Jogando

The Fun Machine: 15 anos de Nintendo 64! (Retrogames)

Caramba, ontem eu fiquei entretido com o Rock in Rio e Battlefield 3 que até me esqueci de colocar no ar esse post!

Dia 29 de Setembro de 1996, 15 anos atrás, é a data do lançamento americano do NINTENDO 64! Nem parece que faz tanto tempo assim para mim, que acompanhei tudo que cercou o console por meio das revistas de videogame. Quando a Nintendo revelou que ela estava trabalhando no sucessor do Super Nintendo, fiquei angustiado, já que ainda nem tinha comprado o SNES. E fiquei pasmo quando li que o novo videogame, ainda com o nome provisório Ultra64, iria ter 64-bit! Para quem como eu ainda estava hipnotizado com os jogos 16-bit, era um salto gigantesco, e fazia a mente divagar sobre o que esperar do console.

Mas o que sem dúvidas logo de cara atiçou a curiosidade dos gamers era como funcionava aquele controle mirabolante que acompanhava o console. Qual o motivo daquelas três pontas? Daquela alavanca pequena que lembrava um pequeno cogumelo? Um botão embaixo do controle? Que doidera é essa Nintendo???

Depois de acompanhar tudo o que aconteceu após o lançamento e ficar imaginando por dias a fio como usar o controle para jogar o tal do Super Mario64, um jogo que TODO MUNDO elogiava dizendo que era coisa de outro mundo, algumas semanas depois o N64 chegava nas lojas e locadoras de videogame da minha cidade, e fiquei maravilhado ao ver pela primeira o velho Mario ganhar um novo mundo em 3D para se aventurar. Foi paixão à primeira vista.

Dois anos depois de muita espera eu finalmente comprei o N64, que veio junto com The Legend of Zelda – Ocarina of Time, jogo que bombava em todas as locadoras e que me cativou desde a primeira telinha minúscula dele que vi na Ação Games, quando ainda era chamado Zelda64. Dali em diante, o N64 me rendeu inúmeros momentos divertidos e marcou época na minha vida, e creio que na vida de muitos gamers também.

Na época eu trabalhava em um loja de videogame, e apesar de todos os consoles disponível lá, o Nintendo64 era soberano. Tanto que praticamente todos os dias na loja eu e os demais funcionários organizávamos altas disputas internas de Mario Kart64, 007 Goldeneye, International Superstar Soccer’98, os Mario Partys, Cruisi’n World, e tantos outros jogos com multiplayer maravilhosos. E multiplayer local até hoje pra mim é como mais gosto de jogar. Infelizmente hoje temos toda uma geração que desconhece como é bom soltar um casco vermelho na pessoa que está ao lado…

E mesmo que depois de um tempo eu comprei o PlayStation, meu foco sempre foi o N64. Muitos jogos marcantes daquela geração eu joguei nele, e não esqueço dos Turoks, Shadow Man (legendado em português), Perfect Dark, Top Gear Overdrive, F-Zero X, Star Wars Episode I: Racer, World Driver Championship, Conker’s Bad Fur day, Doom64, Quake II, F-1 World Grand Prix, Star Fox64, Super Smash Bros., WCW/NWO Revenge, Beetle Adventure Racing!, Killer Insticnt Gold, Hybrid Heaven, Mace – The Dark Age, The Legend of Zelda – Majora’s Mask, Rayman 2: The Great Escape, Ridge Racer64, Star Soldier – Vanishing Earth, Tetrisphere, War Gods, Vigilante 8:  2nd Offense, Winback, entre outros e outros valer o slogan THE FUN MACHINE!

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Mauri Link

Um gamer inveterado desde a primeira geração de consoles, aficcionado por histórias em quadrinhos, nerd de carteirinha, e super-herói nas horas vagas!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios