AssistindoCinemaPapo Pipoca

Cinema: Kung Fu Panda – Eu fui!

https://i2.wp.com/img253.imageshack.us/img253/6870/kungfupandaposterwe9.jpg?w=708

Warning! Warning!
Risco de Spoiler! Se você é alérgico, não continue!

Hype demais… Dreamworks já fez melhores…

Fui feliz hoje ao cinema, afinal foi uma sessão especial de pré-estréia de Kung Fu Panda que só vaaaaai estrear semana que vem. Afinal, a animação tem trailers hilários, não tinha porque ir ver sem esperar qualidade.

Infelizmente, graças a algumas normas do Ministério da Cultura, que obriga o cinema a ter os filmes dublados, ainda mais os de classificação livre, não pude conferir a versão legendada, que óbviamente deve ser 2 vezes mais engraçado.

O caso aqui é que Kung Fu Panda é um filme que tem mais expectativa do que fato. Em primeiro momento cheguei a pensar que todas as melhores piadas estão no trailer. Uma ou outra sobreviveu fora dos trailers. Fica aquela sensação amarga de “estou rindo de algo que já ri?”.

O segundo problema é o mau aproveitamento dos personagens secundários. Quem espera ver o Macaco e cia junto com as trapalhadas do Panda, pode esquecer, se eles atuam junto em 20 minutos de filme é muito. O que parece é que tais personagens só foram inseridos na trama para a grande batalha na ponte, que diga-se de passagem é a segunda melhor. Tudo bem que isso é aceitável, mas eu realmente queria ver o Macaco (Jackie Chan) mais vezes e mais caricato com o ator.

O Panda vai atuar mesmo é com o mestre, aquele esquilinho pequeno na qual não foi o suficiente para eu lembrar o nome. E aqui temos um outro probleminha. O enredo flue de forma muito mal planejada, sabe aquela jornada do personagem principal que o muda e o define como heroi na história? Pois é, não existe aqui. Num clipinho musical Panda vira um ninja mediano e já está a OK. Se não fosse a excelente montagem final com a briga pelo último bolinho (que é extremamente bem montada, porém não tão hilário assim) seria uma desculpa e arranjo muito mal feito.

Isso são duas tremendas falhas de enredo (mal aproveitamento dos secundários e protagonista sem uma reflexão digna). Claro que o filme é infantil. Para crianças mesmo, se você quer algo mais reflexivo, vá ver Wall-E. Digo isso porque Dreamworks é responsável por Shrek puxa. Burro e Gato de Botas? Secundários incrivelmente bem trabalhados. Sem falar que ela sabe criar situações engraçadas com o conjunto da obra e em Kung Panda não tem isso. Está para existir um diálogo tão engraçado como a do Burro e Shrek discutindo sobre bolos e cebolas.

O que o filme tem de bom? Primeiramente a belíssima arte gráfica. A arte dos personagens são fantásticas. A arte dos cenários é algo supremo, incrivelmente perfeita. E os lances e angulos de camera são magnificos. Mas aspectos técnicos são irrelevantes sem o resto do conjunto da obra.

O segundo ponto positivo do filme são as lutas. O efeito slowmotion é perfeito e dá o clima exato para as lutas. 2 delas ficam marcadas, a luta dos 5 secundários versus o vilão do filme numa enorme ponte num precipício e a ultima luta do Panda versus o vilão. Alias a última é incrivelmente engraçada visualmente, mas não chega a ser possível dar gargalhadas, é um humor contido.

Vale a pena ver nos cinemas? Só se você for sem expectativa. Eu diria que Kung Fu Panda está no nível de qualidade de Os Sem-Florestas, também da Dreamworks. Um filme bacana e olhe lá.

Espero o DVD de Kung Fu Panda para assistir legendado. Aí sim talvez fique mais bacana. Semana que vem vá ver Hancock de Will Smith, acredito que será mais lucro…

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.