Conversa de Mangá: Bleach 423 – Farewell Swords (Fim de Arco)

Bleach: Capítulo 423 foi disponibilizado dia 07 de Outubro: “Farewell Swords”.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu o capítulo 423 de Bleach. Atualmente acompanho o mangá pelo site Mangá Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a StrawHat Scans tem a tradução em Português. 😉

Bleach 423

Farewell Swords

Este é um capítulo bem controverso, tem seus altos e baixos. Por onde devo começar? Bem, antes de mais nada, vou dizer algo que certamente alguns não irão concordar, mas eu gosto muito de Bleach com o tipo de narrativa que é feita neste capítulo, com mais diálogos e história do que aqueles capítulos de 5 segundos com quadros gigantes e só de batalha.

Sei que as batalhas em Bleach são ótimas animadas, mas no mangá, desde que eu comecei a ler, nunca me convenceu. Nos volumes encadernados até dá para levar, porque são 200 páginas aproximadamente, mas semanalmente, acho isso um saco. Falando em volumes de Bleach, odeio o que o Tite Kubo faz entre os capítulos no encadernado, nos primeiros volumes ele criava história bacanas, mas isso depois de um tempo ficou muito sem vergonha. Enquanto outros autores como Kishimoto, Eiichiro Oda e Katsura Hoshino criam textos de bastidores, ilustrações de uma página inteira, respondem perguntas dos leitores etc. Até nisso, Bleach é pobre de espírito.

Voltando ao capítulo. Me divirto mais com essa divisão de página, mostrando pequenos momentos da história, mesmo que eles possam ou não, serem irrelevantes. Dá para imaginar e refletir sobre uma gama de assuntos maior, enquanto numa luta, você olha as figuras e não dá para deixar a imaginação se levar muito. Sem mencionar que sagas como essa do Hueco Mundo e de falsa-Karakura, as vezes deixam a impressão de que elas são vazias e desnecessárias, até mal desenvolvidas. Se você olhar outros mangás da atualidade, podem notar que quando há um confronto do gênero shonen, ele realmente acrescenta algo para a história e é bem planejado, enquanto neas últimas sagas de Bleach, o que fica é a impressão de que elas serviram mais como uma desculpa para segurar a trama.

Continuando, putz, tem coisa que realmente não faz muito sentido. Por exemplo, Urahara selou o Aizen naquele “espinho” gigante a dois capítulos atrás porque ninguém estava conseguindo segurar o vilão, e agora já retiraram o Aizen do selo para seu próprio julgamento. Sério que ele ainda teve que ir a julgamento? Não ficamos quase 2 anos vendo o pessoal do Gotei 13 tentando matar o desgraçado do vilão e agora removem ele do selo para um julgamento? E Rukia na saga Soul Society foi condenada a morte e Aizen vai passar só 20.000 na prisão? Tudo bem que no caso de Rukia foi tudo armado e tal. Não foi um momento deste capítulo praticamente desnecessário? Não bastava deixar Aizen selado por toda a eternidade? Isso só reforça a minha tese de que Aizen irá voltar futuramente.

Mas duas coisas foram legais nesse momento: A resposta que o Aizen deu para os velhotes atrás das placas e a menção de uma prisão subterrânea, a 8ª prisão “Avici”. Imagine os tipos que devem estar lá. Será que depois de One Piece brincando com Impel Down, Katekyo Hitman Reborn tem a prisão Vindice, será que Tite Kubo vai explorar futuramente a prisão Avici? Sinceramente, eu ia curtir isso. Nem precisava ser uma saga sobre ela, podia ser apenas alguns capítulos.

Mas na minha opinião, o melhor momento do capítulo esta semana, foi a conversa do comandante do Gotei 13 com Zaraki, Byakuya e Shunsui sobre os três terem perdidos o Haori (casaco) de Capitão. Hilária a cara de cada um, principalmente o Shunsui dizendo “estiloso”. Mas o Byakyya dizendo que faz um outro “haori sem-vergonha” (“cheap” no inglês tem o sentido de algo de qualidade que não é lá grande coisa) também foi uma ótima piada. O Ukitake sentado no cantinho fora da sala só escutando também me garantio uma gargalhada. XD Realmente aprecio esse humor japones que existe nos mangás.

Alias, então o Comandante Yamamoto não morreu, mas perdeu um braço. Mais um personagem pra galeria dos sem braços de Bleach. Sei lá, o Tite Kubo não mata, mas fica decepando os braços. Sei lá se isso é uma boa idéia. E se eles são técnicamente espíritos, não existe nenhuma técnica onde eles possam ter seus braços restaurados? Afinal a Hinamori não está lá em tratamento para ter seus orgãos restaurados, será que eles não conseguem fazer o mesmo com braços? Por falar em Hinamori, putz, coitada dessa personagem, que desde a Saga Soul Society vive em tratamento hospitalar.

A parte do Toshiro treinando com a sua bankai também não me agradou. Já disse aqui algumas vezes, mas repito, eu simplesmente não vejo graça nesse personagem. Acho-o chato, irritante e com um poderzinho pra lá de sem graça. É um dramalhão quando ele fica sério. Legal mesmo é a Matsumoto quando está de zueira com o Toshiro, mas aí a estrela da cena é a Matsumoto e não ele. Não sei porque Toshiro recebe tanta atenção assim no mangá. Tem personagem realmente bem mais legais. Quanto a Matsumoto, ainda fico com a aquela sensação de que perdi algum capítulo, porque é tão vago estas memórias dela com o Gin. Cadê a explicação detalhada disso? Por que Kubo está segurando essa história da Matsumoto e do Gin? E ficou meio ambíguo se Gin morreu ou não, não acham? A Matsumoto menciona que ele desapareceu, claro que isso também dá o sentido de que ele morreu, mas e se ela estiver sendo literal? Gin morreu mesmo?

Para fechar a gigantesca e conjunta saga de Hueco Mundo e Batalha em Falsa Karakura, temos Ichigo e amigos! Fechando o ciclo da história. Não sei muito bem o que esperar daqui, achei meio conversa fiada essa coisa de retroceder as horas gastas naquela dimensão, assim como o fato do cabelo ter regredido. Não estou criticando o fato de que não faz sentido, e sim de que não gostei disso, simples assim. Um mero detalhe apenas.

Queria ter visto Ishin, as irmãs do Ichigo e os outros amigos da escola. O que rolou com todos neste um mês em que Ichigo dormiu. E ele acordou em seu próprio quarto e nada do Kon? Gosto do Kon, mesmo ele sendo terrivelmente irritante.

Acho que o grande momento emotivo do capítulo é realmente ver a despedida de Rukia e Ichigo, com ela desaparecendo como se fosse poeira (na verdade só estava ficando invisível). Mas isso também é exagerado, não? Rukia tem aquele gigai dela que é usado no mundo dos humanos, ela pode ainda ver o Ichigo quando quiser. Dramalhão desnecessário? Estou curioso se a perda dos poderes de Ichigo pode afetar Chad e Inoe, já que as habilidades de ambos surgiu devido a reiatsu do Ichigo. Ishida não tem este problema.

Bem, acabou, Tite tem uma folguinha de duas semanas e depois o mangá recomeça em nova fase, assim espero, sem tantas lutas desnecessárias, com um roteiro melhor desenvolvido e com mais diálogos e o bom humor que a série tinha no começo. Eu ainda tenho esperanças em Bleach, fazer o que…

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Tags from the story
, ,
More from Thiago Machuca

Rapidinhas #06 | 27 de Julho de 2016!

O que são as rapidinhas? É um post diário com pequenas chamadas,...
Read More