Lendo

Review DC – Contagem Regressiva – Nº 03

43 – O Funeral: Contagem não começa esta edição de forma ruim, pelo contrário, a primeira história é praticamente dedicada ao funeral de Bart Allen, Kid Flash e Flash, morto na última edição de Melhores do Mundo (nº 14) pela Galeria de Vilões. Flautista e Trapaceiro vão ao funeral, mas acabam sendo descobertos e fogem, porém são capturados pela Esquadrão Suicída. Alías até o fim desta edição eles fazem isso. Monarca começa a agir por baixos dos panos, mas nada com que o leitor possa se preocupar no momento. Holly continua na casa de Atena tentando entender aquele mundinho e fazendo pouco que valha a pena ser mencionado. E mais nada de interessante.

42 – Choque Sistêmico: Trapaceiro e Flautist continuam fugindo, incrivel como os dois são escorregadios, conseguem escapar do Esquadrão Suicida. Mary Marvel condinua zanzando por Gotham e acaba dando de cara com o Charada, que atualmente não é um vilão (aparentemente). Ambos caçam o Cara-de-Barro, mas Mary mostra problemas de temperamento. Enquanto isso Donna Troy, Monitor e Jason Todd encontram-se com Dr. Choi (Ryan) para irem para o Palmerverso (sim, é este o nome), buscar Ray Palmer, desaparecido desde Crise de Identidade. Essa linha da história acaba sendo a mais bacana até o momento. E Jimmy, um pouco sumido, está pensando numa fantasia para ele se tornar um super-herói de verdade.

41 – Outra Bela Confusão: Pronto, fantasia ok e Jimmy vira o Sr. Ação. Mas isso é assunto para uma outra edição já que ele some dos próximos capítulos de Contagem. Donna , Jason e cia continuam suas buscas, cada vez mais adentro do Palmerverso, o que vale mais pela curiosidade de como ele é. Trapaceiro e Flautistas e suas 9 vidas acabam indo se esconder no clube do Pinguim. A sub-trama de Holly está tão chata e sem objetivo aparente que nem vou mencionar. E, por fim, Karatê Kid da Legião, encontra Una, uma dos alter-ego da Moça-Tríplice. A trama do Karatê é outra que ainda não faz o menor sentido.

40 – Pequenas Maravilhas: Porrada no Palmerverso! Jimmy esperimentando seu novo uniforme. Mary Marvel encontrando Zatanna para descobrir como se controlar. Opa, um momento legal: Darkseid em Apokalips reunindo um grande exército dando a entender que em breve haverá uma grande ofensiva. Acabou… se tem algo de interessante ou que valha a pena, eu não vi.

No resumo das coisas Contagem é um punhado de sub-tramas sem sentido, não empolgam e que basicamente todas estão sendo resolvidas em outras revistas ou mini-séries, deixando a leitura totalmente desnecessária.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.