AssistindoPapo Pipoca

Cinema: A Caixa – Eu fui!

Sabe quando você está naquela aula chata, de algum assunto que você não tá nem aí e você olha para o relógio uma, duas, três vezes e descobre que só se passaram cinco minutos?

Assim é “A Caixa”. Monótono, chato e pobre são adjetivos que são perfeitos ao filme. Péssimas interpretações, direção sem sentido, um climinha forçado de suspense à moda antiga e uma trilha sonora insuportavelmente chata!

A intenção era criar uma coisa meio noir, meio paradão/vida real, pelo que percebi… Não prende o público, não causa aquela sensação e nem aquela pergunta: “Como isso vai acabar?”. É tudo muito claro, tudo muito clichê, com as desculpas esfarrapadas de sempre, sobre humanidade e seus valores, blá, blá, blá!

O argumento que dá origem ao filme é interessante, é verdade. Pessoas passando por certas dificuldades financeiras têm a opção de apertar um botão em uma caixa entregue por um desconhecido. Apertando, eles ganham um milhão de dólares, mas, alguém, em algum lugar, morre…

Mas, o desenrolar, os motivos, o roteiro, tudo mesmo, fica sem pé nem cabeça, causando aquela sensação na gente: “Meu Deus! Isso não terminar nunca?”.

Eu gostaria de resumir dando uma belissíma nota 0, de 1 a 5, sendo que 1 = ruim.
Não consegui ver nenhum aspecto positivo no filme para falar aqui.

Posso dizer, com convicção que, se não fosse por escrever aqui, eu diria que perdi integralmente 2 horas da minha vida.

Isso também pode lhe interessar

Pedro Duarte

Jornalista apaixonado por todas as coisas que existem. Deve ser isso! Não há nada de novo que não demonstre interesse imediato em conhecer: ler, assistir, escutar, experimentar. Tentando viver um pouquinho de tudo por dia e passar a experiência aos nossos leitores!
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.