Lendo

Homem-Aranha Noir: reviravoltas, cinismo e uma forma diferente de contar a história de um herói!

Uma boa surpresa: é a melhor definição para mim! Eu não sou lá profundo conhecedor de comics, no geral. Mas, tenho acompanhado esses lançamentos da Panini com muito gosto. Edições de qualidade, acabamento, papel, preço, tudo de primeira! Nosso editor (esse sim, sabe bastante desse universo), me recomendeu Homem-Aranha Noir, como forma de redenção, digamos assim, já que não gostei de “Justiceiro – As Meninas de Vestido Branco“, que é da mesma série de lançamentos.

Na livraria, não tinha Homem-Aranha Noir, nas bancas, também! Então tive que encomendar e aguardar um pouco e pensei: “se não for boa, Mauri que vai pagar a conta!”.

Mas, ele ficou livre dessa, afinal! Homem-Aranha Noir é uma história completa, cheia de reviravoltas, roteiro inteligente e ótimo desenho! Reapresenta os personagens que conhecemos bem de forma inteligente, renovada e bem definida:

Tia May em Homem-Aranha Noir é uma agitadora social, cheia de discursos e estratégias de mobilização do povo, Ben Urich é um jornalista cansado, digamos assim, do fazer diário e da sociedade, Parker continua sendo Parker, afinal, mas, até mesmo a maneira que ganha seus poderes é recontada.

O mais legal é o tratamento que a história ganha, não só no que se refere a ambientação, mas à maneira que é contada: você se apega e torce não somente para o protagonista e herói. Todos os personagens ganham importância na medida certa e todos tendem a se afundar no tal universo subversivo e deprimente que é o clima noir dessa história. E esse é o principal tempero para as reviravoltas e surpresas que surgem a cada página.

Crimes típicos de gangues, clima de mistério, pessoas com atitudes hipócritas e cínicas também serviram para deixar a história “mais adulta”, digamos assim.

Bom, não há muito mais o que dizer sem que a história se perca para você leitor!

Informação:

Título: Homem-Aranha Noir (Spider-Man Noir # 1 a # 4).
Roteiro: David Hine, Fabrice Sapolsky.
Desenho: Carmine Di Giandomenico.
Preço: R$19,90.
Acabamento: Capa dura, papel couché, 104 páginas.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Pedro Duarte

Jornalista apaixonado por todas as coisas que existem. Deve ser isso! Não há nada de novo que não demonstre interesse imediato em conhecer: ler, assistir, escutar, experimentar. Tentando viver um pouquinho de tudo por dia e passar a experiência aos nossos leitores!
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.