Assistindo

TV Quack (1996) volta a ser exibido em breve!

A partir do dia 30 de junho, de segunda a sexta, no Disney Channel às 09h da manhã!

E pensar que esse desenho já tem 18 anos desde a sua estreia nos Estados Unidos em 1996. Caramba! A bem verdade é que por aqui, no Brasil, a série sempre volta de vez em quando no Disney Channel, ficando algum tempo no canal e depois voltando para a geladeira. Porém já faz bons anos que não assisto a esse clássico dos anos 90, porque é sempre difícil ficar sabendo de antemão quando ele está em exibição ou seus horários. Parece que em 2013 ele já esteve na grade do Disney Channel passando nos finais de semana, mas não cheguei a correr atrás de maiores informações.

TV Quack é uma série bastante controversa, há quem curta e há os que odeiam, tal qual ocorre com A Família do Pateta. Isso porque ambas são produções que descaracterizam um pouco certos personagens clássicos. No caso do Pateta há o Bafo que abandona aquele perfil de criminoso e bandido assumido para se tornar apenas o vizinho antipático, trapaceiro e antiesportivo. No caso da TV Quack a drástica mudança fica em torno dos sobrinhos do Donald, que cresceram e se tornaram típicos adolescentes, sendo que cada um possui uma personalidade própria, bem distinta de quando eram menores, onde os trigêmeos eram indistinguíveis, sempre naquele clima de arteiros, porém garotos espertos, associados aos escoteiros mirins.

Os produtores originais de TV Quack (Quack Pack no original) já comentaram algumas vezes no passado que a série teve inspiração nos clássicos curtas animados do Pato Donald, época em que existiam apenas o Donald e os meninos, com participações como a Margarida, em histórias mais simples e domésticas, bem diferente daquele clima de aventura e caça tesouros que existiu em Ducktales com o Tio Patinhas. Sendo assim TV Quack nunca foi produzido pensando na cronologia de Ducktales, no sentido da série se passar anos após o período em que os meninos ficaram com o Tio Patinhas enquanto o Donald está alistado na Marinha americana. A meu ver foi um vacilo, porque Ducktales na época já tinha presenciado seu auge e caberia muito bem manter esse universo, ainda que somado àquele clima clássicos dos curtas do Donald. Mas era anos 90, era outros tempos, sendo que dar sentido a cronologias e universos consolidados não era algo que as pessoas se importavam nessa época.

No fim, Quack Pack, não conseguiu o mesmo sucesso que outros desenhos da época, encerrando em sua primeira temporada, com apenas 39 episódios. E é um clássico esquecido pela Disney. Enquanto Pateta ganhou um filme para o cinema com seu filho Max, baseado na sua série animada, e posteriormente uma sequência e até hoje Max ainda participa eventualmente de alguns programas (House of Mouse ou curtas de Aconteceu no Natal do Mickey) TV Quack caiu no esquecimento, sendo que até hoje não existe a série completa em Home Video, seja em VHS (na época) ou DVD, muito menos o esforço para lembrar dessa fase adolescente de Huguinho, Zezinho e Luisinho.

Porém é uma série animada que vale a pena dar uma olhada, estando longe de ser ruim. O próprio Donald segura o show por si próprio, garantido a diversão que o espectador precisa. Até porque a Disney de hoje em dia não investe mais nesse tipo de série animada com seus personagens clássicos. Mickey, Donald & Cia estão um tanto quanto abandonados nos dias de hoje, salvo por produções dedicadas ao público pequeninho com A Casa do Mickey Mouse ou com os novos Curtas do Mickey que ainda estão meio perdidos por aí (estou esperando uma coletânea deles em DVD e Blu-ray) e que são maneiros, porém são como o nome diz: curtos demais.

Enfim, quem tiver a oportunidade, confira alguns episódios de TV Quack a partir de 30 de junho no Disney Channel. O horário das 09 da manhã não é oportuno para muitos imagino, o que é uma pena. No meu caso, vou deixar meu receptor da Claro TV programado para gravar diariamente, tal qual já faço com outros programas como Dragon Ball que atualmente passa no Tooncast.

Fica a dica!

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios