JogandoReflexões & Opiniões

Banimento Tupiniquim de Bully ganha repercussão internacional…

Tenho que admitir que quando algumas palhaçadas do nosso “Brasilzão” viram noticia, eu não ligo muito, afinal aqui é o país onde tudo dá em pizza. Mas fico extremamente preocupado quando nossos vizinhos acabam sabendo de tais palhaçadas.

O dia está só começando e fui nos sites internacionais ver as notícias do mundo gamístico para o blog e não é que dou de cara com a notícia do Juiz Brasileiro que baniu Bully no Rio Grande do Sul em tais sites? Vejam a scan do Kotaku e Gamespot.

 

 

Minha opinião em torno do caso Bully:  O Juiz foi um infeliz.
Existem tanto na mídia de entretenimento que questiona valores morais, que vai contra as regras padrões da sociedade, que entope artérias com violência e por que só Bully tem que ser pisoteado? Quer dizer, Bully e os outros 2 games banidos meses atras (Counter Striker e o outro que me escapou da memória). E quando estou falando de mídia de entretenimento eu quero dizer tudo, revistas em quadrinhos, novelas da globo, filmes americanos, músicas tocando em rádio. Por que essa caça as bruxas contra os games?

Vou dizer algo que um membro do forum NGM disse, a decisão desse Juiz é lamentável e uma vergonha ao crescimento do mercado de games no Brasil. É um retrocesso e um caso claro de censura. Não cabe ao Juiz dizer o que um gamer pode ou não jogar. Se ele é menor de idade é obrigação dos pais o vigiarem e regularem o que a criança vê, seja no videogame ou na TV. Por isso existem medidas de classificação etárias para tudo. Se elas não são cumpridas no mercado, que se façam meios de serem cumpridas ao invés de simplesmente retirar o produto do mercado.

São Juizes assim que demonstram o quando a justiça brasileira é atrasada, burra, ignorante e vergonhosa.

Veja a reação internacional do caso Bully aqui:
Kotaku: http://kotaku.com/378588/brazil-gets-the-memo-bans-bully
Gamespot: http://www.gamespot.com/pages/news/show_blog_entry.php?topic_id=26335493

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios