AssistindoReflexões & Opiniões

O que dizer de… The Originals?

Vampiros, bruxas e Nova Orleans… uma ótima combinação!

Estava assistindo aos primeiros cinco episódios de The Originals e fiquei muito impressionado com a produção de um seriado que na verdade é um spin-off (série derivada de uma outra série) de uma série juvenil chamada The Vampire Diaries. Não vou entrar no mérito de porque diabos assisto essa série, que surgiu na onda Crepúsculo no cinema. Basta dizer que The Vampire Diaries não é tão ruim quanto possa parecer dentro do gênero proposto (sobrenatural e adolescente). Há muitas coisas piores por aí, e como sou um órfão da geração Buffy – A Caça Vampiros, acabo me divertindo com séries juvenis de vampiros que não são meladas ou sem noção. The Vampire Diaries tem um universo bem construido e segue regras bem estruturadas e os seres sobrenaturais são o que se esperam que sejam (ao menos no contexto geral). Mas o post não é sobre  The Vampire Diaries! É sobre um spin-off que talvez possa ser ainda melhor que a série que lhe deu origem. Buffy também passou por isso quando ganhou o spin-off Angel, que teve momentos tão fenomenais a ponto de superar Buffy algumas vezes. The Originals pode seguir esse caminho? Tem potencial, isso posso dizer logo de cara!

O caso é que dentro dessa mitologia da série original, veio a ideia de mostrar e explicar de onde surgiram os vampiros! Quem foram os primeiros e, portanto, os vampiros originais? Isso é algo que até Joss Whedon tentou brincar em Buffy e sempre é legal quando alguém cria essas origens para seres do mundo sobrenatural. Então surgem os chamados Os Originais, os vampiros imortais, overpower e tudo mais. Os personagens foram tão bem recebidos pelos fãs que ganharam uma série própria. Perdendo assim muito da pieguice juvenil que existe no mundo de  The Vampire Diaries. E o melhor: você não precisa ter assistido  The Vampire Diaries para poder assistir The Originals!

Claro que se você quiser detalhes maiores das origens destes personagens, o passado deles em si, você teria que dar uma olhada em alguns episódios de The Vampire Diaries. Mas nada disso se faz necessário para entender a construção (ao menos inicial) da série The Originals. E acredito que se em algum momento do plot, houver a oportunidade ou a necessidade de explicar melhor as origens e o passado dos Originais que já foram mostrados na série que os inseriram nesse universo, com certeza essa nova série o fará.

A ideia da série The Originals é contar uma drama que se passa em Nova Orleans, que por si só já é uma região cheia de personalidade própria. É até difícil de explicar. A cenografia é algo fora de série, diferente do que existe por aí no que diz respeito ao ambiente dos seriados americanos. A trama inicial, dos cinco episódios que assisti gira em torno de bruxas em guerra contra vampiros, que estão no topo da cadeia do comando da cidade.

O bacana é que os personagens não são adolescentes. Eles já estão numa fase mais adulta (entre o jovem-adulto e o adulto de vez). Então a trama não fica com clichês bobocas e draminhas desnecessários. Claro que toda boa história, seja adolescente ou adulta, sempre há os velhos clichês, como os interesses românticos dos personagens e tal, mas até nisso o começo da série é bem contida, sem exageros desnecessários. E parece que ela caiu no gosto do público, pois já teve sua primeira temporada com garantia total de que todos os episódios serão produzidos.

Além dos personagens novos inseridos na trama, há o grupo de Originais, que veio da outra série para dentro desse universo. A motivações para que eles existam dentro da trama fazem sentido, (eles já estiveram em Nova Orleans no passado e os vampiros que existem lã são obras destes). Há também o caso de um dos originais ser um ser híbrido (vampiro original que tem poderes de lobisomem). Pode parecer estranho no começo, mas faz sentido quando a história dele contada em The Vampire Diaries, mostra que lobisomem, vampiros e bruxas são seres meio que interligados de uma certa forma (os vampiros foram criados por uma magia ancestral, explicando em termos simples). E esse Original híbrido conseguiu engravidar uma jovem lobisomem (algo impossível dentro das regras do mundo dos vampiros) e essa jovem tem alguma profecia relacionada as bruxas de Nova Orleans.

Contando assim superficialmente parece meio confuso, mas não é. O caso é que a série possui ótimos pontos positivos. A trama é muito bem narrada, dividindo bem os momentos onde as regras desse universo sobrenatural são explicados, as tramas e reviravoltas dos personagens (que usam e abusam do poder na manipulação) e os mistérios propostos pelo plot em si. É um bom seriado de vampiros e bruxas no final das contas. Está se saindo melhor do que  The Vampire Diaries por sinal, que já com cinco temporadas e parece meio perdido sem ter mais o que mostrar de novidade. Não tem aquele melodrama característico de seriados juvenis e mostra-se bem sólido quando precisa brincar com o sobrenatural desses seres sombrios.

Enfim, acho que vale uma recomendação. Dê uma olhada se você curte esse gênero sobrenatural. Tem boa ambientação, boa trama, personagens sólidos, mistérios legais e uma narrativa que dosa bem o que você quer ver e isso acaba te prendendo do começo ao final do episódio. O trailer abaixo mostra um pouco do clima da série. Vale a espiada no mínimo!

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios