JapãoJogando

Dificuldade reajustada para Catherine no Japão! Será que receberemos uma versão facilitada? [X360/PS3]

Catherine, jogo promissor e singular (pra não dizer bizarro) desenvolvido pela mesma equipe da Atlus responsável pela série Shin Megami Tensei, foi lançado há apenas quatro dias no Japão, mas já recebeu uma enxurrada de críticas de jogadores frustrados dizendo que o game é difícil demais até no modo mais fácil. As reclamações foram tantas que os desenvolvedores anunciaram que estão trabalhando num patch para resolver o “problema”.

Segundo o diretor do jogo, Katsura Hashino, as partes de ação de Catherine — que ocorrem dentro dos pesadelos de Vincent, o protagonista — são difíceis para que passem sentimentos de tensão e, uma vez completas, de satisfação aos jogadores. Porém, ele admite que sua equipe pode ter ficado boa demais no jogo e exagerado na dose.

Além do patch, o site oficial do game será atualizado para incluir uma nova seção com dicas e estratégias para cada estágio.

Como fã de um bom desafio, confesso que fiquei inicialmente decepcionado com isso, e torcendo para que o patch em questão seja opcional e não acabe punindo aqueles que, como eu, gostam de se aventurar em jogos difíceis. Porém, em comentários feitos na fonte da notícia, alguns usuários afirmam que Catherine é mais apelão até que Super Meat Boy, Ninja Gaiden e Devil May Cry 3, títulos famosos por serem implacáveis em termos de dificuldade. Sem ter jogado é impossível saber se eles estão exagerando ou se suas afirmações têm fundamento, mas, uma vez que as reclamações foram tantas a ponto de provocarem o lançamento de um patch, é bem provável que o jogo realmente tenha dificuldades desbalanceadas e, nesse caso, sou a favor da correção.

Resta saber agora qual versão será distribuída no ocidente: a original ou a corrigida. É verdade que Catherine ainda não foi sequer anunciado por essas bandas, mas se tratando de um jogo da Atlus é bem provável que seja lançado, sim. Não sei quanto a vocês, mas eu ficarei na torcida para que, independentemente da versão que recebermos, o título consiga atingir o equilíbrio entre desafio e frustração que, na minha opinião, todos os jogos devem almejar, proporcionando uma experiência que seja satisfatória a todos os tipos de jogadores.

Pra finalizar, aproveito o gancho para passar dois links interessantes em inglês: esse site, que conta várias histórias interessantes de jogos que tiveram dificuldades alteradas por região — inclusive o polêmico caso de Devil May Cry 3, cujo modo normal era equivalente ao hard japonês —; e essa excelente matéria que a Dakini divulgou em seu twitter sobre o exagero no apelo sexual dos comerciais japoneses de jogos (incluindo Catherine, claro).

[Via andriasang]

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.