Lendo

Review – Novos Titãs – Nº 45

Sinopse Panini: Novos Titãs: se quiserem sobreviver, os Titãs precisam resgatar a alma de uma amiga das mãos do Exterminador. Renegados: Capuz Vermelho entra em cena, trazendo uma reviravolta na vida de Grayson e sua equipe. Robin: aliado a Klarion, Tim tenta salvar Teekl… e Gotham. E ainda: Aves de Rapina!

Eu li:
Novos Titãs: Titãs da Costa Leste – Parte II.
A edição é praticamente de porrada e ação. Cada Titãs contra um Titãs da costa leste. Destaque para a briga entre o clone bizarro de Connor (o Superboy que morreu em Crise Inifinita) contra a Moça Maravilha num quarto que parece a fortaleza da solidão. E a luta entre Kid Demônio e Cruzado, onde este consegue transformar Kid em humano novamente O_O. E finalmente a Batgirl retoma a consciência e parte para cima do Exterminador!

Renegados: Não sei o que se passa na cabeça destes escritores. Agora que o arco cientistas loucos acabou, o leitor pode pensar que finalmente os Renagados irão deslanchar e seguir em frente. Mas não. A história começa com todos os membros perdidos, sem noção do rumo que o grupo deve tomar depois de tantos acontecimentos, tantas trágedias e tantas mortes. Mas na terceira página, um texto “Há um anos atrás” faz o leitor perceber que não se trata de continuidade na história, mas que agora veremos o que aconteceu com os Renegados no ano perdido da DC, que nem 52 mostrou. Arsenal é o líder do grupo já que Asa Nortuna saiu para seu treinamento com o Batman no fim da Crise Infinita e parece que não vai nada bem o grupo que dispõe de poucos membros. No meio da história temos o retorno do Asa a Gotham, como mostrado em 52 neste mês. E não é que ele dá de cara com Capuz Vermelho? Jason Todd. O Robin morto que renasceu durante os eventos que precederam a Crise Inifinita. Porque ele está atrás do Asa? Ele diz que tem uma informação: “Raio Negro é inocente”. Mas que diabos você se pergunta? Os renegados vão contar como Raio Negro é inocente? e do que diabos eles estão falando? Tem uma nota dizendo para lermos DC Especial 6 de junho de 2005. Mas que porcaria é essa? Pois é. Mais vale pela briga entre Asa e Jason que dura várias páginas.

Robin: Não sei qual foi a intenção desta aventura que se encerra nesta edição mesmo de Robin. Misturando místico com mágia, Tim cai no meio de uma briga de seres mágicos e seus animais também mágicos. Tudo isso porque a edição passada ele tentou salvar um gatinho. Klarion, o garoto mágico azulado é mais esquisito ainda. O enredo não é muito criativo, eles precisam impedir que o gato de Klarion se funda a uma criatura mágica. Pior ainda são os traços do desenho. Poucos cenários ao fundo, tendo apenas fundo verde ou com outra cor e sombras e traços dos personagens meio distorcidos. Horrível.

Aves de Rapina: Continua a saga Sangue e Circuitos. O que eu não entendi muito bem nesta edição é porque diabos Lois Lane está precionando a Barbara e desmascarar as Aves de Rapina? Lois não sabe que ela é a oráculo? Mas o Superman não sabe disso? Ele é casado com Lois oras, até parece que ele iria deixar isso acontecer. O que diabos Lois quer? Enquanto isso, no outro lado da história as heroínas de Bárbara estão em apuros sem o auxílio da chefe. A adoslecente e imadura Marginal entra em cena para tentar ajudar. E aparentemente dá certo sua tática. E mais adianta, Justiceira está com sérios problemas para sair da penitenciária Denasana ou não? O que ela está querendo fazer? Só saberemos mês que vem em Aves.

Conclusão: Titãs com uma boa história, Renegados com uma história desnecessária mas com boas lutas, Robin merece ser chutado no lixo e Aves de Rapina com uma história meio confusa, mas acredito que ela chega aos seus propósitos. No fim uma edição mediana que poderia ser melhor.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.