Postando uma imagem… só porque curti! #4 [PicArt]

Me lembrou como é bom não só ler, mas também ouvir histórias. Faz muito, muito tempo desde que alguém “me contou uma história”, talvez desde que eu era pequenininha mesmo, mas sempre curti. Foi até por isso que comecei a ler mais cedo que meus amigos, já que minha mãe lia de forma que eu conseguisse acompanhar no livro, e aí fui aprendendo sem querer. Em tempo, a senhora aí me lembrou aquela da abertura de Baten Kaitos.

A long, long time ago it was. Before people began to dwell in the Sky…

Excelente RPG para o finado GameCube. Quem deu uma chance a ele dificilmente se arrependeu, e pro Diabo com as reclamações quanto à dublagem, ela não é ruim como dizem. Jogo muito bom mesmo, de história, personagens E gameplay, fora ser enorme, né. Quem não jogou e tem um Wii/GC, jogue! … E eu tenho que tomar vergonha e começar o Origins de uma vez.

[Créditos ao randis lá do deviantART.]

Isso também pode lhe interessar

23 Comentários

  1. Que legal a água escorrendo do livro, e o dedão do pé dela tá fugindo D:

    Dakini, porque não joga RPG de mesa já que gosta de ouvir histórias?

  2. Eu tive uma infancia privilegiada a meu ver rsrsrs
    meus avós são mineiros, cada um com seu sítio!
    Passei a infância comendo fruta empoleirado nas arvores
    correndo atrás de filhote de porco, e depois correndo da porca atrás do filhote rsrs
    ja corri atras de galinha para o almoço rsrs brinquei com um vira-lata chamado “Passa Fome” auhahuhuahua andei a cavalo, tentei ordenhar vaca e como premio ela fez o numero dois e espirrou na minha perna inteira, ia pescar no rio e por ultimo e o motivo desse relato tão pessoal rsrs eu ouvia muito CAUSO! Não era leitura de livro mas eram relatos de historias da região e das lendas brasileiras! Lembro como era gostoso sentar e ouvir as historias! as vezes encostava nos meus pais e ouvia a historia com a orelha grudada nas costas deles, aquilo mudava a voz e era melhor que varios calmantes rsrs dormia em menos de 5 minutos auhahuhuahua
    vendo essa imagem, me recordei de tudo isso!!
    pode não ser um tipo de ilustra que faça o gosto da maioria do blog, mas pra mim foi a melhor que vc ja trouxe ahuahu brigado dakini! =D

    1. Nossa, Renato, que bacana! Eu também passei minha infância “pra fora”, mas não era em sítio assim. Vivia subindo em árvora também, correndo por aí com os amiguinhos e criando cavernas e casas na árvore, hahaha. Tinha animais tipo cavalo, vaca, essas coisas, mas eu não era tão chegada (só nos cavalos), então ficava mais com os cachorros, que eram muitos! Também considero que fui privilegiada, a vida era super gostosa assim. ^^

      E que bom que gostou da imagem!! =D

      1. opa, se me lembrou, eu e meus amigos tinhamos a base secreta, uma clareira no meio de um bambuzal rsrsrs, lembro até hj que o dono do terreno saia atras da gente pq estavamos invadindo suas terras kkkk!

        essa mulecada que vive no playground do apartamento não tem ideia de como é bom a liberdade auhhuahuahua

        1. “essa mulecada que vive no playground do apartamento não tem ideia de como é bom a liberdade auhhuahuahua”

          [2]! Quando tiver meus filhos vou fazer questão de não criá-los num ambiente city-stricted, com certeza!

  3. Também tive uma infância livre… vivia na rua brincando e correndo para tudo que é canto… Bons tempos!!! Sou de Belo Horizonte, mas na infância morava na divisa com uma cidade da região metropolitana e geralmente esses bairros de capital já indo pro interior são mais calmos, além disso morava em uma casa relativamente grande com quintal… Hoje moro quase no centro de BH e em apartamento… Nem precisa falar que antes morando em casa e em bairro mais tranquilo era bem melhor!!!

    Pobre crianças de hoje que crescem presas!!! As poucas que ainda tem um pouco de liberdade são privilegiadas…

        1. Hhahahah, mas não tem nada a ver com jogos de cartas, tipo Yu-Gi-Oh! como o Dhieferson falou. É tipo tempo real, tu monta um deck e as cartas vão surgindo durante a batalha na tua mão, cada uma é um golpe ou habilidade dos teus chars, aí tu tem que ir selecionando rápido, montando combos. As cartas tem números também, tipo, tal carta tem 1 – 7 – 0 – 3, quer dizer que se tu jogá-la seguida de uma que tenha 2, 8, 1 ou 4, vai formar “chain” e por quanto mais tempo tu conseguir fazer isso mais poderoso o combo. É muito foda o sistema de batalha, bem complexo também, com vários bônus por elementos, quantidade de cards, etc.

          As músicas das batalhas também são um show à parte. *-*

          Esse vídeo é de uma dungeon +-, mas dá pra ter uma boa noção da batalhas: http://www.youtube.com/watch?v=ncms2IdD4mQ

          1. Haaa deve ser foda!!! 8D
            Não sei nada da história mas gosto da arte do tal Kalas e das músicas e vai ser legal conhecer outro sistema de batalha, empolguei!! 8D
            Mas queria terminar uns SMT aqui.. e tenho que consertar o leitor do meu Wii pra voltar a jogar Cube… mas já é prioridade!

            Viciei na House of Cards… 8D

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.