

    Resumindo a serie é muito boa especialmente os capítulos 7 e 8 que conta a origem do ciclo avatar.

    1. Fácil chamar os outros de burro ao invés de apontar acertos da obra ou de negar críticas em função de um aspecto esquecido ou mal observado

  7. Acho q deu muito enfoque ao namoro, e principalmente a esses jogos, a falta de um vilão central, como o senhor do fogo, prejudicou eu acho, mais a parte que mais gosto, é quando mostra os personagens do primeiro avatar adultos, uma mistura de um sentimento saudosista com a descoberta do novo, isso foi muto bom….

  8. Só li a parte referente à 1ª temporada, já que ainda não assisti a 2ª (estou esperando sair dublada), e vou comentar somente sobre ela.

    Concordo com tudo em relação ao triângulo amoroso – foi ruim, mas não me incomodou tanto a ponto de achar a série ruim.
    Achei todo o resto da série bom, uma boa continuação para A Lenda de Ang, não tão boa quanto, mas competente.

    Depois que assistir a 2ª temporada comento o que achei

  9. Keila…eu abri o artigo pronto pra brigar contigo, mas kkk vc tem razão em tudo…mas em tudo mesmo. Acho que a primeira temporada foi interrompida….começou boa e do nada: Olha terminaremos no episódio 12, então…eles lutam e acabam, fim, até+
    Chega no livro 2, a história do primeiro avatar foi ótima, e a animação me agradou muito, mas também poderia ter sido um arco.
    A principal falha da série é a banalização das dobras avançadas. Hj em dia diversos dobram metais, dobradores de fogo liberam raios sem problema algum e até a dobra de sangue foi banalizada.
    Lembro das histórias da série do Aang, dos 2 amantes que aprenderam a dobra terra, do rei Bumi escorregando em Omashu (acho que era esse o nome) e até os romances eram bons…
    Korra tem boas cenas, mas realmente, é BEM inferior à primeira série.

  10. Devo concordar, os ultimos episodios estão melhores até pq tem um tempo já que a cidade republica nao aparece, sinceramente acho que korra nao deveria ficar com mako, pois ele é um babaca, e deve-se notar algo tambem, os personagens do last airbender eram pré-adolescentes e eram muito mais responsaveis do que os da lok que são 'adultos'

  11. Eu gostei das duas séries de LOK concordo em algumas partes do texto,não me conformo com oque fizeram com a Asami a guria aguenta tudo sem questionar nada.. Nem um tapinha na cara do Mako '-' kkk mas eu gostei muito da continuação achei tão legal ver os filhos de aang mesmo porque eu acompanho a lenda aand a muito tempo mesmo hahaha não tenho muito o que criticar o final foi bem bacana,concordo tmb que os personagens deveriam ser melhores aproveitados (Asami sai dessa vida garota) mas a série em si..amei *-*

  12. odo esse Livro foi sobre o crescimento de Korra como personagem – e não só ela, como Tenzin também. Ambos foram confrontados com os legados de seus antecessores que estavam controlando suas ações. No final, Korra soube que ela deveria ser sua própria pessoa, e Tenzin percebeu que nunca seria como seu pai, porque ele é Tenzin, e não Aang.

    A Lenda de Korra nunca será como A Lenda de Aang, porque não é A Lenda de Aang; é A Lenda de Korra.

    Aang teve sua chance…

    …agora é a vez da Korra.

  13. odo esse Livro foi sobre o crescimento de Korra como personagem e não só ela, como Tenzin também. Ambos foram confrontados com os legados de seus antecessores que estavam controlando suas ações. No final, Korra soube que ela deveria ser sua própria pessoa, e Tenzin percebeu que nunca seria como seu pai, porque ele é Tenzin, e não Aang.

  14. concordo tbm os personagens ficaram muito rasos em comparação com a lenda de aang muito mais foda! O que ainda me prende na LOK é a animação continua incrível os movimentos das dobras, os efeitos, os poderes é bem contagiante as lutas assim como no primeiro.

  15. Ps: tbm odiei a forma como ela conseguiu dobrar o ar. Se fosse pra escolher a pior coisa da serie ate agora seria isso. Poderia ser bem mais interessante se esta dificuldade se estendesse ao longo da historia e ela só conseguisse dobrar o ar nos últimos livros

  16. Não vejo em nenhum momento esse crítico dizer algo positivo de Korra, o jeito que ele conota as coisas é de uma forma tão negativa que não consigo entender como um membro do grupo deixa um post desse dizendo que alguém entende a forma que ele também acha, acho que pra achar como foi dito na crítica é a mesma coisa dizer "Não gosto de korra, é detestável". Sou totalmente contra essa crítica porque não vejo equilíbrio, além de apenas lançar spollier, só diz pontos que realmente são pontos fracos. Pra mim, a trama de Korra é algo muito mais dramático e profundo do que foi o Aang, a season final da segunda temporada fez a luta de Aang com Ozai não ser NADA.

    1. A autora (pelo que li do nome) fez uma crítica detalhada sobre diversos pontos incômodos (também para mim na 1° temporada e os que certamente me incomodariam na 2°), enquanto vc simplesmente adjetiva. E as lutas dos últimos episódios de Aang foram excelentes. Plot points, motifs (bem utilizados) de personagens e o efeito surpresa da decisão persistente de Aang amarraram muito bem aquele finale.

  17. no meu ponto de vista, a historia de TLOK até agora vem sendo muito melhor que a de ATLA.

    em ATLA, nós tinhamos episodios com historias fantasticas e emocionantes, mas nada que desenvolvesse a historia principal tanto assim.

    em TLOK, tudo vai se encaixando pra contar a historia.

    quero dizer, em TLOK, você tem a necessidade de korra aprender a dobra de ar + a revolução que o Amon quer implantar contra os dobradores. quando no fim você descobre que o proprio amon é um dobrador, é um otimo plot twist.

    alem que a historia da asami e sua luta para manter as empresas (fora suas decepções amorosas e a decepção do pai) contribui pra base do livro 2 inteira.

    o fato de suas empresas quebrarem apos a revelação do envolvimento do seu pai com o amon faz com que ela tenha que procurar o varrick, que a usa para tomar controle do mercado de maquinas de guerra. eu tentar sequestrar o presidente pra mandar a republica pra guerra, ele ganharia muito.

    e isso tmb deu mais importancia ao mako e ao bolin.

    ao mako, por mostrar a inteligencia do personagem ao desvendar todo o plano do varrick.

    ao bolin, por mostrar a capacidade dele em conquistar a confiança das pessoas, e ao salvar o presidente.

    afora todo o plot desse episodio em questão:

    se o bolin não tivesse salvado o presidente, a cidade da republica teria entrado em guerra. e isso poderia ter mudado completamente o rumo das coisas.

    foi angustiante pra mim ver o bolin fazer a coisa certa e mesmo assim ferrar com toda a esperança que o mundo tinha, e acabar fazendo com que toda a responsabilidade caisse sobre korra.

    e a relação entre o bumi, Tenzin e Kya, mostrando que a vida do Aang adulto não foi tão legal assim (afinal, ele tinha que ter certeza que seu filho, o ultimo dobrador de ar, fosse capaz de continuar com a linhagem e cultura do ar. isso claramente fez com que ele deixasse de lado kya e Bumi, por eles não serem dobradores de ar. isso não quer dizer que ele foi mal. afinal, ele tinha que garantir que tenzin fosse capaz de continuar a cultura do ar).

    enfim, são tantas coisas na historia de korra que é tão rica, abundante e bem construida nesses 26 eps, que eu relamente não vejo por que alguem acha que korra não foi nem metade do que ATLA foi.

    acho que o personagem que mais se desenvolveu em ATLA foi o Zuko.

    e, ao contrario do que muitos acham, Korra se desenvolveu muito ao decorrer do livro 2. logo apos ela escapar do sul e ir se encontrar com o tenzin, e finalizando no seu encontro com Vaatu, korra deixou de ser aquela garota impaciente, impulsiva e birrenta que era no livro 1 e ficou tão ou mais matura que o Aang ao final do livro 3.

    enfim, desculpe pelo texto longo.

  18. Bom, vamos comentar, uma coisa eu concordo desde o fim da primeira temporada, os personagens são muito pouco explorados, o bom de toda a série é ver personagens com quem possamos nos identificar, e tudo na TLOK é atropelado e rapido, para mim seria perfeita se eles aproveitassem mais isso. Mas enfim, como eu comentei acima o fato dos personagens serem poucos explorados, o romance que foi a principal critica disso, veio justamente para explorar os personagens, se não eles poderiam ser maquinas de soltar fogo,terra e agua, com pouca emoções e frios, creio que o romance ajudou nesse sentido, mas romance,histórias de amor maioria das veses são pouco profundas, sempre achamos outro amor, ou sofremos eternamente por alguem que não nos quer. Mas de fato os personagens são de ferro, pois varias decepções amorosas acontecem e eles só sentem isso na hora, e depois voltam a ser melhores amigos, eu acho que isso devia influencuar bastante, pois se baseando na vida real, ciumes e qualquer coisa relacionada a romance transforma as pessoas. E o autor da critica cita momentos como ''OH NO ELA BEIJOU ELE?'' como se isso fosse impossivel e não acontecesse esse tipo de loucura com nós, de sair fora da casinha as vezes, por favor, essa autora só deve ler contos de fadas então. e toda a critica dela girou em torno do relacionamento dos personagens, o que não influenciou, mas poderia mudar alguma coisa na história, e de fato Eska e Bolin foi um mega alivio comico. e volto a dizer, que a unica coisa que ATLOK peca é falta de exploração dos sentimentos e pensamentos dos personagens, a unica que evoluiu algo em questão de carater e psicologicamente foi a Korra. Mas o desenho passou outras grandes lições, não pelos personagens sozinhos, mas no contexto geral.

  19. É, obviamente, uma opinião na qual você pensou bastante. Eu não tiro sua razão, você a expressou de maneira incrível e convincente, mas eu acho que todos esses erros são bem fiéis ao que acontece com as pessoas na vida real. Pessoas se vitimizando, namorada(o)s traídos que continuam apaixonados pelos ex, pessoas que regridem em vez de evoluir e encontrarem equilíbrio em si mesmas. Talvez seja uma história repleta de clichês mas eu já ouvi muitas pessoas que se identificaram com os personagens. Realmente, em alguns tópicos, a lenda de Korra deixa a desejar se comparada com a história do Aang mas não acho que isso a torne uma história sem méritos e/ou qualidade.

    1. Achei uma crítica bem eficiente quanto à narrativa. Afinal, trata-se de uma série e não da vida real – a verossimilhança vale mais que o “realismo”.

      Na “Lenda de Aang”, os conflitos amorosos e sociais se desenrolavam ao longo da temporada de modo que cada personagem cumprisse um arco evolutivo: o amadurecimento de Aang, o ganho de segurança por Katara e a crescente liderança de Sokka. O romance era sempre atrasado para que não “competisse” com a trama principal ou se sobrepusesse a esta.

      Em “Korra” (1° temporada), o romance surge de maneira fácil e os triângulos amorosos são resolvidos em um ou dois episódios. Korra não amadurece, Mako (interesse amoroso) e Bolin (alívio cômico) não tem arcos próprios, nem Asami (vamp) que não atrai nenhuma suspeita, sendo a filha do traidor.

      O que mais me incomoda são os adultos, na verdade. São incompetentes, usam os mesmos golpes e não conseguem antecipar um ataque à capital do MUNDO, nem convocar forças militares decentes no MUNDO. Não dá pra acreditar que sejam descendentes treinados e educados por Aang e sua turma.

  20. 2 coisas
    1- Disparar raios e dobrar metal virou festa, sendo que originalmente somente os dobradores mais poderosos conseguiam realizar tais feitos
    2- Sou eu ou (apesar do fato 1) os dobradores estão muito mais fracos? Resumir a dobra de metal à manupulação de cabos de aço, e as outras dominações a simples disparos??? Nem parece o mesmo universo

    1. Eles simplificaram a dobra de aço pra algo dia-a-dia, nao vão ficar carregando toneladas de metal com eles pra prender bandidos né?

      a questão da dobra do metal/Raio nunca foi ser um otimo dobrador, isso ajuda, mas é questão de mundo, um mundo onde a comunicação era bem menor, os mestres treinavam menos discipulos, era mais dificil alguem chegar a esse ponto, alguem conhecer essa tecnica para passar para o proximo, com a criação de Republic City, com o Alocamento de todas as nações ali, diversos mestres e dobradores juntos, esse conhecimento se diseminou e mais dobradores que seriam capazes de fazer essas dobras foram encontrados.

      na terceira temporada Bolin mostra que essa “crença” de que a dobra de metal é algo raro e dificil ainda existe, apessar de que durante a série isso se mostra ao contrario, é que o numero de dobradores que tem acesso aos ensinamentos dessas tecnicas são maiores agora.

      veja que Toph criou a dobra do metal, e muitos ali no navio mesmo já começaram a dobrar ele e liberar o carvão pra causar a rebelião no navio.

  21. Desculpe mais foi bem bosta essa crítica, foi tipo mimimi não foi igual a lenda de Aang mimimi. Lenda de Aang é uma coisa e Lenda de Korra é outra.

  22. Eu concordo com vc o livro 1 e o livro 2 foram uma merda eles conseguiram estingir a serie da tv mais o livro 3 e muito melhor ouve um melhora na historia e a quebra de romances exagerados como nos anteriores e as lutas ganharam um novo nivel. Eu acredito q o livro 4 ainda tem muito mostrar e acho q vc deve dar uma oportunidade as continuaçoes q prometem um volta aos antigos aspectos q fizeram a lenda de Aang ser um sucesso.
    .

  23. Não vou poupar palavras sobre esse texto. A autora criticou, então também pode ser criticada (assim como o comentário que escrevo agora): achei a abordagem do texto ridícula. A forma como a autora fica indignada com o uso do humor na série é muito ingênua. QUALQUER TIPO DE HUMOR, de Didi à Woody Allen, é uma espécie de “violência”. Quando rimos da velhinha que levou uma tortada na cara, ignoramos o seu estado, a sua vergonha, os seus sentimentos. Mas a autora finge não saber disso. Para ela, TODOS os conflitos deveriam ser levados na base do drama. Fazer piada é crime, e um crime UNICAMENTE cometido por A Lenda de Korra.
    Isso, por si só, já mostra a perspectiva muito infeliz que foi adotada para criticar essa animação. Mas não para por aí. Vilões Unidimensionais? Os vilões de Korra apresentam ideologias bastante sofisticadas ao meu ver. Personagens mal desenvolvidos? Parece que alguém ignora o crescimento de Korra, os dramas de Tenzin com seus irmãos, os problemas da protagonista com sua família… Enfim, a perspectiva trabalhada no texto é péssima. Não poderia discordar mais.

    1. Concordo absolutamente consigo. A autora levou demasiado a sério o humor passada na obra, como se fosse algo horrível de acontecer, e sabemos muito bem que o humor hoje em dia é assim. Seu comentário foi perfeito, e já agora de onde retirou esse animal super fofo?

      1. É o cavalinho do Zatch/Gash Bell kkk É difícil dizer o nome dele porque na versão dublada é um, na original outro, e o próprio cavalo diz que tem outro nome (?), mas acho que você encontra no google mais facilmente como Umagon (e já que eu falei em nomes, belo nick o seu hein!)

    2. Cara, se vc ri do Bolin, tenho medo do seu senso de humor.
      Só assisti a primeira temporada e confirmo todas as críticas a esta:

      Os vilões procuram satisfazer os anseios de um pai que ambos ODEIAM. Portanto, mal motivados e, até o flashback longo e expositivo, unidimensionais (somente buscam o poder pelo poder).

      Korra não supera o medo que ocultava e passara a demonstrar por conta de Amon. Ela foge mimada e recupera seus poderes via Deus ex machina, desmerecidos ao máximo.

      Mako é um canalha que troca de namorada quando dá na telha sem menor preocupação com os sentimentos alheios. Ele usa Asami pelo patrocínio do pai e, quando este se revela um traidor, ele a abandona por Korra, a avatar. Sequer ao irmão ele respeita, beija Korra na cara dura e só pede desculpas quando sabe que vai ter desculpas em troca. Inclusive, tenta vetar o namoro de Bolin, ao invés de lhe dar suporte.

      Bolin é um alívio cômico forçado. A idiotice dele é só idiota, não engraçada. A graça do Sokka era sua arrogância juvenil que o levava a enrascadas, mas culminou em liderança.

      1. Korra foge? E o Aang que causou uma guerra secular pelo mesmo motivo? Ninguém nasce sabendo tudo ou destemido, sem contar que Korra nunca teve um inimigo real até se encontrar com Amon, é natural ela ter medo, assim como qualquer ser humano, mas ela o venceu. A quarta temporada fala muito sobre os medos da Korra, porém como você assistiu apenas a primeira temporada, não saberia disso.

        1. Dois anos depois, eu já assisti o restante e sei disso.

          Convencido por um amigo e por uma crítica cheia de spoilers, dei uma segunda chance à série, que realmente deslanchou a partir da segunda temporada. Apesar de muita gente não gostar desta por conta da premissa mais simples, achei melhor executada. A terceira é muito boa e a quarta temporada é excelente tanto em premissa quanto em execução.

          Ressalto, contudo, que ninguém é obrigado a continuar assistindo uma série que só funciona da segunda temporada em diante e mantenho as minhas críticas à primeira temporada, isolada das demais.

          No sentido mais amplo, vou reformula-las: Mako continua um canalha, mas, pelo menos, ele vai tomando mais e mais atitudes escrotas que denunciam seu caráter ao público mais maduro, mesmo que o tom aplicado seja de comédia com o Bolin. Já este se tornou meu personagem favorito e eu gostaria bastante que a direção tivesse levado os momentos dele mais a sério ou tivessem lançado nele alívios cômicos que realmente funcionassem.

        2. Dois anos depois, eu já assisti o restante e sei disso.

          Convencido por um amigo e por uma crítica cheia de spoilers, dei uma segunda chance à série, que realmente deslanchou a partir da segunda temporada. Apesar de muita gente não gostar desta por conta da premissa mais simples, achei melhor executada. A terceira é muito boa e a quarta temporada é excelente tanto em premissa quanto em execução.

          Ressalto, contudo, que ninguém é obrigado a continuar assistindo uma série que só funciona da segunda temporada em diante e mantenho as minhas críticas à primeira temporada, isolada das demais.

          No sentido mais amplo, vou reformula-las: Mako continua um canalha, mas, pelo menos, ele vai tomando mais e mais atitudes escrotas que denunciam seu caráter ao público mais maduro, mesmo que o tom aplicado seja de comédia com o Bolin. Já este se tornou meu personagem favorito e eu gostaria bastante que a direção tivesse levado os momentos dele mais a sério ou tivessem lançado nele alívios cômicos que realmente funcionassem.

  24. dois personagens totalmente desnecessários: mako e bolin.. dois pra tapar buraco! É o carinha dobrador de fogo e o carinha dobrador de terra (ambos substituíveis). Mas o que mais me chateou até agora foram esses espiritos mal feitos e a distorção absurda da história do desenho quando tenzin fala com a korra que o espírito mais forte é o espírito dela mesma “destemida” e sei la o que mais! Pra que existe o espírito avatar então?!

  25. se for ver a” lenda de korra” esperando ser igual ou melhor que ”a lenda de aang” nem precisa assistir … eu gostei e achei interessante , vc postam isso de acordo com que outras pessoas postam criticas ruins … se todo mundo que fez criticas do desenho falasse bem , eu duvido que essa existiria :*

  26. Terminei de ver o livro 4 esse mês, adiei por várias vezes porque não queria ver o final da história.
    Quando vi A Lenda de Aang fui me apaixonando pouco a pouco pelos personagens, vendo ele crescer como o Avatar ao mesmo tempo que lidava com seu primeiro amor e a perda de toda sua tribo e cultura. Foi cômico em muitos aspectos, mas doloroso a ponto de me fazer pensar, rever muita coisa. A série tinha conteúdo.
    Quando a LOK foi anunciada fiquei apreensiva, esperava as mesmas emoções, mas me doía saber que o Aang não estaria ali, e enfim a data chegou.
    Fiquei em choque com a Cidade Republica, a mudança de cenários, a paz entre nações, mas adorei a combinação, os vilões agora serem tanto dobradores quanto não-dobradores. Não havia uma raça ou dobra para determinar quem seria mal, havia apenas o mal ou alguns grupos tentando provar seu ponto de vista. Parecia que o Avatar havia chegado ao nosso mundo,à uma época parecida com a nossa.
    Infelizmente minha felicidade durou pouco, a história se perdia com romances fracos, infidelidades, personagens sem conteúdo ou moral e um Avatar que demorou 4 temporadas para crescer e só o fez no final.
    Muitos se opuseram ou apoiaram o romance de Korra e Asami, mas ao meu ver não houve sequer espaço para ter idéia de um romance .
    Quando ambas estavam com Mako não houve problema sem demonstrar afeto, ligação, ciume ou o que quer que seja e por mais que me doa dizer isso, nada entre as duas sugeria tal relacionamento, mesmo quando Bolin disse no barco entre fugitivos que Asami era lésbica pareceu piada, afinal ela namorou e amou Mako, então o correto seria presumir que ela era bissexual.
    Não sei se expressei bem meu desapontamento, mas vi nessa série um Avatar fraco em força e caráter, com amigos que mais atrapalhavam que ajudavam, quase nada do mundo espiritual ( embora estivesse unido ao nosso mundo pelos portais abertos ) e romances pífios ou superficiais.
    O que de bom houve e poderia ter sido explorado seria a relação com Raava e os avatares anteriores, mas nem isso aconteceu porque o Avatar perdeu o contato com o passado e suprimiu seu contato com Raava até os últimos episódios.
    É com grande desapontamento que encerro a serie, aós ver o final por duas vezes ( para ter certeza de que acabou) só senti uma grande saudade do Aang e sua turma.

  27. Concordo totalmente, todas as características que tornaram o The Last Airbender especial foram perdidas. Os personagens são rasos, os problemas tem soluções previsíveis e as mudanças na estória não tem nenhuma explicação. Resumindo, após assistir a Korra eu preveri voltar à estória do Aang…

  28. Vei achei essa serie totalmente uma bosta, principalmente no capitulo 4 onda ja se viu um avatar perder pra uma dominadora de terra e metal tao facilmente ridiculo, avatar totalmente fraco nao vi uma batalha interesando entre avatar e qualquer vilao sempre precisando de ajuda pra vencer

  29. não tenho muito conhecimento sobre interpretação de texto, mas oque a LOK me passou foi que,por ela dominar os 3 elementos logo do começo fez com que ela se acha-se boa o suficiente demais para ser o avatar, por isso ela não se esforçava dms para aprender a dominação de Ar, com isso fez com que ela seja o Avatar mais inferior da historia dos avatares,com isso ela decaiu tanto com o decorre da historia.

  30. Concordo com vários pontos no texto, mas sempre acredito que quando uma história não nos agrada é porque talvez ela não foi feita para nós(público alvo), temos que aceitar que para alguns foi excelente e para outros ruins. Maior problema para mim foi o péssimo desenvolvimento em pouco episódios já que no primeiro Avatar eram mais de vinte, deveriam ter aumentado número de episódios e retirado a aparição dos personagens do primeiro.

  31. Sabe que continuação eles deveriam ter feito? as aventuras de Aang depois da guerra
    teve outra coisa que me chateou em Korra e que você não citou, Aang demorou até o final da serie para dominar o estado avatar já Korra consegue na primeira ou na segunda tentativa. parei na segunda temporada.

  32. Vi a LOK completa, e é horrível, poderiam ter feito uma série muito melhor com o universo que tinham em mãos, mas acredito que pensaram ganhar dinheiro rápido, ao invés de fazer um bom trabalho !
    Para mim a série acabou na lenda de Aang !

  33. A pior parte dessa série são os personagens, a Korra é um garota mimada e irresponsável, tudo bem como ponto de partida para um personagem só que ela continua sendo mimada e interesponsável até o fim, o Bolin é só um palhaço é nada mais, o Mako começou a série como o irmão responsável que queria proteger o que restou dá sua família, e virou a porra de uma ponta de um triângulo amoroso imbecil, Asami é só um plot ambulante que liga um evento a outro, até lesbica ela virou para legitimar o fanfic

  34. Nem precisei ler até o final, realmente foi uma decepção essa série, a quarta temporada foi a pior de todas, horrível, teve o vilão mais fraco em todos os quesitos, desde a própria intimidação transmitida até o nível de ameaça que ele oferecia, pensando bem acho que aquela personagem que foi vilã da última temporada tentaram desenvolvê-la como uma nova versão da Azula, mas acabou sendo uma versão tabajara, paraguaia e decepcionante, infinitamente inferior.

    Só o vilão da primeira temporada que prestou de alguma forma, e a dublagem brasileira que deu a ele a voz do dublador que fez a voz do Slade Wilson do desenho Jovens Titãs foi determinante nisso, o da 2ª só se saiu bem no quesito nível de ameça transmitida e o vilão da 3ª foi até interessante, diria que ficaria em 2º lugar, mas acabou perdendo consideravelmente a moral ao ser trollado após ter sido derrotado.

    O pior elemento realmente foi a relação amorosa, fizeram tanta porcaria, tanta confusão entre Korra, Asami e Mako, que no final, os desenvolvedores da série não souberam mais o que fazer e inventaram de última hora, fazer com que Korra e Asami de uma hora pra outra, sem motivo relevante algum, virassem melhores amigas e do nada se tornassem namoradas no final do último episódio, este último episódio foi um verdadeiro show de esquerdice, por sinal, não só por essa solução estúpida de Korra e Asami sem motivo algum se tornarem namoradas, como também pelo fato de terem defendido que o regime de governo monárquico seria ruim e um retrocesso, enquanto que o regime democrático com eleições livres seria uma evolução.

  35. Gostei da sua crítica e respeito muito, mas gostaria de contra argumentar e mostrar um outro lado de A Lenda de Korra.
    Antes de mais nada: eu AMO Avatar como um todo. Seja Aang, seja Korra.
    Você me mostrou uma análise pelo lado Vaatu bem interessante. Eu irei te mostrar uma pelo lado Raava hahaha ^^
    Será um rebate à altura e irei te contra argumentar e concordar em alguns pontos. Vamos lá! ^^

    Primeiro, acredito que você deveria ter assistido a todas as temporadas para analisar de forma mais sucinta 🙂

    1- O porque do triângulo amoroso?
    Lado Raava: Você sabe que pessoas como o Mako existem e é super normal. Ninguém precisa ser perfeito. Mako é bom, mas também erra. É bem humano isso não? A Avatar Korra também erra. Ela beija um cara comprometido. Mas o Avatar é Deus? Não 🙂 (ainda bem hahaha).
    Em a Lenda de Aang não temos alguém confuso, que fere as meninas. Mas aqui temos, justamente para mostrar que nem todos são perfeitos nesse universo lindo que é Avatar. Além disso, esse “romance” irá servir para aprofundar e explorar a relação entre Korra e Asami. Elas superam e se tornam grandes amigas (e até mais hahaha). É lindo.

    Lado Vaatu: Mako é besta mesmo. Ele deixou a pobre da Asami num momento muito difícil. Seu pai tá contra ela, vai ser preso e ela acaba indo morar até em refúgio, para ela que era rica deve ter sido terrível. Mas como eu disse, o Mako é babaquinha e a Asami é foda demais ahahahha 😉

    2- Bolin magoado
    Lado Raava: na verdade, eu vi pelo lado oposto. Eu não achei que foi tratado como piada. Esse fato me ajudou a ver que o Bolin é realmente incrível. Capaz de perdoar o irmão e a amiga. Ele aceita que a Korra gosta do Mako e que problema há nisso? Ela não gosta dele e é sincera desde o início. O Bolin entende e segue vida. Ele até conversa com o Mako e eles dizem que são irmãos e estão acima disso. Lindo, não acha? 🙂

    3- Mako calmo enquanto Bolin é sequestrado
    Lado Raava: ele não me pareceu calmo. Ele até aceitou a ajuda do AVATAR para procurar o irmão. Ficaram o dia todo procurando ele e ainda dormiram em um parque. Até entraram em uma reunião dos igualitários bem perigosa para eles. Acho que ele realmente estava preocupado não? 🙂

    4- Vilões unidimensionais
    Lado Raava: Você citou que não foi mostrado um igualitário menos fanático. Mas como um grupo tão fanático (querer tirar a dobra das pessoas à força, contra a vontade delas é algo bem fanático e radical), poderia ser representado de outra forma?? A nação do fogo era apenas uma nação. Algumas pessoas concordavam com a imposição de poder e outras não (como o próprio Zuko mais para o fim). Já os igualitários são um grupo radical mesmo e não uma nação. Além disso, os vilões apresentam ideais fortes e uma vida passada, o que deixa tudo mais interessante.

    Lado Vaatu: concordo com você quanto à falta de explicação de como o Amon consegue usar a dobra de sangue para tirar a dominação das pessoas. Apenas o Aang sabia tirar. Achei que ficou meio estranho…forçado..sei lá. Não gostei tanto assim, mas admito que me “caguei” com o poder dele. E achei legal que a Korra também tem medo o que é super natural. Imagina um Avatar sem poder??? XOKANTE hahaha

    5- Unalaq e Eska mal utilizados
    Lado Vaatu: concordo com tudo que disse. Unalaq facilmente vilanizado e Eska mal utilizada. Mas confesso que achei engraçado e me diverti muito com a situação do Bolin hahahaha tadinho! T-T

    6- Mako coloca profissão na frente de namorada e ainda termina namoro
    Lado Raava: não acho que isso deixa a história ruim. Apenas mostra que Mako é mais babaquinha ainda e que Korra, mesmo sendo o Avatar e sendo “durona”, também é uma menina. E jovem. E humana. Ela pode se machucar ao término de um namoro. Eu já me machuquei. Todos nos machucamos em algum momento. Eu aprendi e aceitei 🙂 e ela também. No final ela percebe que eles não dariam certo. Ela aceitou e amadureceu. Achei bem legal. Nem tudo dá certo. Não precisamos casar com a primeira pessoa que namoramos.

    7- Korra esquece a memória para se desenvolver??
    Lado Raava: ela perde a memória para a gente conhecer a magnífica história do Wan hahahaha Ele a ajuda a encontrar Raava e ela percebe que Unalaq quer libertar Vaatu. Isso faz parte da história e é mega importante. Não entendi qual seria o problema nisso…

    8- Bolin bobo e Mako vítima
    Lado Vaatu: concordo com vc. Mako forçado… e Bolin meio bobo.

    9- Asami
    Lado Raava: “Mako é a última pessoa em que ela deveria confiar”. Sério??? Pq ele ficou com a Korra? Ele é uma boa pessoa apesar de tudo. Ficar com a outra garota não é o fim do mundo meu Deus hahaha Só pq ele foi um péssimo namorado, ele é suspeito? Ele é mal? Não se pode mais confiar nele ? (em namoro não se pode mesmo não hahaha).

    Lado Vaatu: achei péssimo ela beijar o Mako. Eu acho que ela deveria lhe dar um soco. Achei ela meio boba nessa cena.

    Prontooo!! Legal nossa “discussão” 🙂 hahaha
    Eu achei que você se incomodou muito com o romance…acabou não percebendo as coisas incríveis que acontecem na história. Como o Wan por exemplo hahaha
    E porque a Lenda de Korra é magnífico? Pelo que citei acima e por muito mais coisas. Vou fazer um resumeco bem pobre pq é coisa demais hahahah

    INOVAÇÃO: DIFERENÇAS ENTRE A LENDA DE AANG E A LENDA DE KORRA

    1- Os Avatares

    Enquanto em a Lenda de Aang, temos um menino, criança, nômade do ar, vegetariano, inocente e que anda na linha, em Korra temos uma menina, adolescente, da tribo da água do sul, não é vegetariana e nem sempre anda na linha haha. Diversidade gente. Um Avatar não é igual ao outro. Os criadores não queriam fazer uma “cópia barata” do primeiro. Eles resolveram inovar e mostrar o que não se mostrou em a Lenda de Aang.
    Aang não sabe dominar os outros elementos, pois ficou preso no iceberg enquanto era menininho ainda. Acabara de saber que era o Avatar. Korra, domina 3 elementos, mas tem um lado espiritual fraco, diferentemente de Aang.
    Aang não queria ser o Avatar. Era muita responsabilidade e isso acabou afetando o modo de como ele vivia (as outras crianças não queriam mais brincar com ele por exemplo, pois ele ganharia fácil por ser o Avatar). Ele foge com medo da responsabilidade.
    Já a Korra sempre quis ser o Avatar. Ela tem orgulho disso. No Livro 2, Korra diz para sua mãe: “Eu nunca quis ter uma infância normal. Você sabe que eu sempre quis ser o Avatar.”
    Aang é um monge praticamente. Ele tenta resolver as coisas pela conversa, evitando lutar. Ele é disciplinado.
    Já Korra, é impulsiva, indisiplinada em alguns momentos. Mas ambos são excelentes pessoas e sempre querem ajudar. Ambos são dignos de serem o Avatar.
    Legais as diferenças, não?

    2- Vilões

    Em Aang, temos Azula, uma excelente dobradora, orgulho do papai e meio louca em alguns momentos. Ao meu ver, ela é o melhor vilão de todo Avatar. Ela é complexa. Tem um irmão maravilhoso, mas às vezes quer matá-lo. É mal resolvida com a mãe e muito bem resolvida com o pai. É irônica, agressiva, destemida e má em diversos momentos. É cativante.
    Mas apenas Azula se sobressai em A Lenda de Aang. Ozai fica sentadinho no trono. Aparece apenas na última temporada. É vilão, por ser vilão. É mal apenas. Não é complexo e você não sente ódio por ele. Apenas irritação por ter tratado o Zuko mal. Ozai está lá, porque precisa-se de um vilão.
    Já em a Lenda de Korra, temos 4 (conto a trupe Zaheer apenas como 1 hahaha).
    Amon, trupe Zaheer (Lótus Vermelho) e Kuvira tem uma coisa em comum. Eles querem melhorar o mundo, mas são equivocados e acabam fazendo as coisas de forma errada. Eles tem ideais. Não são maus apenas por ser. Eu mesma concordei com Zaheer e Kuvira em alguns momentos. Eu os entendi de uma certa forma.
    Já Unalaq, é bem Ozai. É mal apenas e não complexo. Só valeu porque mostrou Vaatu e a história de Wan hahaha

    Mas é isso aí…vou acabar por aqui pq é coisa demais para se falar sobre Avatar (como um todo).
    Eu amo Aang, amo Korra, amo Azula, amo tudo!! hahaha Mas se eu for escrever tudo aqui…me lasco haahha

    Beijo a todos! Amo vocês tbm! 🙂

  36. Achei sua crítica interessante e respeito, mas gostaria de contra argumentar e mostrar um outro lado de A Lenda de Korra.
    Eu achei que você se incomodou muito com o romance e por isso acabou não percebendo as coisas incríveis que acontecem na história. Como o Wan por exemplo hahaha
    Você me mostrou uma análise pelo lado Vaatu. Eu irei te mostrar pelo lado Raava e “você terá que lidar com isso” hahaha brincadeiras à parte…
    Irei te contra argumentar e concordar em alguns pontos. Vamos lá! ^^

    1- Triângulo amoroso
    Lado Raava: Você sabe que pessoas como o Mako existem e é super normal. Ninguém precisa ser perfeito. Mako é bom, mas também erra. É bem humano isso não? A Avatar Korra também erra. Ela beija um cara comprometido. Mas o Avatar é Deus? Não 🙂 (ainda bem hahaha).
    Em a Lenda de Aang não temos alguém confuso, que fere as meninas. Mas aqui temos, justamente para mostrar que nem todos são perfeitos nesse universo lindo que é Avatar. Além disso, esse “romance” irá servir para aprofundar e explorar a relação entre Korra e Asami. Elas superam e se tornam grandes amigas (e até mais hahaha). É lindo.

    Lado Vaatu: Mako é besta mesmo. Ele deixou a pobre da Asami num momento muito difícil. Seu pai tá contra ela, vai ser preso e ela acaba indo morar até em refúgio, para ela que era rica deve ter sido terrível. Mas como eu disse, o Mako é babaquinha e a Asami é foda demais ahahahha 😉

    2- Bolin magoado
    Lado Raava: na verdade, eu vi pelo lado oposto. Eu não achei que foi tratado como piada. Esse fato me ajudou a ver que o Bolin é realmente incrível. Capaz de perdoar o irmão e a amiga. Ele aceita que a Korra gosta do Mako e que problema há nisso? Ela não gosta dele e é sincera desde o início. O Bolin entende e segue vida. Ele até conversa com o Mako e eles dizem que são irmãos e estão acima disso. Lindo, não acha? 🙂

    3- Mako calmo enquanto Bolin é sequestrado
    Lado Raava: ele não me pareceu calmo. Ele até aceitou a ajuda do AVATAR para procurar o irmão. Ficaram o dia todo procurando ele e ainda dormiram em um parque. Até entraram em uma reunião dos igualitários bem perigosa para encontrá-lo. Acho que ele realmente estava preocupado não? 🙂

    4- Vilões unidimensionais
    Lado Raava: Você citou que não foi mostrado um igualitário menos fanático. Mas como um grupo tão fanático (querer tirar a dobra das pessoas à força, contra a vontade delas é algo bem fanático e radical), poderia ser representado de outra forma? A nação do fogo era apenas uma nação. Algumas pessoas concordavam com a imposição de poder e outras não (como o próprio Zuko mais para o fim). Já os igualitários são um grupo radical mesmo e não uma nação. Além disso, os vilões apresentam ideais fortes e uma vida passada, o que deixa tudo mais interessante.

    Lado Vaatu: concordo com você quanto à falta de explicação de como o Amon consegue usar a dobra de sangue para tirar a dominação das pessoas. Apenas o Aang sabia tirar. Achei que ficou meio estranho…forçado..sei lá. Não gostei tanto assim, mas admito que me “caguei” com o poder dele. E achei legal que a Korra também tem medo o que é super natural. Imagina um Avatar sem poder??? XOKANTE hahaha

    5- Unalaq e Eska mal utilizados
    Lado Vaatu: concordo com em grande parte. Unalaq facilmente vilanizado e Eska mal explorada. Mas confesso que achei engraçado e me diverti muito com a situação do Bolin hahahaha tadinho! T-T

    6- Mako coloca profissão na frente de namorada e ainda termina namoro
    Lado Raava: não acho que isso deixa a história ruim. Apenas mostra que Mako é mais babaquinha ainda e que Korra, mesmo sendo o Avatar e sendo “durona”, também é uma menina. E jovem. E humana. Ela pode se machucar ao término de um namoro. Eu já me machuquei. Todos nos machucamos em algum momento. Eu aprendi e aceitei 🙂 e ela também. No final ela percebe que eles não dariam certo. Ela aceitou e amadureceu. Achei bem legal. Nem tudo dá certo. Não precisamos casar com a primeira pessoa que namoramos.

    7- Korra esquece a memória para se desenvolver
    Lado Raava: ela perde a memória para a gente conhecer a magnífica história do Wan hahahaha Ele a ajuda a encontrar Raava e ela percebe que Unalaq quer libertar Vaatu. Isso faz parte da história e é mega importante. Não entendi qual seria o problema nisso…

    8- Bolin bobo e Mako vítima
    Lado Vaatu: concordo em grande parte. Mako forçado… e Bolin meio bobo. Mas acho que os dois aprenderam com isso. Mas também achei meio estranho na primeira vez que assisti.

    9- Asami
    Lado Raava: “Mako é a última pessoa em que ela deveria confiar”. Sério? Pq ele ficou com a Korra? Ele é uma boa pessoa apesar de tudo. Ficar com a outra garota não é o fim do mundo meu Deus hahaha Só pq ele foi um péssimo namorado, ele é suspeito? Ele é mal? Não se pode mais confiar nele? (em namoro não se pode mesmo não hahaha).

    Lado Vaatu: achei péssimo ela beijar o Mako. Eu acho que ela deveria lhe dar um soco. Achei ela meio boba nessa cena.

    FIM! Legal nossos pontos de vista 🙂 hahaha
    Talvez você devesse dar outra chance à Lenda de Korra. O mundo carece de bons desenhos assim. Um desenho diversificado em cultura e valores. Com personagens complexos e carismáticos. Como diz o Iroh na HQ “Fumaça e Sombra”: devemos ter um olhar desanuviado sobre as coisas 🙂

    Beijo à todos vocês! ^^

  37. Korra sem dúvidas a pior Avatar como foi dito no próprio anime pela Toph e outros personagens. Assisti os 4 livros na esperança de melhorar um pouco, mas do começo ao fim odiei a personagem e ela foi saco de pancada dos adversários, sem moral e sem mostrar o peso de quem carrega o titulo de avatar. Da pra assistir mas fala que foi bom por favor né..aff preferia 100x uma continuação do Aang

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.