Jogando

Take my Breath Away! O espírito de Top Gun está em Ace Combat: Assault Horizon! [Opinião] [PS3/X360]

Quando criança assisti inúmeras vezes Top Gun, um dos maiores clássicos dos anos 80 estrelado por Tom Cruise, que por sinal vai virar franquia. O filme original será convertido para o formato 3D e será relançado nos cinemas, um aperitivo antes de Top Gun 2. Top Gun me fez gostar das aventuras a bordo de poderosos caças, mas nos consoles de videogames nunca encontrei um jogo que desse “aquela” sensação. Reza a lenda que os melhores jogos de combate aéreo eram lançados aos montes no PC, mas como odeio jogar no PC não posso afirmar se nessa plataforma as coisas eram melhores.

Após alguns anos esse gênero de jogo foi fazendo cada vez menos sucesso, até que o primeiro Ace Combat aterrissou no PlayStation em 1992, ainda sob o nome Air Combat. Desde então foram lançados vários jogos que revitalizaram e fizeram história no gênero. Joguei uma boa parte deles, acho a maioria muito legais, mas nenhum ainda tinha me proporcionado “aquela” sensação”.

Até que joguei a demo do Ace Combat: Assault Horizon! Uau, agora sim, finalmente ao testar a demosntração tive a sensação de estar na pele de Maverick e rasgar os céus caçando as aeronaves inimigas. A jogabilidade de Assault Horizon me caiu bem, intuitiva e amigável, e pela primeira vez pude completar uma missão de um jogo de combate aéreo fazendo bonito logo na primeira vez.

A grande sacada pra mim foi o uso de um sistema que funciona de maneira bem parecida com o Z-Targeting de Ocarina of Time. Você começa a perseguir o avião inimigo, até que se aproxima dele e quando atinge a condição adequada usa os gatilhos do controle para iniciar uma empolgante sequência de perseguição.

É quase como se tivesse uma “gancho” prendendo você ao caça inimigo. No entanto, apesar de parecer que seu avião está travado no inimigo, ainda é preciso manobrar para que seu caça fique bem alinhado, e assim é possível usar as metralhadores e mísseis de maneira efetiva. Se não conseguir manter o alinhamento, você perde o inimigo de vista e o “gancho invisível” se solta.

Usando esse recurso, pude efetuar perseguições incríveis, com direito a rasantes e manobras entre prédios que normalmente seriam muito difíceis de serem realizadas manualmente. O jogo assim ganha muito em emoção. E sabe aquelas cenas onde o caça sofre perseguição e o piloto faz um looping e inverte a situação? Com esse recurso, ficou mais fácil fazer isso.

Os gráficos estão muito bonitos e o som me impressionou, especialmente quando usei fones de ouvido. Só faltou ter “A MÚSICA” na trilha sonora.  Tudo bem implementado de forma a garantir emoção ao jogador, e pra mim esse é um grande diferencial. Sempre emprestei ou aluguei os jogos da série, mas dessa vez acredito que comprarei um Ace Combat pela primeira vez.

Ainda falta testar o modo onde pode-se pilotar helicópteros, mas espero que esteja com uma qualidade parecida, assim como tenho esperança que a versão de 3DS seja incrível, o 3D deve ser ótimo para jogos do gênero. Se você não jogou, recomendo que teste essa demonstração de Ace Combat: Assault Horizon e sinta a sensação de ser um Top Gun!

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Mauri Link

Um gamer inveterado desde a primeira geração de consoles, aficcionado por histórias em quadrinhos, nerd de carteirinha, e super-herói nas horas vagas!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios