LendoWallpapers

Asgard caiu, mas os os heróis se levantam e dão início a uma nova era! [O Cerco Nº4] [MdQ]

Por um período longo demais, o mal reinou supremo no Universo Marvel. Norman Osborn e sua Cabala de poderosos aliados, aproveitando-se das convulsões que agitavam a comunidade super-heróica, conseguiram ascender ao poder. E pior, conseguiram se manter nele! Foram meses de perseguição, terror e perfídia, nos quais os antigos campeões da justiça precisaram viver – e sobreviver! – escondidos e desacreditados.

No entanto, o mal, por sua própria natureza, não pode viver pra sempre nas luzes. Osborn perdeu sua liderança, aliados e lucidez pouco a pouco, chegando ao ponto de apostar todo o seu reino em uma única e insana cartada: derrubar a Cidade Dourada de Asgard dos céus acima da pequena Broxton, Oklahoma. O sucesso do antigo Duende Verde pode significar a perpetuação de seu poder. O fracasso, a ascensão de uma nova Era Heróica.

A queda do mal e ascenção heróica! Veja o que aconteceu nessa edição cheia de tensão!


A espetacular conclusão! Osborn está vencido, mas o Sentinela ficou totalmente fora de controle e os heróis tentam uma jogada desesperada para contê-lo! Na quarta e última edição do Cerco, Bob Reynolds perdeu totalmente o controle, e o Vácuo agora está livre para trilhar seu caminho de destruição.

E é com um pouquinho de tristeza que começo a folhear as últimas páginas dessa aventura tão incrível, e sinto também raiva do maldito Loki, que começa a choramingar dizendo que ele só queria salvar Asgard, mas que a coisa toda pendeu para um lado que ele não previra nem em seus sonhos mais loucos.

O Vácuo foi libertado, e tudo aconteceu por causa das maquinações do deus da trapaça. E aí Loki faz uma coisa pela qual eu não esperava, que é tentar salvar o dia. Quem diria, isso não é algo muito comum de se ver. Loki retoma a posse das poderosas pedras nornes que estavam de posse do Capuz Vermelho, e usa o poder delas para dar um boost nas forças dos heróis, colocando todos de volta ao combate e dispostos a tudo para vencerem o Vácuo.

É claro que isso não é só um ato benevolente de Loki, por trás disso eu entendo que existe a vontade dele de salvar o próprio rabo. Mas o que interessa é que o ato dele surte efeito, e os heróis, agora revigorados, partem pra cima do vácuo. Thor está realmente furioso com tudo o que aconteceu, e não poupa nenhuma energia e manda trovões gigantescos na fuça do Vácuo. Porém a criatura tem um poder descomunal e resiste aos ataques de Thor e dos demais heróis, descobrindo que Loki foi o responsável por reerguer os heróis.

Loki tenta se defender do ataque do Vácuo, mas não consegue se safar, é assim como fez com Ares, o Vácuo mata Loki. Confesso que nessa hora eu até torci pelo Vácuo, o trapaceiro merecia isso, vamos falar a verdade. Em meio à confusão, os heróis se esquecem de Norman Osborn, e o safaldo tenta fugir. Ainda bem que o velho Capitão América é um cara atento e vai atrás do maluco verde, tentando arrancar dele algo que seja útil para deter o Vácuo.

Osborn não diz nada que preste, mas Stark bola um plano. Eu chamaria o Deadpool e pediria a ele que falasse com o Vácuo até o bichão se suicidar por conta própria. Mas Stark pensa diferente e pede para que o Thor teleporte o Vácuo para o deserto ao lado de Broxton.

Em seguida, percebo novamente como Stark literalmente pensa fora da caixa. Ele pede que o aeroporta-aviões do Martelo seja esvaziado. Ri muito quando ele educadamente pede a Victoria Hand para ela tirar a bundinha murcha dela e cair fora do aeroporta-aviões também. Stark assume o controle do enorme encouraçado voador por meio da sua armadura, e lança-a na direção do enfraquecido Vácuo, como se o aeroporta-aviões fosse uma bala gigantesca!

O aeroporta-aviões explode ao chocar-se no chão onde o Vácuo está caído, e o que vemos é uma explosão que nem Michael Bay em seus dias mais loucos conseguiria imaginar. Os Vingadores rumam para o local e encontram Bob, aparentemente sem vestígios do Vácuo. Ele pede ao Thor que o mate, e o deus do trovão nega o pedido, dizendo que ele viver para pagar por seus crimes. Se eu fosse o Thor já tinha dado uma bela martelada na cabeça do sujeito, mas como Thor é um bom moço, o Vácuo ressurge!

Felizmente, Thor percebe que deveria ter realizado o pedido de Bob, e finalmente descarrega todo o seu poder no Vácuo, e após vários golpes, tudo o que resta é o corpo torrado de Bob, e assim como o Vácuo, o Sentinela tem sua morte decretada. Thor tira sua capa, e enrola nela o corpo de Bob. Ao mesmo tempo, a Torre de Vigilângia do Sentinela se desmaterializa do topo do prédio de Tony Strak, sinalizando que o poderoso Sentinela realmente não se encontra mais entre nós.

Thor voa até o Sol, e então lança o corpo do Sentinela nele. Enquanto isso, Steve Rogers reafirma que Bucky deve ficar com seu escudo e continuar a ser o Capitão América. Eu pensei que agora Steve podia voltar a ser desenhista, mas o persidente americano tem uma idéia melhor e nomeia Steve como o novo comandante da Shield. Porém Steve deixa claro que ele aceita o cargo só se ele puder agir do seu jeito.

Mais tarde, na Torre dos Vingadores, todos estão curtindo uma baladinha, quando Thor e sua trupe surgem. Thor reafirma os laços que unem Asgard e a Terra, e para simbolizar isso, Heimdall coloca no topo do prédio um pedaço de uma torre asgardiana (exatamente no lugar que era ocupado pela torre do Sentinela).

Eu já estava doido para ver a Mulher-Aranha e a Viúva-Negra partirem para um strip-poker em meio a essa baladinha, mas Steve Rogers resolve intervir e diz que ele tem planos e vai precisar de todos os heróis que estão lá reunidos. E assim termina o reinado Sombrio, que cede seu lgar para um novo tempo no Universo Marvel. Agora, é hora de entramos na Era Heróica!

E assim acaba o Cerco, uma saga curta, de apenas quatro partes, mas com tudo o que um fã de quadrinhos pode querer. Ação intensa, momentos épicos, uma história emocionante, tudo emoldurado com uma bela arte. É uma saga especial, que ficará marcada por dar início à Era Heróica, depois de anos de histórias onde o mal esteve sempre muito perto de triunfar. Foi muito bom poder acompanhar a reaproximação dos três grandes da Marvel (Thor, Homem de Ferro e Capitão América). Infelizmente o Sentinela se foi, é um personagem que eu gosto muito. Espero que um dia ele possa voltar e retomar seu posto como um legítimo Vingador!

Isso também pode lhe interessar

Mauri Link

Um gamer inveterado desde a primeira geração de consoles, aficcionado por histórias em quadrinhos, nerd de carteirinha, e super-herói nas horas vagas!
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.