Jogando

Dica de Site: A fúria nerd em um homem só [Post do Recruta]

Post enviado pelo leitor Eduardo.

Se você é viciado em internet e games assim como eu, no mínimo já deve ter ouvido falar do Angry Vídeo Game Nerd. James Rolfe é o cara por trás do nerd boca suja que analisa games oldschool e que em sua grande maioria são um “piece of shit” como ele mesmo diz.

A idéia surgiu em 2004 como uma brincadeira quando James gravou um vídeo para mostrar a seus amigos o porquê Castlevania 2: Simon’s Quest o tirava fora do sério. A review era bem básica com apenas alguns gameplays do jogo e Rolfe metendo o pau em cima apenas em voz.

A parada rodou entre seus amigos e fez a alegria da galera, na época apenas em VHS. Algum tempo depois, James resolveu gravar um segundo vídeo e dar a cara frente às câmeras, mas dessa vez já encarnado como o Nerd na review de “Dr. Jekyl and Mr. Hyde” enchendo a cara de cerveja para aliviar sua raiva. É claro que as duas pérolas foram parar na internet em seu site pessoal por sugestão de seu amigo Mike Matei (que constantemente participa de muitos dos episódios fantasiado) e conseqüentemente mais tarde no you tube virando febre no ato, levando James por fim criar uma série de episódios. Atualmente seu site é abarrotado por nada mais nada menos que 400 pessoas por segundo criando uma fervorosa legião de fãs. Olha, eu sou uma mula em matemática e tão pouco entendo de tráfego de sites, mas quando juntam o número “400” e “por segundo” na mesma frase eu sei que é coisa pra cacilda.

No início o personagem tinha o nome de Angry Nintendo Nerd, mas por motivos óbvios de não levar um senhor processo e por eventualmente analisar não só o pior da laia de jogos do Nintendinho, como também da Sega Genesis, Playstation, Atari e até do monstro Virtual Boy, (que se você, gamer fanático nunca ouviu falar, considere-se um cara de sorte) passou a se chamar Angry Vídeo Game Nerd.

Os reviews do Nerd chamam atenção por entreterem e divertirem muito mais do que analisarem. Muitos dos episódios os jogos nem são lá tão ruins como James esculacha, dando abertura assim ao seu objetivo principal que é centrar no humor, no entretenimento e dar um ar mais teatral às análises que no fim das contas acabam virando aventuras bizarras que levam o irritado personagem a níveis estratosféricos da piração, que de acordo com ele mesmo “If you take my reviews seriously, you are missing the whole point”. Os vídeos assim refletem muito mais à uma segunda paixão de Rolfe além dos games, o cinema. Dirigindo, produzindo e editando seus próprios curtas desde cedo e de uma forma ou de outra dando origem aos episódios mais teatrais do AVGN.

O humor de James vai do bizarro ao escatológico sempre terminando em piadas que envolvem cocô. Vide o episódio “Bugs Bunny Birthday Blowout” em que o Nerd depois de espancar o próprio Pernalonga “himself” até desmaiá-lo, solta um barro na cara do velhinho.

O esquema mesmo é manjar um pouco de inglês para entender o imundo vocabulário composto de piadas que são metralhadas em demasia durante os episódios que duram de 10 até 20 minutos. Em muitos deles você pode trombar com as mais variadas celebridades que estrelaram em games durante os anos, que vão de Homem Aranha, o próprio Pernalonga já citado, o assassino de Sexta-Feira 13, Jason Voorhees e por que não toda a Família Adams, esta em questão, sendo todos os membros da família interpretados por James.


O Nerd sendo ameaçado pelo próprio Jason Voorhees para jogar seu jogo.

Embora alguns episódios soem forçados em alguns momentos e talvez o toilet humor não agrade a todos, em sua grande parte são extremamente elaborados com fantasias, efeitos e maravilhosamente toscos em toda sua beleza mais pura e angelical, com direito até uma música tema que entra na mente rapidinho, composta por James e seu amigo Kyle Justin, o qual toca e canta a mesma e “mora” atrás do sofá em que o Nerd costuma jogar seus jogos.

Para quem ficou curioso, ou já viu e quiser rever: “Bugs Bunny Birthday Blowout” (Só clicar).

Se você se interessou sobre o AVGN, mas não sabe uma pinóia de inglês, ainda há esperanças pra você. No nosso velho e querido you tube você pode encontrar alguns episódios legendados em português, é só procurar.

Agora se você já manja um inglesinho safado, dá pra acessar o site e conferir não só todos os episódios como também outros trabalhos e saber mais sobre a vida de James Rolfe: www.cinemassacre.com

E é claro, para os nerds que fizeram um twitter pra não ficar de fora da rodinha dos amigos descolados, sigam o @cinemassacre e fiquem sabendo das novidades antes que todo mundo.

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.