Conversa de MangáJapão

Conversa de Mangá: Naruto 503 – Fuujin Shiki do Minato!

Naruto: Capítulo 503 foi disponibilizado dia 22 de Julho: “Fuujin Shiki do Minato!”.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu o capítulo 503 de Naruto. Atualmente acompanho o mangá pelo site Mangá Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a StrawHat Scans tem a tradução em Português!

Naruto 503

Fuujin Shiki do Minato!

Olha, faltou muito pouco pra esse conversa não ter saído na sexta. Não curto muito fazer o CdM do Naruto assim no final do domingo, porque eu sei que muitos leitores ficam ansiosos para comentar sobre o mangá e acho sacanagem fazer vocês esperar o final de semana todo. Mas eu tive que escolher entre colocar o recrutamento em dia (coisa que consegui alias) ou fazer meus posts do final de semana. Mas eu espero mesmo que ao final do recrutamento, eu consiga mais tempo e disposição para que todos os quatro CdMs saiam sempre antes do término do sábado, na máximo. Mais uma coisa antes de começar. Quero lembrar que meus comentários e opinião sobre o fim da One Manga, então no conversa de mangá de Katekyo Hitman Reborn, num texto à parte, o que facilita caso você não acompanhe o mesmo. Peço que discutam sobre este assunto, neste link então. 😉

Voltando ao Naruto. Capítulo bacana, muita emoção, cenas épicas e peças sendo encaixadas perfeitamente nesse gigante flashback que é a chave principal para o mangá de Masashi Kishimoto. Fico impressionado com a sensacional atuação do Minato, 4º Hokage e pai de Naruto. O cara era realmente um monstro, digno de entrar para a tripulação do Ruffy em One Piece. Conseguiu derrotar rapidamente o Madara, deixando o vilão com no chinelo, chegou dando uma “pisada” na Kyuubi e ainda conseguiu teletransportar a raposa, Kushina e Naruto para bem longa da vila da Folha. Ca-ra-ca! Isso porque quando o mangá começou, havia sempre aquela coisa de limite de chakra e vezes que um personagem podia usar tal poder ou habilidade. Minato não tem nada disso, vai usando e usando, e apesar de aparentar cansaço, isso não importa muito. Estou de boca aberta com ele. E já disse e repito mais uma única vez, Naruto tem que ficar igual ao pai. Loucura total!

Neste capítulo também é possível ver que o Madara não havia bolado um plano muito astuto e parece que muita coisa foi feita meio nas coxas, sem considerar a imprevisibilidade de acontecimentos que provaram ser o fracasso de seu plano. Tudo bem que não foi uma derrota total, afinal, o vilão acabou diretamente sendo o responsável pela morte de Kushina e Minato, mesmo que o objetivo do plano não tenha sido alcançado. É quase a mesma coisa que ocorreu quando Orochimaru tentou derrubar a vila da folha, mas no final, a vida do 3º Hokage foi a grande perda da história. Acho que é bem pra isso que os Hakages servem mesmo, né? Interessante mesmo essa coisa do sacrifício. Como será que o primeiro e o segundo Hokage morreram? Não me recordo se isso foi mencionado no passado.

Foi muito impactante ver o pequeno Iruka em via de perder a sua família, e todos os jovens ninjas, que hoje são os mestres, fora da batalha com a Kyuubi. E curioso a escolha de Kurena e pai na discussão de porque não participariam da batalha, eu esperava mais berros por parte do Gai e uma rebeldia do Kakashi. Mas o melhor foi o Iruka mesmo. Me pergunto se o Kishimoto tem mais alguma coisa reservada para o futuro desse personagem. Imagina o Iruka morrendo para proteger o Naruto? Alias isso quase aconteceu na saga do Pain afinal.

Antes do último assunto, é sempre um prazer ver o 3º Hokage em batalha e o quão forte Kushina é, mesmo no estado em que se encontra. São dois personagens realmente carismatico.

Mas chegando ao fim, Minato realmente parece um estrategista de primeira. Tomou uma incrível decisão em questão de minutos entre a derrota de Madara e o aprisonamento temporário da Kyuubi pela Kushina. Provando novamente ser um grande personagem. Dois coisas me despertaram a curiosidade, primeira foi a Kushina querendo selar a Kyuubi dentro de si novamente, alegando que isso a faria desaparecer momentaneamente. Então a Kyuubi é imortal? Não tem como matar a raposa infinitamente? Certamente devo estar viajando e isso deveria estar óbvio pra mim, mas é que sempre fico impressionado como os bijuus são quase como deuses no mangá. Podem ser aprisionados eternamente, mas nunca morrem, é como um gênio da lâmpada dos contos das arábias, mas não concedem três desejos. Será mesmo que não é possível matar um bijuu? E se Minato roubasse todo o chakra da Kyuubi com o jutso da morte? O que aconteceria? Ela voltaria muito depois 100% restaurada? Ou seja, no dia que o Naruto morrer, já que ele tem apenas metade do poder da Kyuubi, se ele não passar a Kyuubi para alguém, ela retornará com força total, incluindo o poder que Minato pretende levar consigo? Complicado, não?

Outra coisa que sempre me chamou a atenção mas o Kishimoto nunca explicou, são como funcionam estes jutsus proibidos e secretos. Quer dizer, houve a explicação do chakra e do corpo, depois do elementos da natureza, e depois as variações, como o tal jutsu da madeira do Yamato, mas e estes jutsus pra lá de bizarros? Como uma criatura assim pode ser invocada? Como funciona realmente estes jutsus e de onde vem a existência deles? Eu gostaria muito de uma explicação pra isso, alias como é que Minato sabe usar isso? E por fim, deve ser daí que o 3º Hokage tirou a idéia para concluir a sua luta com o Orochimaru, se bem que diante da batalha do 4º e a Kyuubi e Orochimaru e 3º Hokage, me parece um pouco exagerado a decisão de Sarutobi ter feito o que fez. Ah, eu queria tanto ver Orochimaru de volta no mangá. Gostava mais dele do que do Madara, mas deve ser porque o Orochimaru tinha umas habilidades bem loucas, enquanto o Madara fica com aquele sharingan caolho e com estes jutsus de gasparzinho. Rá! É isso! XD

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios