Prévia: Almanaque Pato Donald & Tio Patinhas #2! Raridades de Don Rosa e muitos clássicos!

Em dezembro do ano passado fiz uma matéria aqui no blog a respeito das HQs feitas pelo Don Rosa. Na ocasião levantei a questão de três histórias que não estavam nos arquivos digitais da Abril e, portanto, precisariam ser resgatadas e tratadas digitalmente para poderem ser republicadas nas revistas atuais. Veja aqui a matéria.

Passado alguns meses, aí estão as 3 histórias raras do Don Rosa! Finalmente republicadas para esta nova geração de leitores! Com isso, toda a coletânea de HQs do artista se completa no arquivo digital da Editora Abril. As histórias são “O Superdonald Ataca Novamente!” e “Tudo o que Sobe… Desce“, presentes no Almanaque do Donald, e “Sempre é Tempo…” que está no Almanaque do Patinhas. Só elas já valem você correr a uma banca e adquirir os dois almanaques!

Mas as atrações dos novos almanaques dos patos não para por aí. No almanaque do Donald tem a dobradinha Carl Barks e Don Rosa, já que a HQ original do Superdonald é de Barks. Don Rosa fez uma sequência homenageando o grande Homem dos Patos. E o almanaque ainda sobra espaço para outras HQs clássicas, como as do desenhista Tony Strobl, Vicar, Carlos Herreiro e Pete Alvarado. Temos o Donald azarado, o Peninha atazanando o coitado, o Gastão com sua infalível sorte e até mesmo o Silva, eterno vizinho-rival do pato! Uma deliciosa seleção de histórias com certeza!

O almanaque do Tio Patinhas, porém, não fica muito atrás da qualidade do almanaque do Donald. A HQ que abre esta segunda edição é um belíssimo clássico de Carl Barks, que se você desconsiderar que ela saiu em 2004, na coleção de Luxo (O Melhor da Disney) que poucos tem completa, a última vez que essa HQ saiu em formatinho foi em 1986, numa Disney Especial Reedição. E o almanaque também fecha com outra HQ, porém curtinha, de Barks. Além de Don Rosa, conforme já mencionado. Mas para mim, a grande atração da edição é O Segredo dos Incas, uma HQ que NUNCA havia sido republicada. Um clássico de capa da saudosa Almanaque Disney (capa ao lado). Imperdível pra mim!

E com isso termino de mostrar aqui no blog, os 4 novos almanaques. O Almanaque do Mickey e do Zé Carioca, para quem perdeu, está neste link. Esta semana ainda retorno para falar de Disney Gol #3 (que está absurdamente fantástica) e quem sabe, as revistinhas fininhas de Férias, que se não atrasarem, chegam as bancas esta semana. Aguardem! 🙂

Depois do continue, a seleção de histórias dos almanaques em detalhes, assim como a prévia em imagens dos mesmo:

Almanaque do Pato Donald #02 [Junho/2011]

80 Páginas – R$ 4,95 – Distribuição Nacional

  1. SuperDonald [10 págs] [1949] [Inducks] Roteiro e Desenho: Carl Barks
  2. O Superdonald Ataca Novamente! [11 págs] [1992] [Inducks] Roteiro e Desenho: Don Rosa
  3. O Lado Bom [04 págs] [2005] [Inducks] Roteiro: Janet Gilbert / Desenho: Tino Santanach Hernandez
  4. Torneio de Aeromodelismo [08 págs] [1957] [Inducks] Desenho: Tony Strobl
  5. Um Clic Especial [08 págs] [1984] [Inducks] Trama: Per Wiking / Roteiro: Tom Anderson / Desenho: Vicar
  6. Trapalhão? Como Não Sê-Lo? [08 págs] [1977] [Inducks] Roteiro: Primaggio Mantovi / Desenho: Carlos Edgard Herrero
  7. Quando Ganhar Não Compensa [12 págs] [1957] [Inducks] Desenho: Tony Strobl
  8. Um Despertador de Graça [04 págs] [1975] [Inducks] Desenho: Tony Strobl
  9. Trabalhos Escolares [05 págs] [1972] [Inducks] Desenho: Pete Alvarado
  10. Tudo o que Sobe… Desce! [10 págs] [1991] [Inducks] Roteiro e Desenho: Don Rosa





Almanaque do Tio Patinhas #02 [Junho/2011]

80 Páginas – R$ 4,95 – Distribuição Nacional

  1. A Cidade dos Telhados de Ouro [26 págs] [1957] [Inducks] Roteiro e Desenho: Carl Barks
  2. Sempre É Tempo… [14 págs] [1991] [Inducks] Roteiro e Desenho: Don Rosa
  3. Quem Põe o Bico Onde Não Deve… [07 págs] [1972] [Inducks] Desenho: Román Arámbula / Arte-final: Steve Steere
  4. O Segredo dos Incas [28 págs] [1977] [Inducks] Roteiro: Giorgio Pezzin / Desenho: Guido Scala
  5. Investimento Anônimo [04 págs] [1954] [Inducks] Roteiro e Desenho: Carl Barks



Isso também pode lhe interessar

21 Comentários

  1. Graças a ti eu vou revirar a minha coleção da vida toda, que está em caixas de papelão na casa da minha mãe atrás dessas preciosidades. Devo ter alguma coisa. O post mencionado com a relação das histórias do Don Rosa precisa ser atualizado com essas três histórias?

  2. Graças a ti eu vou revirar a minha coleção da vida toda, que está em caixas de papelão na casa da minha mãe atrás dessas preciosidades. Devo ter alguma coisa. O post mencionado com a relação das histórias do Don Rosa precisa ser atualizado com essas três histórias?

  3. Graças a ti eu vou revirar a minha coleção da vida toda, que está em caixas de papelão na casa da minha mãe atrás dessas preciosidades. Devo ter alguma coisa. O post mencionado com a relação das histórias do Don Rosa precisa ser atualizado com essas três histórias?

    1. Repetindo o que eu disse no outro post apenas para deixar o registro aqui tb:

      Don Rosa está aposentado Ricardo, ele não faz mais histórias,a lista da outra matéria é perpétua… não vai mudar mais.

      sua última HQ foi em 2006… 

      ————————-

      Vc também não deveria precisar revirar caixas de papelões e revistas antigas atrás das histórias se tivesse ela atualizada no Inducks. Leia está material e entenda certinho:

      http://www.portallos.com.br/2010/12/05/hqs-disney-ja-colocou-sua-colecao-no-inducks-dica-qual-a-vantagem/

      Quanto sai um almanaque assim, eu simplesmente vou no inducks, onde a minha coleção é atualizada mensalmente, e em poucos segundos sei o que tenho e o que não tenho…

  4. Ah! Outro ponto: eu baixei a coleção de Carl Barks e Don Rosa em PDF para ler no iPad. O “problema” é que está em inglês. Você sabe se há fontes de arquivos digitais em português disso tudo?

    Estou até pensando em digitalizar a minha coleção e vender a papelada toda. Você já pensou em escrever algo relacionado com isso aqui no blog? Aliás, excelente trabalho que vocês fazem aqui. Tem muito conteúdo e é atualizada constantemente. Parabéns, caras!

      1. Respondendo tudo aqui mesmo.

        Eu entendo sobre a sua relação físico/digital. Eu também sou assim para algumas coisas (games), mas estou tentando me desprender disso em alguns casos como mangás, gibis, HQs e livros. Tudo por falta de espaço mesmo, é uma pena. Gostaria de ter uma biblioteca bem completinha com tudo isso mas acho que não vai rolar a curto prazo. Enfim.

        A questão da coleção na caixa é porque eu a tenho desde a época de garoto (+/- 20 anos atrás) e depois que saí da casa da minha mãe, fechei tudo em caixas de papelão e deixei no sótão. A paixão nunca acabou e hoje, graças a vocês voltou. 🙂

        Leio Carl Barks todo dia antes de dormir.

        Mas eu gostaria de ter a coleção em formato digital também justamente pela praticidade. A questão de vender depois será tratada com carinho. Vamos ver.

        Obrigado pelas respostas, cara!

        1. Só não pode deixar de comprar sempre que puder as revistinhas. Só estamos recebendo tantos titulos legais nas bancas porque os antigos leitores e novos leitores voltaram a apoiar as revistas e com isso as vendas melhoraram. 🙂

          Tb não tenho grilo com ler online, principalmente mangás, mas tb não deixo de apoiar o mercado aqui, porque gosto muito de ter uma revistinha para ler no banheiro, no onibus, numa fila de supermercado e por aí vai. XD

          Eu compro e gosto de dilvugar porque acho que quando mais fãs os quadrinhos da Disney tiver, melhor ele vai ficar por aqui 🙂

          abraços!

        2. Thiago, qual a TAG para os posts com as histórias digitais que você disponibilizou até hoje? Eu sigo o feed faz bastante tempo e lembro que você chegou a postar alguma coisa. O projeto ainda está de pé?

          Desculpe encher a caixa de comentários de perguntas.

        3. Olá amigo, não sei se posso “anunciar” aqui, mas existe um grupo na net, os esquiloscans, que busca e visa mais ou menos isso, preservar digitalmente as HQs disney, mesmo tendo-as em coleção e comprando as atuais regularmente.

          Sem entrar em juizo de valores, vc pode conhecer o grupo em http://www.esquiloscans.com.br e lá terá o link do blog, do yahoo grupos e como funciona o grupo.

          Se quiser conhecer, vai lá, abraços.

        4. Olá amigo, não sei se posso “anunciar” aqui, mas existe um grupo na net, os esquiloscans, que busca e visa mais ou menos isso, preservar digitalmente as HQs disney, mesmo tendo-as em coleção e comprando as atuais regularmente.

          Sem entrar em juizo de valores, vc pode conhecer o grupo em http://www.esquiloscans.com.br e lá terá o link do blog, do yahoo grupos e como funciona o grupo.

          Se quiser conhecer, vai lá, abraços.

        5. Olá amigo, não sei se posso “anunciar” aqui, mas existe um grupo na net, os esquiloscans, que busca e visa mais ou menos isso, preservar digitalmente as HQs disney, mesmo tendo-as em coleção e comprando as atuais regularmente.

          Sem entrar em juizo de valores, vc pode conhecer o grupo em http://www.esquiloscans.com.br e lá terá o link do blog, do yahoo grupos e como funciona o grupo.

          Se quiser conhecer, vai lá, abraços.

  5. Maldito Thiago, mal posso ver seus movimentos de convencimento!
    E agora cara, eu tô pra comprar Donald e tô entre Zé Carioca e Mickey, qual pego?! o_o

    E é tão bom ler Disney, nossa cara, vou ir comprando umas pra ler nas férias que são só em Julho… =/

  6. Comprei o almanaque do tio patinhas, a qualidade das histórias são ótimas, todas excelentes, gostei muito da primeira “A cidade dos telhados de ouro” realmente uma pérola de carl barks, ” O segredo dos incas” achei superlegal assim como “sempre é tempo…” por ser narrada deu um tom meio que de documentário cientifico. Vou tentar comprar todos os almanaques, pois achei as seleções de histórias ótimas.

  7. Comprei o almanaque do tio patinhas, a qualidade das histórias são ótimas, todas excelentes, gostei muito da primeira “A cidade dos telhados de ouro” realmente uma pérola de carl barks, ” O segredo dos incas” achei superlegal assim como “sempre é tempo…” por ser narrada deu um tom meio que de documentário cientifico. Vou tentar comprar todos os almanaques, pois achei as seleções de histórias ótimas.

  8. Não comprei esta edição do novo Almanaque do Tio patinhas. Mas das histórinhas que saíram só duas eu não tenho em minha coleção que é o Segredo dos Incas e quem põe o bico onde não deve. As outras tenho todas. gosto muito de a Cidade dos Telhados de Ouro. Nela Carl Barks aproveita para criticar (ou apenas brincar) de leve o gosto musical moderno da época, bem ao seu estilo, com o Tio Patinhas chamando de “estática” a música que o Donald curte no rádio. Pessoalmente, em se tratando de anos 50, época da trama, eu curto as canções americanas daquela época. Mesmo só tendo nascido duas décadas depois. Então compartilharia do gosto do Donald, o qual chegou a ser decisivo para o sucesso dele no enredo. Hoje em dia, principalmente no que diz respeito ao cancioneiro pop nacional e muito internacional também, eu já passo a pensar como o Tio Patinhas. É estática? O alamanque do Pato Donald eu comprei, principalmente por causa de Tudo que Sobe…Desce de Don Rosa. É uma das dele que ainda não tinha. Falando de Don Rosa, a história Superdonald Ataca Novamente foi, segundo meus registros de memória, a primeira histórinha dele que me chamou a atenção. Eu já a tenho também num outro Almanaque do Pato Donald, um da primeira série, agora não me recordo o número. Na época que eu o comprei, era raridade para mim poder comprar revista em quadrinhos e também a Abril não publicava ainda os nomes dos desenhistas. Portanto, não fazia idéia de quem era, mas a história me chamou muito a atenção. É inteligente, divertida, hágil e tem até um quê emotivo, com os sobrinhos reconhecendo que afinal o Donald é que toma conta deles. Como naqueles tempos eu não tinha o acesso à informação que tenho hoje, também não fazia idéia de era uma continuação de uma história de Carl Barks, aliás também não sabia quem era Barks, embora já conhecesse e gostasse de muitas de suas histórias. Mas voltando ao Don Rosa, pra mim, uma de suas melhores histórias, se não a melhor e O Capitão Caubói do Cutty Sark. Eu ri muito lendo essa história. É hilária! Um misto de aventura de ficção com fatos reais que mostra como o roteirista e quadrinista americano soube mesclar as duas coisas e fazer uma obra prima dos gibis! A última vez que ela foi publicada aqui no brasil foi em uma das reedições do especial A Saga do Tio Patinhas do próprio Don Rosa que a Abril publicou primeiro em formatinho, depois em formato americano onde lançou também outros episódios intermediários que Rosa criou para a Saga. O Capitão Caubói é um desses e eu acho realmente genial. Outra boa dele é O Tesouro dos Dez Avatares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.