Conversa de MangáJapão

Conversa de Mangá: Bleach 441 e 442 – Battlefield Shallows, Otherfield Abyss

Bleach: Capítulo 441 e 442 foram disponibilizados dia 17 e 30 de março, respectivamente: “Spotlight Brocken e Battlefield Shallows, Otherfield Abyss“.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu os capítulos 441 e442 de Bleach. Atualmente acompanho o mangá pelo site Mangá Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a StrawHat Scans tem a tradução em Português. 😉

Bleach 441 e 442

Spotlight Brocken / Battlefield Shallows, Otherfield Abyss

Bem, talvez alguns não concordem, mas eu me sinto satisfeito com estes dois últimos capítulos de Bleach. Kubo está tentando lidar com vários momentos e situações distintas em cada um dos capítulos, e com isso a narrativa segue com várias divisões. Prefiro três a quatro páginas para cada momento, do que um capítulo só com aqueles quadros enormes só pra acontecer uma única coisa. Soma-se isso ao fato de que continuo lendo o mangá de dois em dois capítulos e realmente é mais prazeiroso acompanhá-lo assim.

E eu já esqueci o nome da tiazinha acima, da camisa Unagi. Posso chamá-la assim? Enfim, estranho o autor voltar a mostra ela assim de repente, como se estivesse alertando os leitores tipo “olha, não se esqueçam dela”. Será que a Unagi realmente tem um papel importante nesta saga? Tem o filho dela espiando pelo porta também. Só falta ser filho do Ginjou ou outro desse grupo de novos personagens. Estranho, né? Não sei realmente o que esperar desta personagem. Depois deste capítulo, não acho que ela seja apenas um mero coadjuvante das histórias cotidianas do Ichigo. Deve ter mais a se revelar sobre ela.

Logo depois temos o Ginjou contando um pouco sobre o… hum… (para e corre na outra página pra ver o nome do cara pela décima vez).. Tsukishima. Nesse ponto fiquei meio que dividido, pois não dá para saber com exatidão quem então é o vilão desta saga. Talvez o Tsukishima saiba algo sobre o Ginjou e esteja impedindo seus planos, ou vice-versa, que o Ichigo está sendo manipulado eu não tenho dúvidas, mas quem está puxando a cordinha? Quem é realmente o vilão desta saga? Não iria me admirar se fosse o Ginjou e não o Tsukishima. Essa história que o Tsukishima matou um shinigami, traiu seu grupo e blá blá blá, quem garante que não é o Ginjou que fez isso? Afinal, o emblema do shinigami morto está em suas mãos…

Logo depois o capítulo (caraca!! ainda tem mais capítulo!!) ainda mostra o Ichigo encontrando seu pai que está encontrando com o Urahara! Puuuuutz, e o Kube não revela logo o que diabos está acontecendo com a família do Ichigo! Qualé do Urahara, qualé do Isshin. Ninguém fala nada! Deu aquele clima gostoso de “recupera logos os poderes pow”.

Por último, somos apresentados ao próximo treino do Ichigo, dentro do aquário da Riruka! Enfrando a Jackie Tristan (Ok, um nome fácil de guardar!). A luta só começa no próximo, mas deu pra ver o cenário e o objetivo, e o Kubo ainda lançou a deixa de que talvez o fullbring do Ichigo sofra uma nova transformação (o que não aconteceu ainda no 442). Vai virar espada! Aposto! Até aí não é muito uma novidade, pois aquele troço shuriken que  o emblema se transforma é uma arminha safada de usar. XD

O capítulo 442 não foi tão rico em detalhes quando o 441, mas foi quase. Gostei dele também, apesar de perceber que quando começam as lutas, o autor sempre exagera nos quadros e gasta mais páginas do que deveria. Precisava destes quadros enomres que ocupam quase uma página inteira? Ainda bem que ele soube ao menos equilibrar os momentos do capítulo.

Riruka, Ginjou e o garoto com o videogame portátil no começo para dar aquele tom de humor e introdução ao capítulo deu certo. Ao menos comigo. Riruka já não parece tão desequilibrada agora, menos mal, prefiro a garota assim. Ginjou continua fazendo estas caretas de humor, mas não vejo o personagem apenas como um aliado, como eu disse acima, pra mim, ele ainda pode ser o vilão da saga sem problema.

Já em relação a Jackie, agora deu para conhecer mais sobre a personagem. Também gostei do momento “você diria isso num campo de batalha?”. Rá! Ichigo e a honra do mocinho. É claro que ele diria. Herói não parte pra cima do bandido, ou se aproveita para atacar pelas costas (o que alias era uma característica que achava o máximo no começo de Naruto, os ataques vinham de qualquer lutar, as lutas eram imprevisíveis). Tudo bem que é uma característica que torna mesmo batalhas em mangás previsíveis e as vezes chatas, como aquela história do herói apanhar, apanhar, apanhar e num ato de fúria depois de ser humilhado, derrota o vilão. Isso é comum. Quando o mocinho não precisa morrer pra isso acontecer. Mas é sempre bom ver estar ironias sendo expressadas dentro da história. Bom momento. Quanto ao fullbringer da Jackie, além da supervelocidade, ainda não sei dizer o que mais faz. Será que vai ser parecido com as habilidades da Lenalee de D.Gray-Man? É a única coisa que me vem em mente.

Por último, Inoe, Sado e Tsukishima. Nada muito a declarar, estranho a Inoe dizer que é como se ela fosse curada instantaneamente. Fique pensando se ela não foi cortada mesmo e seu poder a curou sem que ela tivesse ativado. Será possível? Estranho, mas ainda continua achando que é uma habilidade do fullbringer do Tsukishima. Alias a cena de comédia e espirro do garoto aliado do Tsukishima foi estranho. Possível vilão sendo catarrado assim na cara dura? Kubo fazendo cenas de comédia com os antagonistas da história só para deixar a gente em dúvida.

E o capítulo acabou, mas não me bateu aquela ansiedade pro próximo. Podia ter dar um pedaço de carne maior pra gente morder. Expectativas zero. Pra mim o próximo vai ser sobre a sequencia da luta da Jackie e do Ichigo. O que mais Kubo irá preparar pra próxima semana?

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios