JogandoReflexões & Opiniões

GestureTek, o real embrião do Project Natal? [X360]

Andei vendo o vídeo abaixo que mostra um pedaço da convenção Think Next promovida pela Microsoft Israel R&D Center. No vídeo, temos o Dr. Ilan Spillinger (Microsoft VP Hardware and Technology) mostrando ao vivo uma suposta apresentação do Project Natal, onde podemos perceber como a imagem do corpo é “visualizada” pelo software e, bem, vejam por si mesmos um pequeno trecho dessa apresentação:

Bem, muita gente está falando que o vídeo mostra tecnologia relacionada ao Project Natal, mas pode ser que seja outra coisa mais antiga, pode ser coisa da GestureTek.

A GestureTek está presente no Xbox 360 desde 2006, é uma empresa que lida diretamente com interfaces que reconhecem movimentos feitos pelo usuário. Sua tecnologia também está presente na Eye Toy da Sony, e vai além, alcançando celulares, eventos esportivos e até mesmo é utilizada militarmente, entre outras aplicações.

No Xbox 360, a Xbox Live Vision é usada em conjunto com o software da GestureTek. No caso da Sony, não sei se a tecnologia é aplicada na Eye Toy atual. De qualquer forma, ambas as empresas já tinham como lidar com jogos controlados por movimentos, mas suas ações nesse campo foram tímidas em termos de jogos lançados usando tal tecnologia.

Será que tanto a Microsoft quanto a Sony achavam que essa tecnologia da Gesturetek não era boa o suficiente para competir com a Nintendo? Não sei, mas é fato que desde que o console da Nintendo foi lançado ambas as empresas também buscavam uma fatia do mercado da Big N, antes mesmo que o Wii se consolidasse como uma máquina de imprimir dinheiro. Não é que a Microsoft foi se interessar pelo assunto em 2008, ou a Sony só em 2009, como pensam alguns gamers. As três grandes companhias de jogos eletrônicos estão sempre atentas uma ás outras, e suas equipes de pesquisas estão sempre pesquisando novas tecnologias.

Se a Nintendo recusou o Project Natal, e Sony e Microsoft não deram muita bola para a GestureTek, é por terem cartas na manga, talvez. Vejam só: A Nintendo recusou o Project Natal, a Sony licenciou a tecnologia da GestureTek, a Microsoft em seguida também fez a mesma coisa, porém mais tarde adotou o Project Natal.

Mas essa história toda mostra que o assunto é muito mais velho do que se pensa, e jogos controlados por movimentos não é uma febre do verão passado, mas algo sério, que movimenta muito dinheiro e recursos. E sobretudo, é algo a essa altura, digamos, irreversível. Torcmos para que ela possa pelo menos ser bem melhor aplicada do que é hoje.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Mauri Link

Um gamer inveterado desde a primeira geração de consoles, aficcionado por histórias em quadrinhos, nerd de carteirinha, e super-herói nas horas vagas!
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.