A jovem diva soul Joss Stone deixa aflorar a sua veia rock 'n roll em seu novo álbum, LP1! [Música]

Joss Stone - LP1

Assistir a apresentações de cantores de soul sempre me fascinou. A forma como eles cantam, sentindo a música, como eles arranham cada nota, exalando emoção a cada segundo é algo que me hipnotiza. Sendo assim, quando Joss Stone surgiu, no auge dos seus dezesseis anos, cantando um cover da música Fell In Love With A Boy eu me apaixonei de imediato pela garota. Era impressionante ver uma menina tão jovem cantando com tanta confiança sobre amores perdidos e corações partidos, mas a voz rouca que Joss possue conquista a todos. Grandes nomes do soul como Etta James, Aretha Franklin, Mary J. Blige e James Brown já reconheceram a garota como uma das grandes representantes do soul contemporâneo, pra vocês terem uma idéia do talento dela.

Em seus álbuns seguintes ela foi amadurecendo o seu estilo de cantar enquanto flertava com o hip-hop, o R&B e outros ritmos em uma tentativa de encontrar a sua identidade. Mas após ser convidada para ser uma das vocalistas da superbanda SuperHeavy (que tem como membros Mick Jagger, David A. Stewart, Damian Marley e A. R. Rahman), ela deve ter sido influenciada pelos seus companheiros, tanto que até chamou o Stewart (ex Eurythmics) para ajudá-la a produzir o seu novo álbum, chamado de LP1.

Não consigo encontrar um adjetivo melhor para descrever o álbum além de explosivo. Toda aquela pegada soul/funk que fez Stone ser a artista que ela é hoje está lá, mas David A. Stewart adicionou algumas guitarras à essa fórmula, o que fez muito bem para o álbum como um todo. Lembro da primeira vez que ouvi a música Karma (vídeo no fim do post) e soltei um sonoro “C*r@lh0!” a partir dos 2’10” ou ainda quando simplesmente parei tudo o que estava fazendo para ouvir a poderosíssima balada Last One To Know, para em sequência ouvir a deliciosa Drive All Night com um sorriso no rosto. A super pop Somehow já nasceu pronta para tocar nas rádios, enquanto a super simples Landlord encanta justamente pela sua simplicidade de voz e violão e uma pegada levemente blues.

Aliás, perceberam a quantidade de estilos musicais se misturam em LP1? Isso é ótimo, pois evita que o álbum caia na mesmice. Mas ao mesmo tempo, cria uma sensação de inconsistência, de que cada faixa foi pensada separadamente e não como um álbum todo. Longe de mim dizer que isso seja ruim – você vai se surpreendendo a cada faixa – mas uma certa unidade faz falta, entendem?

Mas ainda assim é um álbum fantástico, repleto de músicas poderosas e com refrão que fará você ficar cantarolando o resto do dia. Se você já conhece o trabalho da Joss Stone irá se surpreender pelo peso que certas músicas possuem. Se ainda não conhece, bem, está esperando o quê?

Tracklist:

  1. Newborn – 3:43
  2. Karma – 3:54
  3. Don’t Start Lying to Me Now – 4:08
  4. Last One to Know – 4:52
  5. Drive All Night – 5:07
  6. Cry Myself to Sleep – 3:51
  7. Somehow – 3:04
  8. Landlord – 3:57
  9. Boat Yard – 5:02
  10. Take Good Care – 2:29
  11. Picnic for Two (featuring Dave Stewart) – 4:14 (bônus da versão do iTunes)
  12. Cutting the Breeze – 3:39 (bônus da versão do iTunes)

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Theo Medeiros

Cinéfilo, gamer, adorador de música e entusiasta tecnológico. Acha que Nescau é melhor que Toddy e que bacon é a oitava maravilha do mundo.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios